Neurocirurgião reduz salário em 25% para atender mais pacientes

O neurocirurgião Olawale Sulaiman, 49 anos, negociou um corte de 25% do seu salário para atender mais pacientes necessitados na Nigéria, país localizado na costa oeste da África.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por conta do corte salarial, Olawale receberá mais dias de férias.

O nigeriano é professor de neurocirurgia e cirurgia de coluna vertebral no Instituto Ochsner Neuroscience, em Nova Orleans, Louisiana (EUA), onde mora. Ele divide seu tempo entre os Estados Unidos e a Nigéria, passando até 12 dias por mês prestando assistência médica em seu país de origem. Os dias de férias a mais serão usados para ficar mais tempo no país africano.

O neurocirurgião Olawale Sulaiman

Neurocirurgião se divide entre EUA e Nigéria

Olawale diz que sua motivação advém da oportunidade que teve um dia de estudar e se formar no curso de Medicina, em meio à pobreza e dificuldades do dia a dia de onde vivia. “Meus irmãos e eu dividimos um quarto superlotado onde muitas vezes dormíamos no chão”, disse ele à CNN.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando tinha 19 anos, o neurocirurgião recebeu uma bolsa para estudar Medicina na Bulgária. A bolsa abriu-lhe muitas portas e, agora, ele se sente responsável por retribuir a oportunidade ajudando seu povo com toda a assistência médica que tiver ao seu alcance.

Em 2010, Olawale criou a RNZ Global, uma empresa de saúde que presta serviços médicos e oferece cursos do nicho na Nigéria e nos EUA.

Sulaiman e sua esposa, a enfermeira Patricia Sulaiman

Missões médicas

“Eu uso minhas férias para fazer missões médicas, devidamente planejadas para atender pessoas em necessidade, além de sessões de educação e treinamento (ele dá aulas). [Nas missões,] também doamos muitos medicamentos, equipamentos e treinamento prático sobre técnicas cirúrgicas”, disse ele.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O corte salarial de 25% no hospital em que é assalariado nos EUA possibilita que o neurocirurgião use suas férias prolongadas para seguir com sua vocação filantrópica na Nigéria.

A RNZ Global já operou mais de 500 pacientes e forneceu medicamentos preventivos para 5 mil pessoas na Nigéria e nos EUA. A empresa também possui um braço sem fins lucrativos, a Fundação RNZ. Ela se concentra no atendimento gratuito de pessoas com doenças neurológicas.

“Oferecemos serviços e cirurgia gratuitos para aqueles que têm menos privilégios e não podem arcar com os custos”, afirmou Blessing Holison, coordenadora de atendimento ao paciente da RNZ Global.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Acredito que a felicidade não vem do que você recebe, mas do que você doa”, disse Olawale. “Sempre há espaço para doar; você não precisa ser um milionário para isso.”

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Sunny Skyz/Fotos: Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,575,137SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Marca de calçados do Uruguai aceita garrafas plásticas como forma de pagamento

É maravilhoso saber que o universo da reciclagem está cada vez mais próximo do nosso cotidiano. O interessante é que esse movimento tem começado pelas...

Policiais italianos renunciam vale-refeição e doam mais de R$ 160 mil para quem precisa

Policiais de Bari, na Itália, abriram mão do seu vale-refeição em favor daquelas pessoas que mais sofrem com os impactos da pandemia.  Eles juntaram todo...

Professor de jardim de infância viraliza ao ‘levar’ seus alunos à uma excursão virtual no zoológico

Desde o início da pandemia, escolas do mundo todo passaram a dar aulas on-line, mas o professor Garett Talcott foi além e decidiu levar...

Aplicativo facilita doação de alimentos para os mais necessitados

Não é segredo pra ninguém que jogamos fora toneladas de alimentos que poderiam alimentar pessoas que passam fome no mundo todo. Mas, como podemos...

Café que contrata desabrigados lança ecovila para seus empregados dormirem melhor

Durante a estadia, os trabalhadores terão capacitação profissional e auxílio na transição para uma moradia fixa.

Instagram