Início Meio Ambiente Ação liderada por mulheres indígenas já plantou mais de 1 milhão de...

Ação liderada por mulheres indígenas já plantou mais de 1 milhão de árvores no MT

As mulheres Yarang, aldeia indígena localizada próxima ao rio Xingu, no Mato Grosso, fazem um verdadeiro trabalho de formiguinha – gradual, coletivo e incessante -, causando um impacto positivo gigantesco no reflorestamento e na manutenção das nascentes dos rios Xingu e Araguaia, que se estendem por todo o território mato-grossense.

Assim como as famosas formigas cortadeiras, as mulheres do povo indígena Ikpeng se unem para coletar centenas de milhares de sementes de uma só vez, que posteriormente utilizam para reflorestar vastas áreas degradadas.

Elas conduzem seu trabalho cientes dos resultados que o trabalho constante e coletivo pode proporcionar. Trata-se de um movimento liderado apenas e tão somente por mulheres, para corrigir o estrago da ação do ‘homem branco’ – que já produziu, em 10 anos, mais de 3,2 toneladas de sementes, e possibilitou a plantação de mais de 1 milhão de árvores.

Ajuda para construir casa pra idoso que vive em condições desumanas

mulher indígena

sementes palma mão mulher indígena

Algumas das mulheres Yarang

“Os brancos, responsáveis pelo desmatamento, não tem mais onde coletar sementes. Então usam nossa semente para fazer a floresta de novo”, diz Koré Ikpeng, uma das mulheres Yarang.

mulheres indígenas

O povo Ikpeng é formado por cerca de 500 pessoas e vive dentro do território do Xingu. Eles falam a língua Karib.

Em sua cultura, as mulheres também ocupam lugares de liderança, andando “ao lado dos homens – nem à frente, nem atrás”, dizem.

Leia também:

O reflorestamento gradual conduzido com dedicação pelas mulheres Yarang visa recuperar as 22.500 nascentes nas cabeceiras do Rio Xingu e os mais de 150 mil hectares de mata que já estão degradados.

mulher indígena pintando rosto

Acima, as mulheres se preparando para a festa pelos 10 anos do projeto; abaixo, a festa em dança.

Ajuda para construir casa pra idoso que vive em condições desumanas

mulheres indígenas dançando

“É preciso ensinar o valor das sementes, o valor das florestas”, diz Magaró Ikpeng. “É preciso garantir que meus netos e netas vão ter futuro.”

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Ciclo Vivo/Fotos: Reprodução/Instituto Socioambiental (ISA)

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

982,177FãsCurtir
1,676,854SeguidoresSeguir
8,212SeguidoresSeguir
10,900InscritosInscrever

+ Lidas

Designer da UFMG cria embalagem sustentável de pasta de dente que pensa fora da caixa – literalmente!

Um projeto acadêmico liderado por Allan Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), repensa a maneira como as embalagens são dispostas aos consumidores...

Mãe pede pizza só para ver o filho entregar no primeiro dia de trabalho

Lindo gesto de amor da mãe para incentivar o filho no novo trabalho!

Médico faz desenhos em curativos de crianças após cirurgias

O cirurgião pediátrico Robert Parry sempre tira um momento após uma cirurgia para garantir que uma cicatriz não seja a única lembrança duradoura do...

Vizinhos cuidam da lavoura de família que busca tratamento para filhas

Essa é uma daquelas histórias para encher o nosso coração de esperança nesse início de ano. Mais de 100 pessoas fizeram um mutirão para...

Fotógrafo capta momento em que esquilo cheira flor amarela e imagem viraliza

As fotos foram publicadas no Instagram e Facebook há quase dois meses, mas só agora viralizaram na internet.

Instagram