Mulher viaja o mundo para adotar 4 órfãos com o mesmo distúrbio genético que ela

Kristi Smith nasceu com uma distúrbio genético raro, a Fenilcetonúria, que não tem cura, mas pode ser controlada e se não for tratada corretamente pode levar a convulsões e deficiências de desenvolvimento e distúrbios mentais e físicos. Porém, quando ainda era criança, seus pais descobriram que a doença poderia ser controlada se Kristi tivesse uma dieta alimentar com pouca proteína. Foi por causa disso que, hoje, ela leva uma vida normal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A norte-americana vive em Tuscon – Arizona, com seu marido, Matt Lorch e, quando eles decidiram que queriam ter filhos, depois de diversos exames, descobriram que devido à doença de Kristi, as chances dela sofrer aborto espontâneo e do bebê nascer com sérios problemas seriam altíssimas. Foi então que o casal decidiu adotar, porém com uma condição: Kristi queria crianças que possuíam a mesma doença que ela.

A ideia de adotar crianças que possuem a mesma rara condição de Kristi surgiu porque, o casal já sabe como lidar com esta doença e, além do mais, sempre gostaram da ideia de poder proporcionar um lar para crianças que precisam de amor e cuidados especiais. Quando começaram a pesquisar, descobriram que haviam 2 meninos com Fenilcetonúria, na China e, a história começa aí.

Relacionado: Pastora trans adota menino com necessidades especiais e menina trans: “Nasci para ser mãe”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em maio de 2015, eles foram para a China e voltaram com Andrew e Luke, que na época tinham 2 anos e viviam em um orfanato especial, para crianças com problemas de saúde. Pouco tempo depois, o casal descobriu mais dois garotos com a mesma condição, que também viviam na China. Ben, que na época tinha 13 anos e tinha alguns problemas comportamentais e de desenvolvimento, ocasionados por causa da falta de tratamento adequado; e Caleb, de 9 anos.

Eles dizem que já sente diferença na evolução dos garotos, que agora com a dieta especial que Kristi sempre seguiu, começaram a mostrar melhoras no aprendizado e tornaram-se mais calmos e gentis. Mais uma prova de que, com amor e carinho, vidas podem ser transformadas para sempre!

Com informações de Good News Network

Fotos: McKinley Corbley

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,782,693SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bombeiros em Minas realizam sonho de garoto no dia do seu aniversário

Vem aí mais um bombeiro que representará dignamente essa profissão!

Professora cria projeto coletivo de caronas a pé e recria forma antiga de ir para aula

Quem passa por alguma escola em seu caminho, sabe o drama que pode ser a hora da entrada e da saída após a aula....

Vídeo mostra que não devemos julgar o livro pela capa

Este pequeno vídeo, mostra de forma clara o quão estamos imbuídos de pré-conceitos e julgamentos. Fazemos isso a todo instante, e as vezes perdemos...

Aplicativo facilita doação de alimentos para os mais necessitados

Não é segredo pra ninguém que jogamos fora toneladas de alimentos que poderiam alimentar pessoas que passam fome no mundo todo. Mas, como podemos...

Comoventes retratos de crianças com seus queridos brinquedos e cobertores inseparáveis

A fotógrafa de Washington, Anna Ream, fez retratos de crianças segurando seus queridos brinquedos e cobertores para sua série chamada Comfort Objects (Em português:...

Instagram