Neta desenha no papel comandos do celular para avô aprender mandar áudios e acessar banco

Desbloquear o celular com a digital, achar o aplicativo desejado, mandar a mensagem e bloquear o aparelho. Para muitas pessoas estas pode ser tarefas feitas centenas de vezes sem dificuldade. Porém, para o espanhol José Antônio, 88 anos, a tecnologia por vezes pode ser um grande desafio.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para a sorte deste vovô, sua neta mais velha, Raphaela Martinez, 25 anos, decidiu facilitar sua vida digital de maneira analógica. A jovem, que trabalha com canais digitais para bancos, passou a desenhar as telas do celular do seu José no papel para que ele não se esquecesse como acessar os aplicativos.

Em vídeo publicado no Canal do Youtube do Razões, a Rapha explicou que a grande vontade de seu avô é saber usar os aplicativos de banco, já que viu na TV que é possível acessar o extrato bancário pela telinha.

Idoso mexendo aprendendo a mexer em celular
Seu José tem aulas com sua neta Rapha para aprender a mexer em seu smartphone. Foto: arquivo pessoal

“Fiquei me perguntando: ‘Vô, você adora dar uma saidinha para passear um pouco, né? Agora que já tomou a vacina, por que você quer ver o extrato no celular?’ […] Aí ele falou: ‘Eu quero ter as duas opções. Quando eu não quiser ir à agência, quero ver aqui em casa’.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E com este diálogo, que aconteceu há poucas semanas, Rapha passou a sair de São Paulo (SP) e ir visitar o seu avô em Cotia (SP) rotineiramente para dar aulas de como usar seu celular. A neta, inclusive, já é chamada de professora pelo seu José. Vê se pode?! 😂💜

Passo a passo no mundo digital

Para entrar neste mundo digital, Rapha decidiu começar com o básico com o seu avô. Os primeiros desenhos ensinam o senhor José a desbloquear o celular, tirar fotos e encontrar suas fotografias.

Desenhos para usar celular
Rapha já fez mais de 15 desenhos ensinando o seu avô José a mexer no celular. Foto: arquivo pessoal

O passo seguinte, segundo a neta, era ensinar a usar aplicativos de mensagem, como o WhatsApp. Seu José, além de mandar fotos de seus limões para toda a família, queria falar com os filhos e netos por mensagem. Foi aí que a Rapha percebeu mais um empecilho: o avô tem pouca sensibilidade nos dedos para digitar.

“Meu avô era agricultor e não tem muita sensibilidade para clicar nos botões. Então, assim, imediatamente eu percebi que teria que ensiná-lo a mandar mensagens de áudio. Agora ele já manda mensagem para todo mundo.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Neta ensinando avô a mexer em celular
Seu José é um aluno super dedicado! Foto: arquivo pessoal

E se você pensa que o seu José manda só mensagens de bom dia igual muitos vovôs por aí, está enganado! O espanhol gosta de mandar seus áudios tirando sarros dos filhos e netos, inclusive, cobrando mais aulas da Rapha!

Sorriso do seu José é viral!

A história da Rapha e do seu José viralizou após uma publicação da jovem no LinkedIn ultrapassar as 15 mil reações. Com uma foto com um sorrisão tão grande desse vovô, seria impossível o post não fazer sucesso, né?!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Print de publicação no LinkedIn
A publicação da Rapha no LinkedIn já tem mais de 15 mil reações. Foto: arquivo pessoal

Ainda na publicação, a Rapha cobrou dos bancos maneiras de liberar acesso às contas digitais sem precisar do desbloqueio presencial nas agências. O que a paulista não podia imaginar seriam as respostas dos perfis oficias dos bancos, inclusive.

“A história teve muita repercussão na internet, muitas pessoas enfrentam os mesmos desafios que eu. A gente pôde trocar bastante experiência. Recebi muitas dicas de como ajudar idosos.”

Por sinal, a Rapha também deu uma dica incrível que pode servir para muitos idosos. Alguns bancos disponibilizam números de WhatsApp de inteligências artificiais que ajudam em serviços mais simples, como acompanhar o extrato bancário.

Desenvolvedores precisam pensar nas pessoas mais velhas

Para a Rapha, os aplicativos e smartphones serem desenvolvidos, em sua grande maioria, por pessoas mais novas, impede que estes produtos tenham uma usabilidade simples para idosos. De acordo com a jovem, é preciso pensar nos vovôs e vovós que querem se aventurar no mundo digital.

Idoso tirando foto de árvore
Seu José virou o fotógrafo oficial do grupo da família. Foto: arquivo pessoal

“Eu que trabalho com isso no meu dia a dia vejo que muitas vezes a gente não pensa nesse público. A gente não pensa. Porque, assim, se você olhar para as pessoas que estão desenvolvendo os aplicativos, são todas pessoas jovens. Estamos sempre focados muito na nossa experiência.”

A Rapha vê como um grande troca os momentos com seu avô. Para ela, o seu José já ensinou muitas coisas para todos de sua família e é hora de retribuir anos e anos de conhecimento do espanhol.

“Gente, vai ser muito difícil [ensinar].Mas quantas coisas difíceis eles não tiveram que ensinar para a gente ao longo de nossa vida? Chega um momento que a gente tem que retribuir.”

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,572,055SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

KitKat no Japão troca embalagem de plástico por papel que pode virar origami

Com a substituição do material, 380 toneladas de plástico deixarão de ser utilizadas por ano.

Influencers fazem publis de graça para ajudar micro e pequenas empresas

Influenciadores digitais de todo o país têm feito publis de graça para empresas de pequeno e médio porte que precisam de apoio em meio...

Cansado de notícias ruins, ilustrei 36 das melhores notícias de 2019

É a mesma coisa: entra ano, sai ano: em dezembro começam as publicações nas redes sociais dizendo que o ano foi terrível, que só...

Servidora publica faz ‘declaração de amor’ em processo de prisão

A funcionária colou sem querer o texto na movimentação de um processo no sistema online do tribunal.

Adolescente ganha festa surpresa após ‘sumiço’ de buffet em aniversário de 15 anos

Após sofrer calote de uma empresa de buffet em sua festa de 15 anos, Júlia foi surpreendida com uma festa surpresa organizada por um empresário de Ibitinga (SP).

Instagram