Coronavírus: mulheres criam grupo de apoio para pagar boletos de trabalhadoras informais

Eventos cancelados, serviços adiados e cortes de dias de trabalho. Com a pandemia do coronavírus, as trabalhadoras informais e autônomas formam um dos grupos mais prejudicados nesse cenário. O trabalho para, mas as contas não, não é mesmo?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para ajudar e aproximar essas mulheres, a maioria responsável pelo sustento da casa, uma linda rede de solidariedade foi criada para não deixá-las na mão.

A fotógrafa Janaína Kremer, 35 anos, de Porto Alegre (RS), e a professora universitária Lívia Pasqual, 47 anos, de Montenegro, também Rio Grande do Sul, criaram o grupo Boleto+1 no Facebook.

Criado há apenas uma semana, o grupo já reúne pouco mais de 18 mil mulheres de todo o país e tem o objetivo principal de quitar boletos em aberto de serviços básicos, como água e luz, além de levantar doações de mantimentos e anunciar serviços.

capa do grupo Boleto+1
Foto: Reprodução/Facebook

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionado: Após colar aviso no carro, motorista encoraja outras mulheres no trânsito

publicação de uma mulher do grupo Boleto+1 pedindo ajuda
Foto: Reprodução/Facebook

“O grupo surgiu diante da preocupação com a situação de mulheres que são mães de filhos sem pai, trabalhadoras autônomas e informais que com sua renda comprometida, muitas vezes, não têm pra quem pedir ajuda”, relatou Lívia.

A profissional informou que além do suporte financeiro, o grupo visa confortar emocionalmente essas mulheres.

“A violência doméstica no Brasil é alarmante e esse número tende a piorar com a quarenta”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mulher anunciando a ideia de criar o grupo de apoio as mulheres
Foto: Reprodução/ Facebook

comentário de mulher sobre o grupo de apoio a trabalhadoras informais
Foto: Reprodução/Facebook

Relacionado: Coronavírus: projeto incentiva mulheres a comprar produtos e serviços de outras mulheres

Hoje, com a grande adesão de mulheres, Lívia e Janaína também contam com a ajuda de mais três mulheres na administração do grupo: Caroline Faleiro, de São Paulo (SP), Priscila Guerra e Tatiana Nequete, ambas de Porto Alegre (RS).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

mulheres que criaram o grupo Boleto+1 em apoio as trabalhadoras informais
Mulheres criam rede de apoio às trabalhadoras informais. Foto: Arquivo Pessoal

[A história da Lívia e tantas outras de mulheres que ajudam mulheres fazem parte de um canal especial do Razões para Acreditar e O Boticário, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse mais histórias como essa aqui.]

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,799SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Barbeiros emocionam ao raspar o cabelo para apoiar cliente que começará quimioterapia

Quando tudo parece desmoronar, são nos gestos de amor e de amizade que devemos nos amparar, como mostra esta história que vem emocionando tanta...

Pesquisador indiano cria aparelho auditivo que pode custar apenas US$ 1

Há alguns anos, os avós de Saad Bhamla perderam a audição e não tiveram como custear um aparelho. Então ele iniciou uma pesquisa, para...

Marido se torna esposa e filho de 1 ano ganha duas mães

Hoje, as duas são mães de um menininho de 1 ano e elas garantem que o seu relacionamento segue firme forte.

Supermercado na Inglaterra começa testar sacolas de papel, em substituição às sacolas plásticas

A rede de supermercados Morrisons, a 4ª maior da Inglaterra, começou a testar sacolas de papel, como uma em substituição às sacolas plásticas. Até...

Instagram

Coronavírus: mulheres criam grupo de apoio para pagar boletos de trabalhadoras informais 2