Motorista de app finge ser namorado e socorre mulher que estava sendo assediada por homem nos EUA

Um motorista de aplicativo socorreu uma passageira que estava sendo assediada por um homem em Rock Island, Illinois (EUA). Para isso, tirou a sua aliança de casamento e fingiu ser o namorado da mulher.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O caso aconteceu em 2019, mas voltou a circular nas redes sociais recentemente. Em mais um dia normal de trabalho, Brandon Gale recebeu a chamada da mulher. Um minuto depois de aceitar o pedido, a passageira lhe enviou uma mensagem de texto pelo app.

“Quando você chegar, pode fingir ser o meu namorado?”, dizia a mensagem.

Mesmo confuso, motorista atendeu pedido

Brandon escreveu: “O que você quer dizer?”. A mulher respondeu: “Só preciso que você aja como se me conhecesse e não como meu motorista do Uber”.

E foi o suficiente para o motorista dar seu voto de confiança para a passageira em apuros. Antes, tirou o adesivo do Uber da janela do seu carro. Chegando no endereço, Brandon viu um homem e uma mulher conversando. A passageira parecia calma, mas sua linguagem corporal demonstrava que algo estava errado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Homem perseguiu passageira

Então, a mulher olha para Brandon e grita: “Oi, querido! Já estou indo!”. “Maravilha, porque estou faminto!”, respondeu Brandon, que também acenou para o rapaz, que acenou de volta, hesitante, como quem teve seus planos atrapalhados.

A passageira entrou no carro e, assim que saíram da vista do homem, ela soltou um enorme suspiro de alívio. Ainda abalada, contou toda a história. Ela tinha ido para uma feira com um grupo de amigos. Nesse grupo, havia um rapaz que não aceitava um não como resposta: pelo coontrário, tinha um histórico de ser “muito agressivo”.

Ela pensou que poderia se livrar do homem indo para o seu carro, mas ele a seguiu. Antes de chegar ao veículo, a passageira fingiu ter perdido suas chaves. O rapaz insistiu para lhe dar uma carona e foi então que a passageira decidiu chamar o seu “namorado”.

Em um post no seu perfil no Facebook, Brandon comentou:

“Isso nunca deveria ter acontecido. Homens, aprendam a aceitar um não como resposta. Aprenda a assumir a responsabilidade por suas suas ações. Nossos filhos aprendem a como tratar as mulheres em suas vidas por meio do exemplo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No post, Brandon também compartilhou uma dica para mulheres que podem se encontrar em situações parecidas.

“Use o sistema de mensagens dentro do aplicativo. Você pode fazer pedidos especiais que podem eventualmente salvar a sua vida”, concluiu o motorista.

Boa, Brandon!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ei! Quer mais uma história inspiradora? Dá o play! 👇

Fonte: Positive Outlooks

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,806,528SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem se torna 1ª pessoa com síndrome de Down a se qualificar como montador de andaimes

Três anos atrás, Todd Scanlon, 32 anos, recebeu um curso de montador de andaimes de seu amigo Martyn Coles em sua empresa, a Coles...

Empresário baiano cria banheiro itinerante para que moradores de rua possam tomar banho

Empresário de Vitória da Conquista, o baiano Cláudio Lacerda iniciou uma campanha para ajudar os moradores de rua da sua cidade. O “Banho Solidário”...

Multimilionário doa metade de sua riqueza para salvar vidas de refugiados

Já falamos recentemente de alguns projetos para ajudar refugiados ao redor do mundo, relembre aqui. Mas este homem tem feito algo ainda mais extraordinário: Com...

Menina com paralisia cerebral se emociona ao andar pela 1ª vez; assista

“Ela decidiu se levantar e tentar andar sem o andador e o aparelho. Meu herói não é alguém mais velho que eu. É a minha princesa de 6 anos”, comemorou a mãe.

Filha de pedreiro e doméstica passa em Medicina e agora vende feijoada para comprar PC para estudar

Sem cursinho, preparatório ou pré-vestibular, a estudante catarinense Camila Fernandes de Oliveira, 19 anos, foi aprovada em Medicina pela Universidade Federal de São Carlos...

Instagram

Motorista de app finge ser namorado e socorre mulher que estava sendo assediada por homem nos EUA 3