Mulher ajuda desempregada que aguardou 11 horas em fila para conseguir emprego

Laine Daniel é coordenadora do Centro de Integração da Cidadania (CIC) de Jaraguá (GO). Diariamente, ela tem contato com os mais diversos e revoltantes dramas sociais, sejam de mulheres vítimas de violência doméstica ou assédio, sejam de pessoas desempregadas, sem dinheiro sequer para comprar um alimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Certa noite de sexta-feira, uma mulher apareceu na porta do CIC às 23 horas. Parou ali, em meio ao relento frio, e sentou-se na calçada, pronta para esperar até o dia seguinte, quando, às 10h da manhã, aconteceria a Feira do Emprego. Ela foi, de longe, a primeira pessoa a aguardar na fila. E assim o fez por 11 horas ininterruptas, até a feira começar. Não obstante, naquela madrugada, começou a chover.

Ajude uma mãe que cuida de quatro filhos com paralisia cerebral

“Eu mesma fui ver quem era a primeira pessoa [da fila], para saber que horas havia chegado, pois sempre são pessoas com histórias de vida de muita luta. Era ela, a Vera! Foi em busca de uma vaga para a área de limpeza. Pessoa simples e de uma educação maravilhosa”, conta Laine.

Mulher ajuda desempregada que aguardou 11 horas em fila para conseguir empregoVera contou que estava desempregada e à procura de um emprego para sustentar a família. Após a entrevista, foi embora do CIC.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:

“Fiquei todo o fim de semana pensando nela, se teria conseguido passar na entrevista, se havia conseguido a vaga…”, lembra a coordenadora.

Infelizmente, na segunda-feira Laine ficou sabendo por terceiros que a empresa teria contratado outra pessoa. “Logo deduzi que Vera não havia sido aprovada na seleção”, lamenta.

Busca por Vera

Sensibilizada pela história de vida da mulher, a coordenadora do CIC decidiu encontrá-la de alguma forma, e ajudá-la a conseguir um emprego. “Eu precisava encontrá-la! O telefone da ficha estava errado, o nome [estava] errado. Eu só tinha três lembranças: seu rosto, sabia que estava acompanhada dos dois filhos, também desempregados e sua história.”

Laine então publicou um post no Facebook pedindo ajuda para encontrar Vera. Eventualmente, uma amiga dela viu a publicação e entrou em contato.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dias depois, Vera encontrou a amiga. “Ela veio falar comigo. Não foi reprovada na seleção, apenas não teve como ir nela, [pois] estava sem recursos para a condução”, conta.

Ajude uma mãe que cuida de quatro filhos com paralisia cerebral

Admitida no novo emprego

Com o dinheiro da passagem em mãos, Vera pôde ir à entrevista de emprego, onde foi admitida. Ela começou a trabalhar no setor de serviços gerais do CIC, onde estará ao lado de Laine e toda sua equipe transformando a vida das pessoas.

“Seja bem vinda à equipe Vera!”, comemorou a coordenadora em suas redes sociais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Histórias exemplaresO DRAMA DE UMA DESEMPREGADA, MAS QUE ALGUÉM VIU E A SOCORREU, CONHEÇA ESSA HISTÓRIA…

Publicado por Freguesia News – Informações Diárias – Jornal em Sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fotos: Reprodução/Facebook

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Amigos se unem para pagar faculdade de jardineiro cego que sonha ser professor de Braille em Goiás

Rogério é um daqueles exemplos extraordinários de luta e superação. 💪 Ele nasceu com uma doença nos olhos, conhecida como "glaucoma congênito", começando a perder...

VOAA lança vaquinha para Mauricio, diagnosticado com grave doença e que luta pela vida todos os dias

Desde o ano passado, Maurício, de 34 anos, sofre de dores muito intensas e terrível perda de peso, travando uma enorme batalha por sua...

Após perder irmã, fotógrafa faz homenagem emocionante retratando crianças com Síndrome de Down

A fotógrafo Julie Wilson fez uma série de retratos de crianças com Síndrome de Down depois do falecimento de sua irmã Dina há quatro anos. Dina...

Mexicana de 24 anos é coroada a primeira Miss Universo Indígena: ‘Raízes que cruzam fronteiras’

"Sou uma mulher empoderada, que lutou muito para chegar até aqui". Assim começa o relato da modelo mexicana Silvia Jim, que venceu o Miss...

Padre dá sermão à cadelinha desobediente e vídeo viraliza: ‘adolescente rebelde’

Ah, dona Fifi! Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, o padre Valter Girelli dá um sermão à cadelinha desobediente! “Vai ter que obedecer...

Instagram

Mulher ajuda desempregada que aguardou 11 horas em fila para conseguir emprego 2