Mulher distribui água gelada para desabrigados no Rio de Janeiro

Temperatura nas alturas e sensação térmica escaldante. Os últimos dias no Rio de Janeiro têm sido extremamente quentes. Para aguentar o verão carioca, só tomando muita água, de preferência gelada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na rua a chapa é ainda mais quente. Já imaginou a quantidade de pessoas vivendo em situação de rua que daria a vida por uma água geladinha nesses dias quentes e abafados? A vendedora Sandra Guimarães, moradora de Madureira, Zona Norte, pode dizer que sim. A garganta dela secou só de imaginar.

Leia também: No Ceará, homem constrói poço dentro do quarto e compartilha água com moradores

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro
Sandra distribui água geladinha para sem-teto de Madureira e Cascadura

Pois então, Sandra juntou as garrafas PET de uma festa, encheu de água e estocou na geladeira: até a água quase congelar. Colocou as garrafinhas no seu carrinho de feira e partiu para a Praça de Cascadura, onde há um grupo grande de pessoas vivendo em situação de rua.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A minha sobrinha comentou no Zap da família sobre o calor que estava fazendo no Rio e perguntou se a gente podia distribuir água na rua. Aquilo me tocou muito, entendeu? Me tocou muito porque eu fiquei com aquela a situação na cabeça toda vez que abria a geladeira e bebia uma água gelada”, disse Sandra, em conversa com o Razões para Acreditar.

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro

Sandra começou a boa ação no último dia 28 de janeiro. “Eu peço pra que eles não joguem a garrafinha fora porque eu também divido a água, ponho um pouco pra cada um”, explica Sandra. E ela quer fazer mais: pretende doar sanduíches aos desabrigados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também: Em dia quente, ambulante dá água de graça para passageiros de ônibus engarrafado

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro

A vendedora conheceu voluntários de uma Igreja Católica que já fazem esse trabalho e pretende se juntar a eles. Ela começou a correr atrás de mercados e padarias que podem ser parceiros na causa. Até lá, seguira distribuindo água para a população de rua de Madureira e Cascadura.

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Eu volto pra casa muito feliz, grata. Só fica aquela vontade da comida, né? Eu vou me organizar agora e daqui a pouco vou levar água para eles”, finalizou Sandra, enquanto se prepara mais uma entrega.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

mulher distribui garrafas água moradores rua rio janeiro crédito das fotos: Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,646,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes cearenses criam câmara que descontamina 50 máscaras usadas em 5 minutos

Um grupo de estudantes cearenses criou um tipo de câmara capaz de descontaminar até 50 máscaras de proteção e EPIs em apenas 5 minutos. Segundo...

Menina indígena de 13 anos é nominada para ‘Nobel infantil da Paz’

Autumn Peltier, aos 13 anos, acaba de ser indicada para o Global Children’s Peace Prize, considerado o ‘Nobel infantil da Paz’.

Ex-vigilante vence depressão como manicure e faz sucesso entre as clientes em Curitiba

O ex-vigilante Robson Aparecido Barbosa, 42 anos, trabalhou por oito longos anos na área de segurança, tendo sido diagnosticado com depressão nesse meio-tempo. Após...

Garoto agredido por ter sapatos gastos agora recolhe sapatos para quem precisa

A Fundação Born This Way, de Lady Gaga, está entre as entidades parcerias doam sapatos para sua causa.

Professora no Amapá estimula estudantes a ganharem prêmios científicos internacionais

Com um sonho de ser professora, que começou aos 6 anos de idade, ao ser cativada pelo jeito de ensinar de uma professora, Elizabete...

Instagram