fbpx

Dono de livraria é internado em hospital e concorrentes ajudam a manter o negócio aberto


Rivais ajudam comerciante internado e reabrem sua livraria
PUBLICIDADE ANUNCIE

Quando o comerciante Seth Marko precisou ser internado, uma grande rede de solidariedade formada por seus próprios concorrentes decidiram cuidar de sua livraria, que ficaria fechada por várias dias.

O caso aconteceu em San Diego, nos Estados Unidos. Segundo o jornal The Washington Post, Seth foi submetido a uma cirurgia emergencial no fim de janeiro por conta de problemas cardíacos.

Com o dono se recuperando da cirurgia e a esposa, Jennifer Powell, ao lado do marido, prestando-lhe cuidados, a livraria, batizada de “The Book Catapult” (A Catapulta dos Livros, em tradução livre) acabou sendo fechada, sem data para reabertura.

Sabendo do ocorrido, Scott Ehrig-Burgess, dono de uma livraria concorrente em San Diego, a The Library Shop, decidiu fazer algo para ajudar.

Apesar de ter que cuidar da filha de três anos, da casa e de seu próprio empreendimento, Scott assumiu as responsabilidades de Seth até que ele pudesse se recuperar integralmente e voltar à ativa.

The Book Catapult conta com apenas uma funcionária, que por azar do destino, estava de licença médica por ter contraído uma gripe suína.

Scott então teve a ideia de telefonar para todos os seus amigos do ramo de livros para pedir ajuda. “As pessoas ficavam tipo: ‘O que posso fazer para ajudar? Você precisa de alguém para ficar no estabelecimento?'”, contou.

Rivais ajudam comerciante internado e reabrem sua livraria

Ele já tinha uma noção de como a livraria operava pois já havia ajudado Seth em necessidades passadas.

Com a ajuda de oito voluntários, Scott começou a revezar turnos na livraria, e de quebra criou uma campanha de crowdfunding (financiamento coletivo) para ajudar o seu casal de amigos.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia tambémLivraria itinerante sobe o morro para estimular leitura entre crianças e jovens no RJ

Julie Slavinsky, uma das voluntárias que se dispôs a ajudar, disse que não vê o local como um concorrente da empresa em que trabalha, muito pelo contrário. “Eu vejo isso como ajudar alguém na comunidade. É uma comunidade se unindo”.

Após recobrar a consciência, depois de passar pela cirurgia, Seth descobriu que sua livraria estava mais ativa do que nunca. “Eu provavelmente chorei um pouco”, confessou. “Cuidar da livraria é como ter um filho. Você coloca muito esforço nisso.”

Numa publicação do Facebook, ele agradeceu o ato de generosidade e solidariedade dos voluntários e do seu amigo Scott, que se dispuseram a ajudá-lo sem receber nada a mais por isso.

“Honestamente, a melhor coisa seria nos apoiar como vocês normalmente fazem. Continuem nos fazendo funcionar como vocês têm feito tão espetacularmente desde que abrimos, e eu prometo ter uma recuperação ainda mais rápida!”

Leia tambémProjeto incentiva a recolocação no mercado de trabalho para pessoas com mais de 50 anos

[Nota da Redação]

Projeto abre vagas para pessoas com mais de 50 anos voltarem ao mercado de trabalho. Assista o vídeo:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fotos: Divulgação / The Book Catapult

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar