Mulher, negra e paraense transforma falência de empresa em oportunidade para mudar sua vida e de outras mulheres

E o que é empreender senão recomeçar? Dois verbos que Rosilea, 53 anos, conjuga bem desde nova, superando desafios, tropeços e surpreendendo os incrédulos. Esta mulher começou a empreender cedo para ajudar a mãe, em Castanhal (PA). Depois da primeira filha, começou a vender roupas. Abriu uma segunda loja para o segmento de alto padrão, mas o negócio quebrou. Só que a vida precisava continuar. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

fotografia mãe segurando filha colo

Foi então que ela recebeu de uma amiga um catálogo da Tupperware®. Decidiu ser consultora e, já na primeira reunião, Rosilea vendeu bastante.

Reconhecimento seguido pelo maior desafio de sua carreira

Rosilea entrou como consultora, passou para líder, empresária e distribuidora. São 29 anos de empresa e, após chegar ao topo do seu plano de carreira, Rosilea recebeu o convite para atuar em uma nova região. 

Ela hesitou no início, não queria ficar longe da família, mas respirou fundo e se jogou!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mulher empresária tupperware digitando computador sorrindo

Chegando em Santos, litoral de São Paulo, ela conta que sofreu preconceito por ser negra, mulher, de uma região vista como pobre. Localizado no sul do Estado de São Paulo, diziam que o Vale da Ribeira era uma região carente e que, por isso, Rosilea teria dificuldades com as vendas ali. Levar algo novo não parecia ser tão simples. Só que apostar contra Rosilea é ‘jogar ficha fora’!

site tupperware tela computador

A empreendedora incentivou, inspirou e ensinou às pessoas que moram ali que elas são capazes e merecedoras de coisas boas.  

bottons premiação tupperware

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Empresa (re)aproximou mãe e filhas

Conciliar trabalho e tempo para a família não é uma coisa lá muito fácil de se conseguir. Mais ainda quando você trabalha a mais de 2 mil km de distância das filhas. 

mulher sorrindo

A filha Josileia, a mais velha de Rosilea, era professora, não tinha um salário alto. Incentivada pela mãe e inspirada em sua história de conquistas, virou consultora da Tupperware®, ainda no Pará. Rapidinho tornou-se líder e, em dois anos, empresária. Hoje, ela está muito mais perto de Rosilea. Tornou-se distribuidora na região de Cotia, há apenas 100 km da mãe. 

profissionais tupperware sorrindo

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já a filha mais nova, Jessica, é formada em Nutrição. Porém, resolveu seguir os passos da mãe e da irmã. Jessica virou o braço direito de Rosilea na distribuição em Santos. Ficou todo mundo perto e, certamente, porque Rosilea e Tupperware®, juntas, fortaleceram esses laços 💜

mulher braços abertos areia praia frente mar

Uma mulher forte, porque tem as pessoas que mais ama ao seu lado e uma líder nata que proporciona a outras mulheres oportunidades reais de melhorar de vida. ‘Eu me considero uma mulher forte. Primeiro porque não existe a palavra desistir no meu caminho. A minha força vem de poder proporcionar a minha família uma oportunidade melhor de vida. Vem de poder também contribuir positivamente na vida de mulheres que não teriam a oportunidade de crescer e de vencer.”

Conheça mais a história de Rosilea:

Clique aqui e vem se inspirar com histórias de outras mulheres que revolucionaram seus destinos, decidiram empreender em momentos de dificuldade e voaram alto!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,491,052SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Na Índia, príncipe oferece seu palácio para pessoas LGBT em situação de vulnerabilidade

Infelizmente ainda existem alguns países no mundo em que a homossexualidade é ilegal, como é o caso da Índia. Mas as coisas mudarão em...

Homem revela muito mais do que um balde de gelo sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)

Anthony Carbajal fez um vídeo comovente, oferecendo um vislumbre sobre a vida com a doença de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) e também aborda o...

Fotógrafa diz adeus à sua cachorra de 16 anos em tocante ensaio de fotos

Quando a fotógrafa Maria Sharp percebeu que sua cachorrinha e companheira de 16 anos de idade, Chubby, logo partiria dessa para melhor, decidiu celebrar...

Menino com Down aprende Libras para falar com surdos no Instagram

Um menino com síndrome de Down resolveu aprender Libras (Língua Brasileira de Sinais) para poder se comunicar com as pessoas surdas que seguem seu...

Caixa em rua da Itália convida pessoas a mandarem cartas para entes queridos que já morreram

Um objeto simples virou uma obra de arte com significado poderoso, em Salento, na Itália. As artistas Stefania Semeraro e Eleonora Loche colocaram uma...

Instagram