fbpx

Startup constrói casas populares com plástico encontrado no lixo


casas populares
PUBLICIDADE ANUNCIE

Enquanto os lixões não param de acumular plástico, há muitas pessoas que não tem um teto para morar. E o que uma coisa tem a ver com a outra, afinal? Para a EcoDomum, startup mexicana, tudo!

O grande “vilão” do meio ambiente – que demora centenas de anos para se decompor, enche lixões e polui oceanos – também é uma solução muito viável e econômica de moradia popular. A matéria-prima barata garante a acessibilidade da tecnologia, que tranforma plástico em paredes e telhados. Segundo a EcoDomum, uma casa com 40 metros quadrados custa aproximadamente U$ 280 dólares para ser construída.

PUBLICIDADE ANUNCIE

E mais! Além de acessível, o material é durável e impermeável. A startup produz cerca de 120 painéis todos os dias, evitando que cerca de 5,5 toneladas de plástico sejam desperdiçados no lixo diariamente. Uma casa simples leva uma semana para ser construída e usa apenas 80 painéis — cerca de duas toneladas de plástico —, segundo o fundador da empresa, Carlos Daniel González.

Leia a matéria completa em The Greenest Post.

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar