Coronavírus: mulheres criam grupo de apoio para pagar boletos de trabalhadoras informais

Eventos cancelados, serviços adiados e cortes de dias de trabalho. Com a pandemia do coronavírus, as trabalhadoras informais e autônomas formam um dos grupos mais prejudicados nesse cenário. O trabalho para, mas as contas não, não é mesmo?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para ajudar e aproximar essas mulheres, a maioria responsável pelo sustento da casa, uma linda rede de solidariedade foi criada para não deixá-las na mão.

A fotógrafa Janaína Kremer, 35 anos, de Porto Alegre (RS), e a professora universitária Lívia Pasqual, 47 anos, de Montenegro, também Rio Grande do Sul, criaram o grupo Boleto+1 no Facebook.

Criado há apenas uma semana, o grupo já reúne pouco mais de 18 mil mulheres de todo o país e tem o objetivo principal de quitar boletos em aberto de serviços básicos, como água e luz, além de levantar doações de mantimentos e anunciar serviços.

capa do grupo Boleto+1
Foto: Reprodução/Facebook

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Após colar aviso no carro, motorista encoraja outras mulheres no trânsito

publicação de uma mulher do grupo Boleto+1 pedindo ajuda
Foto: Reprodução/Facebook

“O grupo surgiu diante da preocupação com a situação de mulheres que são mães de filhos sem pai, trabalhadoras autônomas e informais que com sua renda comprometida, muitas vezes, não têm pra quem pedir ajuda”, relatou Lívia.

A profissional informou que além do suporte financeiro, o grupo visa confortar emocionalmente essas mulheres.

“A violência doméstica no Brasil é alarmante e esse número tende a piorar com a quarenta”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mulher anunciando a ideia de criar o grupo de apoio as mulheres
Foto: Reprodução/ Facebook

comentário de mulher sobre o grupo de apoio a trabalhadoras informais
Foto: Reprodução/Facebook

Relacionado: Coronavírus: projeto incentiva mulheres a comprar produtos e serviços de outras mulheres

Hoje, com a grande adesão de mulheres, Lívia e Janaína também contam com a ajuda de mais três mulheres na administração do grupo: Caroline Faleiro, de São Paulo (SP), Priscila Guerra e Tatiana Nequete, ambas de Porto Alegre (RS).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mulheres que criaram o grupo Boleto+1 em apoio as trabalhadoras informais
Mulheres criam rede de apoio às trabalhadoras informais. Foto: Arquivo Pessoal

[A história da Lívia e tantas outras de mulheres que ajudam mulheres fazem parte de um canal especial do Razões para Acreditar e O Boticário, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse mais histórias como essa aqui.]

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,502,658SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Artistas dão melhor resposta à professora que criticou pintura ‘errada’ de menina de 6 anos

Edie é um menina de apenas 6 anos e ficou com o coração partido ao ouvir de sua professora de artes que sua pintura...

Ator Leonardo Vieira ganha declaração de amor do marido pelos 12 anos juntos

O amor é muito lindo e precisa sempre ser vibrado! Os protagonistas dessa vez foram o ator Leonardo Vieira e seu companheiro, Leandro Fonseca! Os...

Médicos evitam amputação e recolocam braço de mãe que sofreu acidente

Depois de perder o braço em um acidente, Shelbi Poe achou que nunca mais conseguiria segurar seus bebês gêmeos novamente. Só que ela encontrou...

Vídeo emocionante mostra a amizade improvável entre um cão e um cavalo

A Budweiser tem feito comerciais incríveis para o Super Bowl, e este ano não foi diferente, prepare o lenço e dá o play:

Rede de lojas alemã anuncia que todos os alimentos frescos que não forem vendidos serão doados no natal

O natal pode ser um período muito feliz, mas também pode ser triste, já que nos faz pensar na quantidade de pessoas que não...

Instagram