Mulher vai comprar 15 sandálias para crianças africanas, mas sai da loja com 115 pares

A representante comercial Lala Biasi, 62 anos, foi comprar 15 pares de sandálias para crianças da África, mas saiu da loja com dois sacos de mais de 50 litros cheios de sandálias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela mora em Americana, no interior de São Paulo, e é colaboradora da organização não governamental Fraternidade Sem Fronteiras. A ONG oferece ajuda humanitária no Brasil e nas regiões mais pobres do mundo.

Através de amigos, Lala conheceu a iniciativa e sentiu que podia ajudar. A Fraternidade Sem Fronteiras pretende arrecadar mais de 1.000 pares de calçados para crianças de diferentes países do continente africano. Isso porque muitas crianças andam descalças e várias perderam dedinhos por causa do bicho-de-pé.

mulher comprar sandálias crianças africanas

mulher comprar sandálias crianças africanas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lala ficou chocada com a situação e decidiu dar sua contribuição. Ela só não imaginava que enviaria para a ONG muito mais sandálias do que tinha planejado. Ao saber para aonde estavam indo as sandálias, o proprietário da loja doou 115 pares.

“Quando eu estava na fila para pagar, a vendedora que me atendeu apareceu acompanhada dele [dono da loja], e me perguntou se eu aceitaria uma doação. Olhei espantada, então ele se apresentou e disse que me mostraria um sapatinho. Se eu aceitasse, ele me daria alguns pares”, conta Lala ao Razões para Acreditar.

Ela saiu da loja com um sentimento de felicidade misturado com gratidão. Acreditando que tem muita gente boa no mundo, e que o proprietário da loja é com certeza uma dessas pessoas.

“Ele não sabia se eu estava falando a verdade, mas confiou e me entregou o melhor que podia dar”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fraternidade Sem Fronteiras

Com sede em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, a ONG Fraternidade Sem Fronteiras afirma em seu site que incentiva a fraternidade, sem restrições étnicas, geográficas ou religiosas, amparando crianças e jovens em situação de vulnerabilidade ou risco social.

crédito das fotos: Lara Biasi/Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Biólogo brasileiro recebe prêmio ‘Heróis do Meio Ambiente’ com projeto de proteção ao pirarucu

O biólogo brasileiro João Campos Silva começou o ano de 2021 trazendo um prêmio internacional para o Brasil. Ele criou um projeto para o...

Misoginia agora é oficialmente crime de ódio na Inglaterra

Em Nottinghamshire, na Inglaterra, aconteceu uma decisão histórica para o mundo (sigam o exemplo!): agora, misoginia e assédio contra mulheres serão tratados como crime...

Homem encontra R$ 7 mil e espera dono voltar à agência bancária para devolver dinheiro

“Eu achei que devia devolver o dinheiro. Algumas pessoas falaram que eu não devia devolver porque dinheiro não tem dono, mas o dinheiro não era meu e eu queria dormir”, diz Milton.

Projeto ‘Rotina & Rabisco’ inspira uma rotina mais leve

Com traços leves e despretensiosos, o projeto Rotina & Rabisco, da artista, e economista de formação, Bruna Vettori, surgiu para aliviar um pouquinho o...

Após amigos furarem de ajudar motoboy na construção da casa, desconhecidos se mobilizam e post viraliza

O motoboy William Ramos Navarro tinha um domingo muito suado pela frente. Ele está construindo sua casinha e convidou algumas amigos para ajudá-lo. "Passei...

Instagram