Noiva narra o próprio casamento em língua de sinais para incluir amigos surdos, em MG

A cerimônia de casamento de Kéziah Costa, de 27 anos, e Luan Wagner, de 21, foi totalmente celebrada em Libras (Língua Brasileira de Sinais Libras).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tudo para que os amigos surdos do casal pudessem participar da mesma maneira que os outros convidados. “O casamento foi planejado para ser acessível para ouvintes, surdos e ao meu amigo surdocego”, contou Kéziah.

O casamento aconteceu no último sábado (11) em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

noiva celebra casamento em libras para incluir amigos surdos

Fotos da cerimônia, realizada na Igreja Cristã Maranata, viralizaram nas redes sociais e comoveram os internautas, que elogiaram a escolha do casal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Leia também: Padre celebra casamento em Libras e emociona casal de surdos: “anjo da guarda”

Kéziah se tornou recentemente professora da Língua Brasileira de Sinais graças à Comissão de Assistência aos Surdos e aos Surdocegos, departamento especial da sua igreja que inclui pessoas com deficiência auditiva no corpo eclesiástico.

noiva celebra casamento em libras para incluir amigos surdos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ter a libras no nosso casamento era uma forma de orgulho, para demonstrar aos nossos amigos surdos que eles têm o mesmo direito e estão no mesmo patamar”, afirmou a noiva.

Ela até tentou segurar a emoção, mas acabou cedendo ao ver que a cerimônia trouxe acessibilidade total a todos os seus convidados.

“Quando começou os louvores, eu disse para meu noivo que cantaria em libras com eles. Ele falou ‘então me dá o buquê’, não daria para cantar com a mão ocupada”, relembra.

noiva celebra casamento em libras para incluir amigos surdos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Para nós, a língua de sinais não é inferior à língua oral. Já convivemos com ela no nosso dia a dia e entendemos que as duas têm o mesmo nível. De forma alguma isso prejudicaria a cerimônia, só valorizou, porque todos ali estavam incluídos e isso era nosso desejo. Havia uma equipe de intérpretes que trabalharam voluntariamente, pois é o modo de trabalho que já fazemos”, afirma.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: R7/Fotos: Reprodução/Danilo Carlos da Silva

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

996,675FãsCurtir
1,941,430SeguidoresSeguir
9,711SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

USP cria ventilador pulmonar de baixo custo com tecnologia 100% brasileira

Cientistas da USP desenvolveram um protótipo de ventilador pulmonar emergencial capaz de ser produzido em massa para atender a demanda hospitalar de pacientes infectados...

Homem planta 152 milhões de árvores e refloresta manguezal sozinho no Senegal

Um homem aposentado plantou incríveis 152 milhões de árvores em um intervalo de 10 anos às margens do rio Casamansa, no Senegal. Plantando sem parar...

Nesse hotsite especial agrupamos vagas home office para ajudar você

Por conta do coronavirús, as empresas estão adotando o home office para driblar a crise. Para ajudar você que perdeu ou busca por um...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Cliente antecipa pagamentos para salão de sobrancelha passar por crise do coronavírus

A servidora pública Débora Benon, de Brasília (DF), tinha uma viagem planejada com o marido e os três filhos no início de abril. Mas veio...

Instagram