Neozelandeses entregam voluntariamente suas armas após massacre

Dez dias após o ataque terrorista a tiros que vitimou 50 pessoas em Christchurch, muitos donos de armas de fogo têm entregado, voluntariamente, seus armamentos e munições à polícia da Nova Zelândia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Brenton Tarrant, nascido na Austrália, assassino que covardemente abriu fogo contra centenas de pessoas em duas mesquitas foi preso e acusado de homicídio. Durante o atentado, ele portava cinco armas legalmente registradas.

Neozelandeses entregam voluntariamente suas armas após massacre
Muitos donos de armas na Nova Zelândia estão entregando seus armamentos após o ataque a tiros de sexta-feira (15) em Christchurch.

De forma a endurecer a legislação e o controle de armas, o governo social-democrata da primeira-ministra Jacinda Ardern iniciou um processo para enrijecer a facilidade de se portar uma arma de fogo e acabar com a possibilidade de se ter múltiplas armas em casa, especialmente as semiautomáticas.

Leia tambémGangues de motoqueiros fazem guarda das mesquitas atacadas na Nova Zelândia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A população neozelandesa, estimada em 4,8 milhões de pessoas, é considerada uma das mais progressistas e pacifistas do planeta.

Faz cerca de três dias que a polícia têm notado um grande volume de cidadãos se dirigindo às delegacias locais para entregarem seus armamentos. Os policiais e demais autoridades aconselham a população a entrar em contato com a delegacia de polícia mais próxima para se informar como transportar suas armas em segurança.

De acordo com o governo neozelandês, existem cerca de 1,1 milhão de armas de fogo no país – isto é, há 1 arma para cada 4 habitantes, a incluir no cálculos armamentos para caça.

Leia tambémPessoas do mundo todo estão deixando flores em mesquitas após atentado

Compartilhe o post com seus amigos!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: Revista Exame
Foto destacada: Reprodução / Jorge Silva

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,238,290SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Irmãos cadeirantes que se separaram em fuga da Síria se encontram 6 anos depois

O sonho de Alan Mohammad, de 31 anos, torna-se realidade: ele finalmente reencontra sua família que havia sido separada pelo conflito na Síria.

Você nunca mais vai ver bailarinas do mesmo jeito depois dessas fotos

O fotógrafo russo Alexander Yakovlev captou com uma precisão que nunca vimos antes movimentos e expressões corporais. Com uma mistura brilhante de movimentos de dança,...

Colaboradores de rede de hotéis realizam ações voluntárias e mudam vidas

Durante uma semana, colaboradores de todos os hotéis da rede realizam ações voluntárias.

Homem faz tosa gratuita em cães mais velhos de abrigos para facilitar a adoção

Os cães de abrigo mais velhos estão longe de ser a preferência de quem quer adotar um cachorro, seja por causa da idade ou...

Livro “Virgem em Câncer” reúne histórias engraçadas sobre o universo feminino contadas por portadoras e ex-portadoras do câncer de mama

“Virgem em Câncer – e outras crônicas” é o título do livro de Igor Zahir, que durante anos escreveu para veículos como Glamour, Marie...

Instagram