Mulher que teve emprego negado por ser trans recebe indenização de R$ 245 mil

Para atender a alta demanda do Natal do ano passado, uma loja varejista chamada Debenhams, na Irlanda do Norte, abriu dezenas de vagas de emprego temporário no setor de vendas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ava Moore, que mora no Condado de Down, candidatou-se à vaga. Durante a entrevista, foi qualificada como uma “boa candidata”, mas ao final do processo seletivo, não conseguiu o emprego.

Posteriormente, Ava recebeu um e-mail alegando que a decisão de não contratá-la foi porque ela é uma mulher trans.

Ava então decidiu processar a empresa e venceu a causa: recebeu uma quantia de  £ 45 mil (R$ 245 mil) por danos morais, porém a companhia não admitiu a responsabilidade pelo caso de preconceito.

Apoiada pela Comissão de Igualdade do condado, ela disse em um comunicado: “Fiquei realmente desapontada por não ter conseguido o emprego. Eu pensei que tinha completado uma boa entrevista, que incluía interagir com os clientes na área de vendas”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Esse trabalho era exatamente o que eu procurava e pensei que seria realmente boa nisso. No entanto, durante o curso da entrevista, senti uma mudança na atmosfera depois de fornecer minha certidão de nascimento, que divulga minha história de gênero e o fato de ser uma mulher trans”, relatou.

mulher trans recebe indenização após ter emprego negado
Foto: Twitter/Equality Commission

“Fiquei tão chateada [quando não consegui o emprego]. O que meu gênero tem a ver com minha capacidade de fazer vendas? Estou apenas tentando fazer uma vida melhor para mim, quero trabalhar e me sustentar”, afirma.

“Minha confiança estava abalada e eu estava tão desanimada – senti que não importava o quanto eu tentasse ou o desempenho da entrevista, parecia que minha identidade era mais importante do que ser capaz de fazer o trabalho.”

A entrevista de emprego incluiu uma mini experiência de trabalho na loja, na qual Ava vendeu um produto para um cliente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A questão aqui é simples – um trabalho deve ser direcionado à pessoa que se sai melhor na entrevista e nos testes de seleção. Isso que significa igualdade de oportunidades na prática. A empresa confirmou que Ava teve um bom desempenho na entrevista e na interação com os clientes – e ela diz que estava disposta a trabalhar as horas necessárias”, observou Michael Wardlow, comissário-chefe da Comissão de Igualdade.

“Quanto mais aberto e inclusivo for o processo de recrutamento, maior será a probabilidade de evitar discriminação ilegal e aumentar a probabilidade de conseguir as pessoas melhores e mais qualificadas para o trabalho”, aponta o comissário-chefe.

“A varejista Debenhams disse que está disposta a fazer uma parceria com a Comissão para revisar suas políticas, práticas e procedimentos de igualdade de oportunidades. Nos comprometemos com isso e esperamos trabalhar com eles”, concluiu.

Michael aproveitou o caso para citar uma pesquisa da revista Life and Times que mostrou que 21% dos entrevistadores da Irlanda do Norte têm algum tipo de preconceito contra a comunidade TTT (travestis, transgêneros, transexuais).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um porta-voz da varejista Debenhams disse: “Fizemos um acordo com base em nenhuma responsabilidade por parte da Debenhams. Somos um empregador de oportunidades iguais comprometido em promover a igualdade e a diversidade nos negócios e em todo o setor. As decisões sobre condições de recrutamento, treinamento, promoção e emprego são baseadas apenas na competência e desempenho pessoais”, tentou ponderar.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Põe na Roda

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,765,320SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Conheça o projeto que instala gratuitamente placas solares em instituições filantrópicas do país

Muitas instituições filantrópicas brasileiras têm sofrido com o alto custo da energia elétrica, o que pode inviabilizar iniciativas de interesse social. Por isso, para ajudar...

Estudantes “esquecem” livros pela cidade e incentivam a leitura no Rio

No banco do metrô, nos corredores do shopping, na grama do parque: durante esta semana, os cariocas podem “ser encontrados” por livros em qualquer...

Em festa de 72 anos de casamento, idosa com demência se lembra do marido e emociona

Um momento tocante emocionou os familiares e funcionários de uma casa de repouso. Uma idosa nonagenária com demência (doença degenerativa que afeta a memória...

Moradores se juntam para ajudar no tratamento do Palhaço Pirulito

O palhaço Pirulito, símbolo do Gama, time de futebol de Brasília, sofreu acidente que deixou cheio ferimentos no rosto. Para dar uma força ao...

Instagram