Uber só para mulheres é forma mais segura de transporte para elas


PUBLICIDADE ANUNCIE

Por conta das denúncias de casos de violência e assédio contra algumas mulheres em transportes como Uber e Taxi, nasceu em Boston, Massachusetts, o Chariot for Women.

Fundada por um ex-motorista do Uber, Michael Pelletz, e presidida por sua esposa, Kelley Pelletz, funciona igual ao Uber, mas aceita apenas motoristas e solicitações de mulheres.

A ideia nasceu após Michael se ver em uma situação assustadora e então pensar que não poderia imaginar o que teria acontecido se em vez de ser ele no carro fosse sua amada.

Assim como nos apps de transporte, você pede um carro pelo app e, através dele, recebe as informações de foto do motorista, o tipo do carro e a placa do veículo.

Os processos para tornar-se uma motorista no Chariot for Women são muito rigorosos.

O diferencial é que, ao se conectar pelo app, motorista e passageiros recebem a mesma palavra-chave para se identificarem.

Se o motorista dá ao passageiro a palavra correta a viagem pode começar. Se não, o passageiro sabe que não deve entrar naquele carro.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Além de mulheres, o serviço tem algumas exceções como crianças com menos de 13 anos e transgêneros.

Outra promessa é que 2% das taxas cobradas pelo serviço sejam destinadas a ONGs que auxiliam mulheres. As entidades que receberão os recursos serão escolhidas pelos passageiros no aplicativo.

chariot

Fonte: Good

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar