Professora usa música para aluno surdo interagir com os colegas

Poucas coisas são tão ruins quanto o sentimento de isolamento, de não se sentir parte de um grupo, seja pelo motivo que for. Quem é surdo ou tem perda auditiva sente falta de ouvintes com quem possa se comunicar através da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na escola, esse isolamento é ainda maior. Isso porque, em praticamente todas escolas, os estudantes ouvintes são a maioria, como na Escola Municipal Inácio de Loyola, na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

O estudante Jeferson Franco está no 6º ano e, ao contrário dos colegas de turma, é surdo. O garoto sentia muita dificuldade nas aulas e, mais ainda, para se comunicar com os colegas. Quando alguém se sente assim, é quase certo que a pessoa se isola dos demais.

Leia também: Para interagir aluna surda, professor inclui Libras em suas aulas em SP

“A gente percebeu, na hora do intervalo, o isolamento do Jeferson. Todas as crianças brincavam, e ele ficava no canto. Nem pra receber o lanche ele vinha”, disse a pedagoga Eliane Brandão, em entrevista para um jornal local.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Diante daquela situação, a professora Maria Célia, que também tem perda auditiva, decidiu agir. Ela não queria que Jeferson passasse por tudo o que ela viveu quando era estudante. A professora criou um projeto que incluiu os colegas do estudante, chamado Aquarela em Libras.

“Ele não interagia com os outros alunos. Então, tive a ideia de criar o projeto para ajudá-lo. É gratificante”, explica a professora.

O projeto ganhou esse nome porque a primeira música usada para ensinar Libras aos colegas de Jeferson foi “Aquarela”, de Toquinho. As aulas têm a colaboração do intérprete Paulo Roque.

“É uma forma de clarear o mundo do Jeferson. Antes, ele tinha a barreira da comunicação. E, hoje, é um mundo novo para ele, porque tem liberdade para se expressar”, explica o intérprete.

Desde então, a interação de Jeferson com os colegas melhorou bastante. Quem garante isso, em Libras, é o próprio estudante. “No começo, eu era muito quieto. Até agora, não tive mais problemas de comunicação. Está muito melhor.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os colegas também perceberam o avanço na comunicação do garoto e querem levar o aprendizado para fora dos muros da escola. “Eu acho muito bom, porque é um sonho aprender Libras. Antes, eu não conseguia falar com o Jeferson. Agora, eu consigo falar muito bem com ele”, afirma uma colega de Jeferson.

Foto de capa © Bom Dia Mirante/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Neste bairro australiano moradores podem colher alimentos na rua de graça

Cada vez mais comum a prática de hortas comunitárias nas cidades, oferecendo alimentos fresquinhos e sem custo, uma forma incrível tanto de conscientizar os...

Menina vende bolo para ajudar pais a construir uma casa, ganha maratona solidária e R$ 4.200 em doações

Letícia Vitória Moraes Corrêa, de 12 anos, provou que apesar da pouca idade ela tem garra suficiente para buscar seus objetivos. Ela montou uma...

Alunos arrecadam mais de R$ 10 mil para ajudar vendedor de bolos durante férias da universidade

Haroldo mora com a família na comunidade Rio das Pedras, na Zona Oeste da cidade.

Caminhões de gás recolherão óleo de cozinha usado nas casas de várias cidades do País

A cada dois litros de óleo de cozinha usados e entregues nos caminhões da Ultragaz, o cidadão recebe duas barras de sabão biodegradável produzidas com parte do que é coletado.

Em busca de histórias de migrantes, artistas se oferecem para escrever cartas

O coletivo "Estopô Balaio" lançou um convite e 15 pessoas toparam: sessões gratuitas de escrita de cartas. "Sente com a gente, conte uma história, tome um café...

Instagram

Professora usa música para aluno surdo interagir com os colegas 3