Noiva narra o próprio casamento em língua de sinais para incluir amigos surdos, em MG

A cerimônia de casamento de Kéziah Costa, de 27 anos, e Luan Wagner, de 21, foi totalmente celebrada em Libras (Língua Brasileira de Sinais Libras).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tudo para que os amigos surdos do casal pudessem participar da mesma maneira que os outros convidados. “O casamento foi planejado para ser acessível para ouvintes, surdos e ao meu amigo surdocego”, contou Kéziah.

O casamento aconteceu no último sábado (11) em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

noiva celebra casamento em libras para incluir amigos surdos

Fotos da cerimônia, realizada na Igreja Cristã Maranata, viralizaram nas redes sociais e comoveram os internautas, que elogiaram a escolha do casal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Leia também: Padre celebra casamento em Libras e emociona casal de surdos: “anjo da guarda”

Kéziah se tornou recentemente professora da Língua Brasileira de Sinais graças à Comissão de Assistência aos Surdos e aos Surdocegos, departamento especial da sua igreja que inclui pessoas com deficiência auditiva no corpo eclesiástico.

noiva celebra casamento em libras para incluir amigos surdos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Ter a libras no nosso casamento era uma forma de orgulho, para demonstrar aos nossos amigos surdos que eles têm o mesmo direito e estão no mesmo patamar”, afirmou a noiva.

Ela até tentou segurar a emoção, mas acabou cedendo ao ver que a cerimônia trouxe acessibilidade total a todos os seus convidados.

“Quando começou os louvores, eu disse para meu noivo que cantaria em libras com eles. Ele falou ‘então me dá o buquê’, não daria para cantar com a mão ocupada”, relembra.

noiva celebra casamento em libras para incluir amigos surdos

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Para nós, a língua de sinais não é inferior à língua oral. Já convivemos com ela no nosso dia a dia e entendemos que as duas têm o mesmo nível. De forma alguma isso prejudicaria a cerimônia, só valorizou, porque todos ali estavam incluídos e isso era nosso desejo. Havia uma equipe de intérpretes que trabalharam voluntariamente, pois é o modo de trabalho que já fazemos”, afirma.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: R7/Fotos: Reprodução/Danilo Carlos da Silva

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,271,435SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Duas meninas amam ir ao supermercado para visitar “Maui (de Moana)” que trabalha como caixa

Quando somos criança, tudo parece uma festa, até uma ida ao supermercado ganha status de melhor hora do dia, isso porque indo lá as...

Cabify dá 300 bolsas de estudo de matemática para meninas

Durante este mês de Março, temos mostrado algumas iniciativas das marcas em fazer jus à comemoração do Dia da Mulher, mostrando que elas merecem...

UEPB produz mais de 40 mil EPIs em impressoras 3D para profissionais de saúde

Toda e qualquer iniciativa é essencial neste momento para ajudar no enfrentamento ao coronavírus. E que tal usar a tecnologia para isso? É exatamente o...

Após apelo de mãe em redes sociais, ladrão devolve exames da filha com doença rara

Karis ficou tão emocionada que acabou abraçando a pessoa, sem nem pensar que poderia ter sido o ladrão. O coração de mãe falou mais alto.

Dono de ferro-velho dá bicicleta a menino que vendia latinhas

Rhian, 10 anos, foi lá vender seis sacos de latas e arrecadou R$21. Ele juntava dinheiro para consertar sua bicicleta estragada. "Coé mototáxi, me cobra...

Instagram

Noiva narra o próprio casamento em língua de sinais para incluir amigos surdos, em MG 2