Mulher batalha e vence o terceiro câncer com amor e otimismo

Marta Santana  é a prova viva de que o amor cura, como ela mesmo costuma dizer. Ela vive uma batalha (vitoriosa) contra o câncer há 3 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O primeiro diagnóstico aconteceu em 2014, quando ela recebeu a notícia de que estava com câncer de mama. Marta precisou ser duplamente forte, pois além do tratamento quimioterápico e da radioterapia, precisou lidar com o fato de que sua mãe faleceu da mesma doença que estava prestes a enfrentar.

Apesar de tudo, a bela mulher manteve o otimismo e diz que optou por não sofrer. Um exemplo disso, é que após a consulta onde o médico lhe deu o diagnóstico, ela resolveu ir ao cinema.

“Não adiantaria sofrer, deitar numa cama e ficar chorando”- disse ela.

Ela sabia que não iria ser fácil, e que teria que lutar. E foi o que ela fez. Após o tratamento com a quimioterapia e a radioterapia, ela fez um exame chamado BRCA1 e BRCA2, recentemente conhecidos como os exames da Angelina Jolie. A atriz retirou os ovários e as trompas para prevenir surgimento de tumores.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No exame de Marta, foi diagnosticado mutação nos genes,e em 2015, ela retirou o ovário como prevenção.

Depois de tudo isso, em 2016, ela começou a sentir muitas dores de cabeça e percebeu que havia algo de errado em sua visão. Ela então fez uma tomografia e recebeu mais um diagnóstico: estava com um tumor no cérebro.

“O médico disse ‘vamos fazer um exame, vamos fazer uma cirurgia e vida que segue’.”

Mais uma vez, a guerreira enfrentou com bom humor a cirurgia e a radioterapia.

“Achei que tivesse acabado, mas não. Já posso pedir música pro Fantástico?- brinca ela.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 2017, mais um tumor, agora no fígado, foi diagnosticado. Ela voltou ao tratamento com a quimioterapia, onde o cabelo voltou a cair.

“Mas dou um jeito,isso é o de menos. Uso peruca, colo meu turbante.Eu não sofro, não!”.

Quando descobriu pela primeira vez que estava com câncer, ela procurou na internet e ficou feliz ao assistir alguns vídeos de pessoas que conseguiram passar por isso. Ela parou pra pensar e descobriu que não estava sozinha, que isso realmente passa.

“Eu não fico reclamando, eu não reclamo da vida, de nada. Eu apenas peço a Deus sabedoria pra poder enfrentar da melhor forma. Eu sei que vai passar, então, cabeça erguida.”- conta ela.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Essa luta é uma luta muito difícil, se você não tiver amor, é impossível passar pela doença. O amor cura, o amor cura totalmente. Eu sou abençoada, eu tenho muitos amigos, a minha família é essencial, meu marido é um parceiro. No primeiro diagnóstico, eu estava careca, inchada, e eu sempre fui muito vaidosa. Meu marido me dizia todos os dias que eu estava linda e eu: ‘você tá louco, né?’ “- ri ela.

“Mas realmente isso é o amor e faz toda a diferença. Ninguém consegue passar por essa luta sozinha. O  amor cura, sou a prova viva disso, pois estou aqui, firme e forte.

Para saber mais sobre a história, assista o vídeo abaixo:

Foto: Reprodução Youtube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com saudades, professora tricotou bonecos de seus 23 alunos na quarentena

A gente que frequentou a escola sabe: nossos professores são muito mais do que apenas aqueles que nos ensinam. Eles são nossos amigos, nossos...

Após vencer câncer e “renascer”, aposentada de MS faz de sua casa de madeira um recomeço

Em 2017, a aposentada Jucimara Fabrício Amorim, de Campo Grande (MS), precisou se submeter uma arriscada cirurgia de retirada de um tumor na região...

Desconhecidos compram livro para ajudar escritora que se endividou com gráfica

Essa história daria um livro! Qual jovem que gosta das letras nunca sonhou em publicar um livro? Esse era o desejo de Caira Lima,...

Prefeita de Madri vai reduzir faixas de avenida para privilegiar árvores e bicicletas

A proposta da prefeita de Madri, Manuela Carmena, parece um sonho para quem vive em uma metrópole com problemas como o intenso tráfego de veículos e...

Essa cidade alemã achou um jeito lindo de lidar com os neonazistas

Já publicamos aqui histórias de pessoas que preferiram usar a melhor arma para vencer o ódio: o amor.Um exemplo foi o caso de Lucie,...

Instagram

Mulher batalha e vence o terceiro câncer com amor e otimismo 2