Para ‘compartilhar paz’, morador em situação de rua monta sala embaixo de ponte em SP

Clique e ouça:

Faz cerca de dois anos que Moab Carvalho, de 47 anos, ‘mora’ embaixo de uma ponte da rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos (SP). Ele conta que recentemente decidiu montar um espaço naquele local onde “compartilha paz” com aqueles que passam por ali.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em meio a suas andanças pelas ruas, Moab foi recolhendo móveis e eletrodomésticos descartados, como um sofá, uma mesa de centro, uma TV e uma rádio, montando uma sala de estar improvisada, que também é toda decorada com garrafas de cerveja artesanais e livros.

Ao lado desse espaço, duas barracas de acampamento foram transformadas em um quarto para ele e seu companheiro, um cão que encontrou pelas ruas.

Na sala de estar, Moab convida desconhecidos para se sentar e bater um papo, ou apenas apreciar o cantinho montado por ele. Para o homem, sua missão na Terra é uma e apenas uma: levar paz a quem precisa.

Morador de rua monta sala embaixo de ponte
Moab montou uma sala de estar improvisada embaixo de uma ponte em Guarulhos (SP).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sala de estar improvisada embaixo de ponte

Considerado um bom ouvinte, Moab relata que muitas pessoas se abrem com ele, contando seus dramas e dilemas de vida. Ele também faz questão de retribuir, contando um pouco sobre sua trajetória, desde que deixou o nordeste e seguiu para a grande região metropolitana paulista.

Moab faz questão de mostrar que ‘tudo tem um lado bom’, mesmo nos momentos mais difíceis da vida. “As pessoas olham pra mim e parecem sentir necessidade de desabafar, de contar seus problemas, de compartilhar sua vida. Eu ouço e compartilho a minha, para que elas percebam que tudo pode ser melhor e poder dar o que tenho de mais precioso, que é meu abraço”, diz.

Em meio aos bate-papos, ele conta ter convencido uma pessoa disposta a tirar a própria vida a dar uma segunda chance na vida. Além disso, fez amizade com um homem que ameaçou tirá-lo dali.

Morador de rua monta sala embaixo de ponte

Vivendo de bicos

Quando não está em seu ‘cafofo’, Moab, que é marceneiro de profissão, está fazendo algum bico ou recolhendo materiais recicláveis, em busca de subsistência. Não há trabalho que ele recuse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Muitas pessoas lhe oferecem doações após a visita à sua sala improvisada, encantadas com o cantinho montado com tanto carinho pelo morador em situação de rua.

Morador de rua monta sala embaixo de ponte

Doações

“Pessoal que já me conhece, traz alimentos, cestas básicas, bolachas, água. Mas faço questão de muitas vezes, recolher e ir até a favela, ou doar para um irmão de rua que também está necessitado. Todos nós somos necessitados, nós precisamos um do outro”, diz ele.

“Esse cara é gente boa demais, sempre que posso, paro aqui e converso com ele”, diz Beto Saraiva, garçom de uma churrascaria próxima da ponte, ao sacar R$ 20, parte das gorjetas que ganhou naquele dia, e compartilhar com Moab.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: R7
Fotos: Edu Garcia/R7

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,080FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,926SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Surfistas vão todos os dias à praia para salvar vidas e recebem gratidão de banhistas

Só quem já passou pelo susto de perder o controle ao nadar em um mar ou uma piscina sabe o tamanho do alívio quando...

Instagram