“Não aguento mais bonecas”: menina escreve carta para Papai Noel pedindo brinquedos com mais aventura

Você já reparou que os brinquedos que uma criança usa para brincar podem reforçar estereótipos de gênero? É o que afirma um estudo recente da Universidade de Cambridge.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Casinhas e fogões de brinquedo, por exemplo, são “brinquedos de menina”. Jogos de aventura e carrinhos, “brinquedos de menino”. Segundo o estudo, a rotulação reforça preconceitos e limita as escolhas profissionais da criança no futuro.

Mas, a verdade é que brinquedo não tem gênero. Esse é o tema da campanha “Querido Papai Noel”, produzida pela ONG Bandeiras Brancas, um movimento sem fins lucrativos que visa espalhar a paz com ações criativas.

No vídeo da campanha, premiada internacionalmente, a pequena Laura escreve uma carta para o Papai Noel mostrando estar triste, pois, nos últimos anos, ela tem ganho apenas maquiagem, casinhas e fogões de brinquedo. Ela conta que gostaria de ter mais aventuras em suas brincadeiras.

“Não aguento mais bonecas, fogão, maquiagem… porque sempre vem a mesma coisa”, questiona a pequena.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

+ “Quero que ele seja melhor do que eu”, diz pai que deu cozinha de brinquedo para o filho de 2 anos

A campanha é baseada em situações do cotidiano e busca incentivar pais, mães, padrastos, madrastas, padrinhos e tios a escolherem opções de presentes de Natal “fora da caixinha”.

Assista:

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

campanha01

campanha02

campanha2

campanha3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

campanha4

Todas as imagens: Reprodução/YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,558,019SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem negra, albina e deficiente visual é aprovada em 1º lugar nas cotas em Psicologia na USP

Da periferia da Zona Leste da capital paulista para a Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira: recentemente, a estudante Ana Beatriz Ferreira, de 20...

Mãe acompanha aulas da filha com paralisia cerebral há 5 anos e a ajuda a copiar as lições

Com a ajuda da mãe, Gilda Mendonça, a estudante Suellen Carvalho, de 30 anos, consegue avançar no curso de Psicologia rumo à diplomação. Suellen...

Herói pula em lago gelado para salvar desconhecida: “Não pensou duas vezes e se atirou na água gelada

Na última semana mais uma pessoa entrou para a lista dos heróis da vida real! Na cidade de Cascavel - Paraná, um homem estava...

Funcionário vira piada após erro de português, mas prefeitura o defende e faz homenagem

Funcionário de serviços gerais da Prefeitura de Jaciara (MT), Lindomar Lourenço Martins, de 45 anos, decidiu deixar uma mensagem de bons votos para o...

Menino de 6 anos anda pela 1ª vez e a alegria dele é tudo o que você precisa ver hoje

Graças à fisioterapia, ele não depende mais da cadeira de rodas para desbravar o mundo.

Instagram