Professora usa música para aluno surdo interagir com os colegas

Poucas coisas são tão ruins quanto o sentimento de isolamento, de não se sentir parte de um grupo, seja pelo motivo que for. Quem é surdo ou tem perda auditiva sente falta de ouvintes com quem possa se comunicar através da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na escola, esse isolamento é ainda maior. Isso porque, em praticamente todas escolas, os estudantes ouvintes são a maioria, como na Escola Municipal Inácio de Loyola, na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

O estudante Jeferson Franco está no 6º ano e, ao contrário dos colegas de turma, é surdo. O garoto sentia muita dificuldade nas aulas e, mais ainda, para se comunicar com os colegas. Quando alguém se sente assim, é quase certo que a pessoa se isola dos demais.

Leia também: Para interagir aluna surda, professor inclui Libras em suas aulas em SP

“A gente percebeu, na hora do intervalo, o isolamento do Jeferson. Todas as crianças brincavam, e ele ficava no canto. Nem pra receber o lanche ele vinha”, disse a pedagoga Eliane Brandão, em entrevista para um jornal local.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Diante daquela situação, a professora Maria Célia, que também tem perda auditiva, decidiu agir. Ela não queria que Jeferson passasse por tudo o que ela viveu quando era estudante. A professora criou um projeto que incluiu os colegas do estudante, chamado Aquarela em Libras.

“Ele não interagia com os outros alunos. Então, tive a ideia de criar o projeto para ajudá-lo. É gratificante”, explica a professora.

O projeto ganhou esse nome porque a primeira música usada para ensinar Libras aos colegas de Jeferson foi “Aquarela”, de Toquinho. As aulas têm a colaboração do intérprete Paulo Roque.

“É uma forma de clarear o mundo do Jeferson. Antes, ele tinha a barreira da comunicação. E, hoje, é um mundo novo para ele, porque tem liberdade para se expressar”, explica o intérprete.

Desde então, a interação de Jeferson com os colegas melhorou bastante. Quem garante isso, em Libras, é o próprio estudante. “No começo, eu era muito quieto. Até agora, não tive mais problemas de comunicação. Está muito melhor.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os colegas também perceberam o avanço na comunicação do garoto e querem levar o aprendizado para fora dos muros da escola. “Eu acho muito bom, porque é um sonho aprender Libras. Antes, eu não conseguia falar com o Jeferson. Agora, eu consigo falar muito bem com ele”, afirma uma colega de Jeferson.

Foto de capa © Bom Dia Mirante/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,425,269SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Essa vovó japonesa de 89 anos adora se fotografar em situações hilárias

Kimiko Nishimoto, de 89 anos, faz sucesso na internet com autoretratos divertidíssimos.

“Gato enfermeiro” que foi resgatado, agora cuida de outros animais doentes em abrigo polonês

Rademenes, um pequeno gato preto angelical de Bydgoszcz, na Polônia, faz de tudo para ajudar os animais no centro veterinário a ficarem melhor. Ele é um...

Há 50 anos juntos, casal compartilha amor, geléias e uma história de amor incríveis

"Olá, boa noite, tenho uma história linda pra contar, uma razão pra acreditar! Ó que história incrível: um casal que vive há mais de 50...

Em 15 anos, indiano transforma ‘deserto’ em pomar com mais de 10 mil árvores

Parecia mais uma daquelas missões impossíveis, mas Satyendra Gautam Manjihi provou que somos nós quem criamos nossos próprios limites. O indiano transformou uma área...

Esclerose múltipla não impediu Miguel Rocha de ser campeão de bodysurf

O campeão temeu o pior e chegou mesmo a pensar que nunca mais poderia surfar.

Instagram