Artesã transforma guarda-chuvas quebrados em sacos de dormir para moradores de rua

O mundo está cada vez mais atento às questões ambientais e o reaproveitamento de materiais faz cada vez mais parte de nossa realidade. Hoje, felizmente, a maioria das pessoas pensa duas vezes antes de jogar uma coisa no lixo, como é o caso de Clara Gomes de Souza, que é artesã e utiliza guarda-chuvas quebrados para fazer sacos de dormir para pessoas em situação de rua no Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia surgiu depois que ela viu um morador de rua passando muito frio, em Nova Iguaçu, há dois anos. Segundo ela, a grande vantagem de usar esse tipo de material é que é impermeável: “É impermeável, térmico, seca rápido, dá pra lavar em qualquer lugar e eles ficam protegidos”.

Mas o que a inspira a continuar fazendo isso é a reação de profundo agradecimento que as pessoas têm quando ela entrega o saco de dormir: “Quando o morador de rua recebe esse carinho, de ganhar um saco quentinho pra ele dormir, ele se sente visto. É isso que eu acho importante, a gente ter um olhar para o outro”.

Até agora ela já ajudou mais de 100 pessoas em situação de rua, entre adultos e crianças e em uma das suas postagens mais recentes, que somou mais de um milhão de visualizações, ela acabou recebendo várias mensagens de pessoas dispostas a ajudá-la. Ela, que costuma pegar os guarda-chuvas nos trens Supervia e nas barcas a cada 3 meses, está recebendo doações e deixou até o email para os interessados em ajudar: [email protected] .

Clara afirma que para fazer um saco de dormir é preciso 4 guarda-chuvas e que o processo todo leva em média 2 horas, mas ela garante que esse tempo é muito bem empregado, pois ela está fazendo o bem: “Já é tão dura a vida delas que eu tento dar um toque de fantasia nos sacos de dormir, com desenhos e muita cor”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seus sacos de dormir são coloridos, divertidos, quentinhos e impermeáveis e têm feito tanto sucesso nas redes sociais que ela está recebendo mensagens do mundo inteiro, de pessoas querendo comercializar suas criações. Mas ela diz que o objetivo não é e nunca foi ganhar dinheiro, mas ajudar quem precisa. Que atitude linda!

Com informações de G1

Fotos: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,751,664SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casa de bolos contrata venezuelano que pedia emprego com cartaz

E não é que após 15 dias pedindo emprego numa rotatória em São Luís (MA) o venezuelano e chef de cozinha Joel Jesus Meléndez...

Isolado em casa, idoso de 76 anos realiza sonho de infância e aprende a tocar piano

Desde que tinha 14 anos, o seu Carlos sonhava em aprender a tocar piano. Hoje, aos 76 anos, isolado em sua casa, o idoso...

Internautas se unem e ajudam catador de 105 anos a ter um lar mais seguro no Maranhão

Você se lembra da história do seu Eduardo? Este idoso tem 105 anos e catava recicláveis em Açailânida (MA) para colocar comida na mesa....

Projeto atende crianças e jovens em situação de rua com projetos de integração social em Camaçari (BA)

Em parceria com o Projeto Axé, organização social sediada em Salvador que atende crianças e jovens em situação de rua, a Ford está desenvolvendo...

Ganhadora de casa e carro doa prêmios para família de menino com deficiência

Mulher doou prêmios disputados por milhões de inscritos para família de menino com deficiência.

Instagram