Cientistas descobrem como diagnosticar o Alzheimer anos antes dos sintomas começarem a aparecer

Somente no Brasil, são mais de 1,2 milhão de pessoas que sofrem da doença de Alzheimer. Atualmente, a doença é diagnosticada depois que a pessoa apresenta sintomas, quando já é tarde demais para ser tratada com eficiência. Mas este cenário está prestes a mudar!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cientistas da Universidade de Manchester, na Inglaterra, usaram a nanotecnologia de ponta para diagnosticar a doença anos antes dos sintomas começarem a aparecer. A técnica é pioneira e trabalha a partir de “biomarcadores” de sangue, até então desconhecidos.

O estudo foi publicado na revista científica ACS Nano e diz que os testes que capturam os primeiros sinais de neurodegeneração no sangue podem oferecer um enorme potencial para o tratamento do Alzheimer.

De acordo com os cientistas, graças a ele os pacientes com demência podem receber um tratamento eficaz ou gerenciamento de sua condição antes que ocorram danos cerebrais significativos.

exame sangue detecta alzheimer anos antes; na foto, idosa em cadeira de rodas
Foto: Unsplash

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Marielena Hadjidemetriou, professora de nanoômica e pesquisadora principal do estudo, explica: “As informações ocultas no sangue provavelmente ecoarão os complexos eventos que ocorrem no cérebro de pacientes com doença de Alzheimer”.

Segundo ela, as técnicas utilizadas no estudo foram desenvolvidas e patenteadas pelo Nanomedicine Lab, de Manchester (Inglaterra).

Como o teste funciona?

A equipe usou pequenas esferas chamadas lipossomas como uma ferramenta para “pescar” e estudar proteínas no sangue e, então, poder analisar as superfícies em busca de indícios da doença.

Embora a equipe acreditasse que os primeiros marcadores do Alzheimer estavam presentes no sangue das pessoas, seus níveis mínimos eram como procurar uma agulha em um palheiro.

A ideia é, futuramente, diagnosticar a doença através de um simples exame de sangue: “Esperamos que esses primeiros sinais de alerta da doença de Alzheimer possam um dia ser transformados em um exame de sangue”, reitera Hadjidemetriou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Ciência e seus avanços

Esta não é a primeira vez que um estudo tenta facilitar o diagnóstico da doença de Alzheimer por meio de exames de sangue. Em 2017, pesquisadores da Universidade de Rowan, nos Estados Unidos, realizaram uma pesquisa similar.

Fonte: INews
Foto de capa: Unsplash


Você já conhece o novo projeto Razões na África? Dá o play e conheça um continente cheio de histórias e projetos incríveis!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,637,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Tatuador que aprendeu a maquiar esposa tetraplégica a homenageia após sua morte: “Te amei desde a primeira vez que te vi”

É com coração partido que damos a notícia da morte da Dani. Essa guerreira ganhou os nossos corações e de milhares de pessoas com...

Armas de filmes de ação substituídas por “joinhas”

Com uma boa dose de humor, o blog Thumbs & Ammo tem um slogan que diz: “Caras durões não precisam de armas, eles precisam apenas de...

Menino de 5 anos vende limonada para ajudar animais vítimas de maus tratos

Mais uma da série: crianças que nos dão esperança!

Iti Malia! Bebês com síndrome de Down viraram personagens da Disney

Com um ensaio fotográfico pra lá de fofo, a educadora britânica Nicole Louise, 22 anos, está conscientizando pessoas do mundo todo sobre a síndrome...

Estes soldados iraquianos encontraram amor na guerra

Parece história de filme, mas aconteceu mesmo um romance em tempos de guerra. Nayyef Hrebid era intérprete dos fuzileiros navais norte-americanos no Iraque e Betu Allami era um...

Instagram