Professora usa música para aluno surdo interagir com os colegas

Poucas coisas são tão ruins quanto o sentimento de isolamento, de não se sentir parte de um grupo, seja pelo motivo que for. Quem é surdo ou tem perda auditiva sente falta de ouvintes com quem possa se comunicar através da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na escola, esse isolamento é ainda maior. Isso porque, em praticamente todas escolas, os estudantes ouvintes são a maioria, como na Escola Municipal Inácio de Loyola, na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

O estudante Jeferson Franco está no 6º ano e, ao contrário dos colegas de turma, é surdo. O garoto sentia muita dificuldade nas aulas e, mais ainda, para se comunicar com os colegas. Quando alguém se sente assim, é quase certo que a pessoa se isola dos demais.

Leia também: Para interagir aluna surda, professor inclui Libras em suas aulas em SP

“A gente percebeu, na hora do intervalo, o isolamento do Jeferson. Todas as crianças brincavam, e ele ficava no canto. Nem pra receber o lanche ele vinha”, disse a pedagoga Eliane Brandão, em entrevista para um jornal local.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Diante daquela situação, a professora Maria Célia, que também tem perda auditiva, decidiu agir. Ela não queria que Jeferson passasse por tudo o que ela viveu quando era estudante. A professora criou um projeto que incluiu os colegas do estudante, chamado Aquarela em Libras.

“Ele não interagia com os outros alunos. Então, tive a ideia de criar o projeto para ajudá-lo. É gratificante”, explica a professora.

O projeto ganhou esse nome porque a primeira música usada para ensinar Libras aos colegas de Jeferson foi “Aquarela”, de Toquinho. As aulas têm a colaboração do intérprete Paulo Roque.

“É uma forma de clarear o mundo do Jeferson. Antes, ele tinha a barreira da comunicação. E, hoje, é um mundo novo para ele, porque tem liberdade para se expressar”, explica o intérprete.

Desde então, a interação de Jeferson com os colegas melhorou bastante. Quem garante isso, em Libras, é o próprio estudante. “No começo, eu era muito quieto. Até agora, não tive mais problemas de comunicação. Está muito melhor.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Os colegas também perceberam o avanço na comunicação do garoto e querem levar o aprendizado para fora dos muros da escola. “Eu acho muito bom, porque é um sonho aprender Libras. Antes, eu não conseguia falar com o Jeferson. Agora, eu consigo falar muito bem com ele”, afirma uma colega de Jeferson.

Foto de capa © Bom Dia Mirante/Reprodução

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,095,548FãsCurtir
2,693,270SeguidoresSeguir
22,558SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Hospital na Austrália cuida desses adoráveis filhotes de morcegos órfãos e os devolve a vida selvagem

Se você acha que morcegos são criaturas aterrorizantes, "vampiros", criaturas da noite, você está imaginando tudo errado, eles são apenas animais da natureza como...

Consciência: Garoto de 9 anos é vegano e voluntário em abrigo de animais

Aos 9 anos, Dane Showalter adora tofu, frutas e vegetais, e enumera os motivos pelos quais virou vegano e não come animais: “Número 1, comer carne é...

Vídeo mostra que a beleza está muito além do corpo

Quatro mulheres que passaram por transformações corporais severas mostram neste vídeo emocionante que a beleza da mulher está muito além do seu corpo. Um belo...

Entrada Franca: Não perca o Festival de Gastronomia Vegana em São Paulo (SP)

Falafel, sorvete, samosa, strudel, cheesecake, dadinho de tapioca com geléia de pimenta, coxinha de jaca: estas são algumas das iguarias do Festival de Gastronomia Vegana,...

Pessoas recuperadas de depressão enviam cartas motivacionais para os que sofrem com a doença

A depressão parece um beco sem saída para quem sofre com a doença. Ela causa inúmeros sintomas psicológicos e físicos e deve ser diagnosticada...

Instagram

Professora usa música para aluno surdo interagir com os colegas 1