Mulher adota idosa que viveu durante 50 anos em hospital

A cuidadora Glaucia Andressa Santos Gomes, de 29 anos, de Araraquara, teve uma atitude digna de um roteiro de filme. Em 2010, ela começou a trabalhar como copeira no hospital Beneficência Portuguesa, e conheceu a Cotinha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela chegou ao hospital ainda criança, com seu irmão de apenas quatro anos, ambos vítimas de um atropelamento por caminhão.  O irmão teria chegado morto e ela totalmente enfaixada. Ninguém sabe qual o nome verdadeiro da mulher, nem sua idade, nem mesmo a data exata de quando ela chegou ao hospital.

Com estimativa feita pelos funcionários, a idosa tem atualmente entre 62 e 65 anos.

As poucas informações que existem sobre ela foram passadas boca a boca por funcionários, sem ter como comprovar sua veracidade. Eles acreditam que as freiras que faziam o atendimento do hospital na época que ela chegou, se sensibilizaram com a sua situação e, como nunca ninguém a procurou, passaram a cuidar dela.

Mulher adota idosa que viveu durante 50 anos em hospital 2
Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mais tarde, o local foi privatizado, as freiras foram embora e Cotinha ficou. Por muito tempo ela morou em um quarto ao lado da lavanderia, onde trabalhava passando e dobrando roupas. Depois, os funcionários pediram para que ela fosse transferida, devido aos seus problemas respiratórios que eram agravados pela umidade da lavanderia. Ela, então, foi para a cozinha, onde limpava mesas e guardava utensílios. Foi lá que Glaucia a conheceu.

No entanto, em 2016,  o hospital fechou, pegando todos de surpresa. Com isso, a idosa com problemas mentais e sem fala ficaria sem um lar. Tomada por desespero, Glaucia foi atrás de Cotinha para adotá-la.

A cuidadora levou a idosa para sua casa, colocou-a no quarto da filha e passou a tomar conta dela, mas a família não conta com muitos recursos. Glaucia também está tentando emitir os documentos da Cotinha, que tem uma certidão de nascimento cujo seu nome é “Maria de tal”, e com origem desconhecida.

A idosa caminha com alguma dificuldade – provavelmente uma sequela do acidente – , mas é bastante independente. Mesmo assim, as duas passaram alguns sufocos, como quando Cotinha teve pneumonia.

Recentemente, Cotinha caiu na porta de casa e quebrou o braço. Um tombo bobo, mas que teve consequências sérias. Diante disso, Glaucia percebeu que o futuro será de bastante trabalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Glaucia também pede ajuda para sustentar Cotinha até conseguir uma renda fixa para a idosa.

Ajuda

Quem quiser ajudar com roupas ou alimentos pode entrar em contato com a Glaucia nos telefones (16) 98200-9625 ou 99963-2598.

Via

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: arquivo pessoal

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,775,615SeguidoresSeguir
23,363SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cientistas em Amsterdã destroem tumores de câncer de mama em 11 dias sem quimioterapia

Um grupo de cientistas de Amsterdã pode ter descoberto um tratamento muito eficaz para curar o câncer de mama em mulheres, que hoje é...

Menino salva irmã de ataque de cachorro, leva 90 pontos, e vira herói da internet

O pequeno Bridger Walker viralizou na internet nesta semana depois que sua tia publicou no Instagram como estava orgulhosa de ele ter salvo a...

Mãe defende filho zombado por usar ‘meia de menina’: “Esse é meu filho. E eu amo ele”

“Estou permitindo que meu filho seja o que ele quiser e eu não gosto de pessoas como você tirando sarro dele, dizendo que ele está errado pelo que ele veste e palpitando sobre o que ele deveria vestir. Esse é meu filho. E eu amo ele. Amo meias de coração e tudo mais!”, concluiu lindamente.

Michael Bublé pausa carreira para cuidar do filho de 3 anos com câncer

O cantor pediu aos fãs para orarem pelo menino e respeitarem a privacidade da família.

Instagram

Mulher adota idosa que viveu durante 50 anos em hospital 3