Após ninguém aparecer no chá de bebê, jovem mãe recebe apoio de internautas

A Vanessa Oliveira tem 17 anos, mora em Taubaté (SP) e em agosto deste ano quis fazer um chá de bebê tardio. Ela quis celebrar a chegada do Arthur, um bebê que ela deu à luz sem ter conhecimento! Isso mesmo, Vanessa e nem os médicos sabiam que ela estava grávida, já que ela não apresentava os sinais de uma gestação, entre eles, a barriga.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Porém, mesmo com as dificuldades, ela foi incentivada pela mãe Eliane Maciel de Oliveira, 43 anos, e a irmã Danielle Oliveira, 23 anos, a fazer o chá de bebê na casinha simples em que vivem, infelizmente, quando chegou o dia 25 de agosto, ninguém compareceu.

O bebê precisa de fraldas P e enxoval, já que com o chá de fraldas, não conseguiu nada. Para ajudá-la com os cuidados do bebê abrimos a sua vaquinha na VOAA. Clique aqui e apoie. O sonho da família também é terminar a casa e dar um lugar melhor para o bebê crescer.

[Atualização: gente, essa história aconteceu ano passado, vamos atualizar a matéria e colocar informações sobre como eles estão, em breve tá? Para quem quiser ajudar diretamente a família, pode chamar a Danielle pelo 012 99249-2222]

mesa de chá de bebê escrito Arthur
A jovem Vanessa ficou horas tentando deixar a casa um pouco mais apresentável para receber os convidados, mas ninguém apareceu no chá de bebê. Foto: Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Essa criança, que só de ter nascido com saúde já é abençoada, faz 3 meses em alguns dias. Como foi um neném surpresa, não tivemos a oportunidade de marcar um chá de bebê antes”, contou a irmã Danielle.

A Danielle relatou também que a irmã ficou horas tentando deixar a casa um pouco mais apresentável, já que é uma casa em construção.

mãe sentada segurando bebê no colo
Como foi um neném surpresa, não tiveram a oportunidade de marcar um chá de bebê antes. Foto: Arquivo Pessoal

“Apenas uma amiga dela apareceu no dia. Moramos lá há uns 4 anos, mas é muito difícil conseguir terminar as obras… fazemos aos poucos que é o que o dinheiro permite”, disse Danielle.

O chá de bebê e a gravidez surpresa

Desde ano passado a Vanessa vinha passando por vários médicos por não saber o que tinha: ela sentia muitas dores e mal-estar constantes. Mesmo diagnosticada com anemia e fazendo tratamento, ainda se sentia muito mal. Foi quando, em maio deste ano, ao sentir novamente muitas dores, foi hospitalizada. Lá, ela deu à luz ao Arthur, do qual ela não tinha conhecimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ela não teve barriga e os outros sintomas batiam com o que os médicos diziam”, contou Danielle.

Mesmo com a surpresa, o Arthur nasceu cheio de saúde. O chá de bebê era para celebrar a sua chegada. Foto: Arquivo Pessoal

[Informa da redação]

Quando Bia mais precisava de apoio, ela conheceu o Instituto Valquírias , que transforma a vida de meninas da periferia de São José do Rio Preto (SP) através da música. Bia virou cofundadora do projeto e hoje dá aulas de empatia, resiliência e meditação para as meninas do Instituto. Assista o vídeo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O sonho de terminar a casa

Moram na simples casa a Vanessa e o bebê Arthur, a irmã mais velha de 26 anos e o filho de 4 e a mãe Eliane Maciel de Oliveira. A Danielle está morando em Campinas (SP) por conta dos estudos e está procurando um emprego para conseguir se sustentar em outra cidade. Somente a mãe, a dona Eliane Maciel de Oliveira, trabalha em casa como diarista, a irmã mais velha está desempregada.

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Vamos mudar mais história como essa? Clique aqui e contribua!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,827,226SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Adolescente escreve redação sobre como padrões oprimem quem está fora deles

A adolescente de 13 anos escreveu um texto sobre o quanto os padrões estéticos e comportamentais oprimem quem está fora deles.

Deficiente auditiva ajuda restaurante a adaptar sistema de pedidos

Quem poderia imaginar que pequenas ações pudessem transformar o mundo? Às vezes, não paramos para pensar nisso, mas um simples gesto pode ser capaz...

Escola de Bambu: um projeto muito mais do que social

Já ouviu falar no projeto Escola de Bambu? Ele nasceu na Libéria, um país da África que viveu em guerra civil por mais de 14...

Prefeito de Colatina (ES) é exemplo de boa gestão e humildade

Um vídeo com 7 milhões de visualizações e 207.264 compartilhamentos viralizou no Facebook. Nas imagens, Sérgio Meneguelli, Prefeito de Colatina, no Espírito Santo, aparece plantando...

Instagram