Nós somos a maioria

Li que os maiores executores dos crimes ordenados por Hitler não eram homens cruéis, doentios. Mas simplesmente comuns, como eu ou você.Acordavam, faziam seus trabalhos, escovavam os dentes e iam dormir.  Apenas se esquivavam de pensar por si próprios, um detalhe, preferindo aceitar o comportamento coletivo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É muito estranho começar um texto citando Hitler para falar justamente de humanidade. Mas acho que o que vivemos tem algo a ver com isso aí.

Há uma convicção coletiva de que a sensibilidade humana acabou. É coisa pra outra era, pro tempo da vovó. A pressa já engoliu agentileza. A ambição sentou em cima da simplicidade. E a indiferença entre as pessoas, sinceramente, não faz diferença pra ninguém.

Aí está o ponto. Nos fizeram acreditar nisso. Pior, acreditar que somos poucos. Nós, que gostamos tanto de ser gente.

Pessoas físicas, graças a Deus.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Perdemos nosso tempo com abraços um pouco mais demorados. Não consideramos crime hediondo querer voltar pra casa mais cedo. Sorrimos pelos buraquinhos dos guichês porque lembramos que tem alguém ali. E damos bom dia porque acreditamos que isso faz mesmo o dia ficar bom.

Temos uma noção de valores diferente da “maioria”, porque prestamos atenção nas pessoas, na maior parte do tempo.  E principalmente, na nossa pessoa. Porque sentir ainda é o nosso melhor radar.

Nós, os “Sensíveis”.

Pois é. NÓS SOMOS A MAIORIA.

Todos acreditamos nem que seja um pouquinho em uma vida mais humana. Ou não?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nós só estávamos calados, o que é muito diferente de sermos poucos.

Quem grita, realmente, parece ser dez ao invés de um.

Mas, para a nossa fé, a coisa já está virando.

As pessoas estão se espalhando como formigueiros, criando ações e pequenos gestos que erguem a gentileza acima dos muros. E derretendo a frieza que as metrópoles tanto se orgulharam de exibir.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cidade grande não precisa ser sinônimo de pequeneza interior. Muito pelo contrário. Mais gente, mais amor

Você que não aposentou seu coração, nem caiu nessa marmota.

Você é maioria, meu amigo.

Fique bem à vontade para ser.

 

Um texto de Luise Barros

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ouça a riqueza musical de grupos indígenas do norte do País!

Conhecemos pouco as músicas tradicionais de grupos indígenas do País. O acesso limitado dessas comunidades a determinados meios de comunicação, especialmente a internet, dificulta...

Estudantes de colégio particular criam projetos de impacto social

Os projetos contemplam os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Marcos Mion grava vídeo para menino autista que chorou no aniversário e emociona mãe

Quem lembra do Joaquim? Um garotinho que é autista e ficou triste porque os amiguinhos da escola não mandaram parabéns pra ele no seu...

Crianças nos dão pequenas pérolas de sabedoria sobre o que elas sabem sobre o amor

Ah, as crianças (sempre elas!), com sua sabedoria inocente, e talvez por isso, certeira! Recentemente, o Jubilee Project, que já mostramos um vídeo deles aqui,...

Viva bem com Parkinson

Ontem, dia 11 de abril, foi o dia Mundial de Parkinson, e recebi esse incrível vídeo mostrando que a relação que temos com nossos...

Instagram

Nós somos a maioria 4