Juventude Negra promove debate sobre inclusão nas empresas


juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
PUBLICIDADE ANUNCIE

Durante um dia inteiro, mais de 100 jovens estudantes participaram de um Day Experience com profissionais da Bayer e outros convidados. O Juventude Negra chegou à 3ª edição com programação que incluiu roda de conversa sobre a temática racial em ambientes corporativos e uma dinâmica de Hackathon, que propõe soluções para ampliar a inclusão e a diversidade.

A iniciativa foi criada em 2017 e tem o objetivo de debater práticas de inclusão nas grandes organizações. A ação, pioneira em proporcionar encontros de universitários negros nas empresas, tem o protagonismo de pessoas negras como pilar. O encontro, no dia 21 de maio, também proporcionou a difusão de temas de interesse entre coletivos negros, promovendo um espaço de diálogo sobre juventude, negritude e sociedade, além de propor soluções para inclusão racial nas organizações.

O evento também contou com a participação de convidados ligados às temáticas raciais, que, além de aquecer o diálogo, ainda contribuíram com insights e reflexões entre os participantes. Ana Paula Xongani esteve presente no evento. A estilista, mãe, empresária, produtora de conteúdo e mulher preta – como ela mesma faz questão de destacar – também é uma influenciadora digital que alcançou o sucesso e sempre buscou seu espaço de representatividade. Hoje, com quase 80 mil seguidores no Instagram e mais de 70 mil inscritos no YouTube, Ana Paula gosta de se definir como seu ativismo afetivo.

juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
Ana Paula Xongani. Foto: Divulgação

Quando questionada sobre como se sente em relação a sua trajetória, conquistas e aos espaços que conseguiu abrir ao longo do caminho, Ana Paula Xongani afirma que a luta pela representatividade caracteriza o seu existir, além de demonstrar uma forma de resistência.

PUBLICIDADE ANUNCIE

“É nosso dever investirmos parte da nossa vida para continuarmos a luta, fortalecermos nossa resistência e nunca podemos esquecer da importância de existir. Não podemos nos conformar em fazer o dobro para conseguir metade. Mais do que resistir, eu quero existir. Eu quero todo o potencial de existir.”

Ivair Santos, executivo da Secretaria de Saúde de São Paulo, também compartilhou sua experiência e seu conhecimento em ciência política, relações internacionais e sociologia, com ênfase em direitos humanos. Ivair aproveitou a ocasião para lembrar o contexto histórico que impacta a sociedade atual.

juventude negra debate inclusão ambientes corporativos
Foto: Divulgação

“Muito foi feito antes de nós. Temos história, muita história. Temos homens e mulheres negros que deram sua vida para estarmos aqui hoje. É fundamental enfrentarmos o desafio de não sermos maioria em um ambiente organizacional.”

A ação faz parte dos projetos desenvolvidos pelo Comitê de Diversidade da Bayer, composto por diferentes grupos de afinidade que abordam questões LGBTQ+, de gênero, pessoas com deficiência e gerações, além do BayAfro. Os grupos têm como foco as práticas e as estratégias específicas para conscientização, inclusão e igualdade.

Com informações da Assessoria

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.
PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar