Motorista que arrastou idosa é condenado à pena de 5 anos de reclusão no DF

O motorista que arrastou a dona Marina pelo asfalto foi condenado à pena de cinco anos e quatro meses de reclusão, além de multa pelo crime de roubo pela 3º Vara Criminal de Taguatinga (DF).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em junho do ano passado, a diarista vendia balões em uma festa junina quando Willian Weslei Lelis Vieira e uma amiga que estava com ele, Larissa Alves, agarraram os balões e arrancaram com a Mercedes-Benz, levando a idosa junto por mais de 100 metros.

O tempo que a idosa ficou presa ao veículo foi traumático e marcou para sempre a vida dela.

“Eu pensei que estaria dentro de um caixão. Eu estou toda machucada, mas estou bem”, disse a diarista ao Correio Braziliense. “Quando me lembro do que passei, só agradeço a Deus pelo livramento. Foi a pior coisa que passei na minha vida. Ao fim de tudo, só me vi rodeada de gente”, disse ao Correio Braziliense na época da barbárie.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Foi a pior coisa que passei na minha vida”. Foto: Reprodução

Vaquinha para dona Marina bateu meta em 24h

Ficamos comovidos com a agressão que dona Marina sofreu e lançamos sua vaquinha na VOAA, uma das nossas primeiras vaquinhas, para custear os cuidados médicos e uma vida melhor à diarista. Veja como está a vida de Marina hoje clicando aqui.

Foto: Reprodução

Assim que recebeu alta do hospital, a diarista procurou a 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) para registrar um boletim de ocorrência por lesão corporal.

Decisão do juiz

Segundo apurou o site METRÓPOLES, Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) ofereceu denúncia em desfavor dos acusados pela prática do crime de latrocínio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Willian também foi denunciado pelo crime de direção perigosa. Porém, o juiz desclassificou o crime de latrocínio para o delito de roubo. Já em relação ao crime de direção perigosa, ficou provado que ele não concorreu para a infração penal. Portanto, absolvido.

O empresário e a amiga devem cumprir a pena em regime semiaberto e poderão recorrer da sentença ainda em liberdade.

A redação entrou em contato com dona Marina para saber como ela recebeu a notícia da condenação dos seus agressores, mas não obteve retorno até a publicação deste texto. Assim que conseguirmos, informaremos vocês.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após 200 dias em hospital e 2 cirurgias no coração, bebê sorri pela 1ª vez

Quinze minutos após nascer, Theodore foi parar na sala de cirurgia: o coração dele tinha metade do tamanho considerado saudável. Foram 200 dias de luta...

O homem cego junto com seu amigo sem braços já plantaram 10.000 árvores em 10 anos

“Eu sou suas mãos e ele é os meus olhos. Nós fazemos um bom time” assim diz Jia Haixia, cego dos dois olhos e...

Barbeiro troca corte de cabelo por agasalhos para moradores de rua

O barbeiro Geivison Carvalho abriu mão do pagamento para receber as doações, o gesto surgiu após se revoltar com vídeo em que um adolescente joga suco em morador de rua que se abrigava em lixeira.

Papelaria recicla panfletos homofóbicos e os transforma em confetes para celebrar o casamento gay

Uma papelaria em Dublin, na Irlanda, "sambou na cara da sociedade" com uma ideia genial para demonstrar seu apoio ao casamento gay. Eles recolhem panfletos...

Vítima “adota” jovem assaltante de sua casa em Tatuí (SP)

Ana Cristina Gagliardi deu uma segunda chance para assaltante de "primeira viagem".

Instagram