Ninho de coruja faz mudar rumo de obra em rodovia de Jundiaí

Um ninho de coruja levou a concessionária Rota das Bandeiras a alterar o cronograma das obras de recuperação de um viaduto no km 64 da rodovia Eng. Constâncio Cintra (SP-360), em Jundiaí. Quando chegaram para iniciar os serviços, há um mês, funcionários encontraram um ninho com quatro ovos da espécie Tyto alba, conhecida popularmente como coruja-da-igreja ou suindara.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para não atrapalhar a procriação, a alternativa foi inverter a ordem dos serviços, iniciando os trabalhos no outro lado do viaduto. O ninho está instalado num espaço existente na parte inferior da estrutura. Dos quatro ovos, dois vingaram e resultaram em filhotes que ainda estão aprendendo a voar. A concessionária vai esperar que os dois pássaros tenham condições de voo para recuperar a estrutura interna dessa parte do viaduto.

A coruja-da-igreja é considerada uma das aves mais úteis do mundo, pois se alimenta de roedores, controlando a população de ratos. “Se continuássemos os trabalhos, a coruja adulta abandonaria os ovos e não teríamos os filhotes”, disse Ronaldo Brasil Jungers, tecnólogo em gestão ambiental da concessionária.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,780,571SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Biblioteca Humana leva experiências pessoais narradas em vez de livros escritos

Em 2000, nasceu em Copenhagen, na Dinamarca, o projeto Biblioteca Humana, uma iniciativa da ONG Stop the Violence! Logo de cara, ao entrar no site, você lê a...

Com vaquinha, vizinhos constroem casa de idosos que viviam em condições desumanas

A história do Seu Tenêncio e Dona Sônia chamou a atenção de muita gente! Eles moravam em uma casa muito velha e antiga, totalmente...

Anos após médico dizer que ele não conseguiria ler nem escrever, jovem com déficit cognitivo conquista primeiro emprego

Na infância, Pedro Cruz sofreu isquemia cerebral e passou por várias convulsões. Após ouvir de um médico que não conseguiria ler nem escrever, Pedro conquistou seu primeiro emprego.

Casal de velhinhos celebra 68 anos de casados em cerimônia emocionante em Contagem (MG)

O seu Vicente e a dona Walkíria, de Contagem (MG), renovaram os votos na casa de repouso onde vivem.

Instagram