História de amor: mulher vira ‘enfermeira’ para cuidar sozinha de marido acamado após acidente

A vida do casal Caroline e Wesley Duarte mudou radicalmente após um grave acidente de carro em Fortaleza (CE), no dia 1º de março de 2019.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Criamos uma vaquinha na VOAA para ajudar Carol, que cuida sozinha de Wesley, nessa linda missão. Clique aqui e contribua.

Wesley trabalhava como garçom e na saída do trabalho, a caminho de casa, dormiu no volante: o carro bateu com o poste!

“A perícia foi até o local e constatou que ele não tinha bebido e que realmente perdeu o controle da direção”, explicou Carol.

carro batido acidente poste
O que sobrou do carro. Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto: Arquivo pessoal

Marido teve traumatismo cranioencefálico

Wesley ficou longos 3 meses em coma. As despesas do seu tratamento são extremamente altas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Hoje ele não escuta, não fala e não anda e se alimenta por sonda”, afirmou a esposa.

Carol ainda sustenta sozinha as duas filhas pequenas do casal, de 6 e 4 anos.

Filhas ajudam Carol a cuidar do pai. Foto: Arquivo pessoal

Vaquinha para Carol que cuida sozinha do marido acamado. Clique aqui e contribua.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os médicos não acreditavam que Wesley sobreviveria

Durante meses os meses em que o marido ficou internado, Carol foi aprendendo com as enfermeiras como trocar curativos e medicar Wesley.

Carol cuida do marido em casa desde junho do ano passado.

Wesley antes e após o trágico acidente. Foto: Arquivo pessoal

“Graças a Deus, após vir pra casa, ele ganhou peso, a pele começou clarear, pois estava escura de tanto antibiótico. Ele totalmente acamado, mais tenho muita fé que Deus irá curá-lo.”

Vaquinha arrecada mais de R$40 mil

A boa notícia é que a vaquinha na VOAA do casal bateu a meta e arrecadou mais de R$40 mil.

Com esse valor, Carol conseguirá pagar para o marido sessões de fisioterapia, fono e alimentação!

print plataforma de vaquinha VOAA
Foto: Reprodução Voaa

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Karol (@carolline_nj) em

 

Com vaquinha esposa não fará mais as fisioterapias sozinha em casa

Carol contou que além dos custos com os cuidados do marido, ainda tem os custos de casa como aluguel, água e luz e as crianças.

“Quero muito investir das fisioterapias para ele se recuperar.”

Foto: Arquivo pessoal

Família sonha voltar para o interior para Wesley viver melhor

Além do tratamento do marido, Carol tem planos de mudar para o interior do Ceará, para ficarem mais perto de suas famílias e viverem melhor.

“Cuido sozinha dele e das minhas filhas e se tornou país difícil agora do já estava. A mãe dele às vezes vem para passar o mês aqui, mas ela também tem a vida dela. Preciso cuidar também de minhas filhas e com o suporte da família será melhor.”

Portanto, todo valor a mais da vaquinha será para eles conseguirem mudar de cidade e de vida!

“Me dói ver os vídeos dele antes do acidente”, diz Carol emocionada.

Vamos ajudar essa mulherão, minha gente?! Clique aqui e contribua.

selo conteúdo original

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,634,668SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Lego lança seu primeiro boneco em uma cadeira de rodas e celebra a diversidade

O mundo dos brinquedos sabe que representatividade é importante. Um sinal disso é que algumas das marcas mais tradicionais do mercado estão diversificando sua...

Conheça Guatapé, possivelmente a cidade mais colorida do mundo

Encantada com a beleza do lugar, a fotógrafa canadense Jessica Devnani fotografou cada pedacinho do povoado.

Projeto ‘Pedala Junto’ ajuda deficientes visuais a andar de bicicleta no RJ

Pela primeira vez no Rio, projeto foi lançado na Lagoa e usou bicicletas adaptadas ODKV ('o de cá vê') e tandem – aquelas compridas, feitas para mais de uma pessoa pedalar ao mesmo tempo.

Professor cria aperto de mão diferente para cada aluno e bomba na web

Uma forma incrível de criar um sentimento de equipe com os pupilos.

Instagram