Nossa experiência na exposição sobre os 100 anos da garrafa da Coca-Cola

Quem acompanha o RPA sabe que somos fãs das campanhas da Coca-Cola, sempre com um posicionamento voltado a pensamentos positivos, a marca consegue nos emocionar com vídeos memoráveis que você pode relembre aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por isso, quando fui convidado para visitar a inauguração da Exposição sobre os 100 anos da garrafa de Coca-Cola fiquei bem entusiasmado, fiz então um pequeno relato e imagens da minha experiência, vejam:

Na entrada da exposição vamos para uma sala escura, onde podemos escutar o barulho da garrafa sendo aberta (aliás, eu sou o único que acha que Coca-Cola de garrafa é melhor que as outras? rs) e depois podíamos ir para um painel onde várias ‘bolhas de ar’ reproduziam o que estivesse na frente deles, no caso era eu:

IMG_9113

Depois de mais algumas experiências sensoriais, fui para a exposição das garrafas, que conta um pouco da história do ícone da marca.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Confesso que sabia algumas histórias sobre a construção da mesma, mas conhecer todos os detalhes foi sensacional:

O briefing de que a garrafa teria que ser reconhecida mesmo no escuro, ou ainda quebrada, era verdade. Esse foi realmente um item necessário para a construção do produto.

O mais interessante é que a partir dai algumas empresas começaram a pensar em formas para a garrafa, e a “The Root Glass Company” (indústria de vidro) foi buscar inspiração para o projeto em uma biblioteca local, e erroneamente acreditou que o Cacau (Cocoa) fosse o ingrediente secreto da Coca-Cola, e usaram como conceito de criação as imagens do Cacau na Enciclopédia Britânica, como vocês podem ver nas imagens abaixo:

IMG_9119IMG_9124

Uma das obras mais legais da exposição foi uma em que a garrafa estava completamente desconfigurada, mas quando vista por um ponto específico podíamos ver nitidamente a garrafa perfeita:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

IMG_9143

Abaixo uma das criações feitas para a exposição:

IMG_9131 IMG_9133

Na saída da exposição, pude ver várias peças de artesanato feitas em parceria com a ASTA para o Coletivo de Artes Coca-Cola, que tem como objetivo promover a transformação social por meio da geração de renda e da valorização da autoestima.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

2015_03_24

O coletivo promove oficinas de design com grupos de artesãos + reuniões sobre gestão e empreendedorismo. Os grupos criam produtos exclusivos reciclando embalagens de Coca-Cola e aumentando sua consciência ecológica. As peças são vendidas em canais mais amplos do que nas comunidades locais. Assim os artesãos têm uma fonte de renda mensal e nós consumidores temos produtos sustentáveis e afinados aos preceitos do comércio justo. Para ver os produtos e comprá-los acessem aqui.

Screen Shot 2015-06-10 at 5.52.59 PM

A exposição continua rodando pelo mundo, no vídeo abaixo fala um pouco mais do projeto:

Usei duas imagens do Instagram da Thais Morena.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,496,742SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

A faxineira de 66 anos que voltou a estudar para ajudar o neto nas lições de casa

Histórias que envolvem avós e netos são extremamente especiais, muito por conta da ligação especial criada entre eles e do amor desprendido por ambos,...

Nova York planta um milhão de árvores dois anos antes do tempo previsto

A “Big Apple" bateu sua meta de plantar 1 milhão de árvores dois anos antes do tempo previsto pelo ex-prefeito Michael Bloomberg, em 2007. Nova...

Enfermeira adota bebê prematura que nunca foi visitada em hospital

Nascida prematura, com apenas 29 semanas (7 meses), pesando apenas 500 gramas e sofrendo com a síndrome de abstinência neonatal - ocorrida quando um bebê...

Menino pinta incríveis retratos de animais para alimentar cães e gatos de abrigo

Pavel Abramov, que mora em Arzamas, na Rússia, pinta incríveis e caprichados retratos de animais. Em seguida, os vende ou os troca por ração para alimentar cães e gatos de um abrigo.

Desconhecidos se unem e compram todos os doces que vendedor deixou cair no chão

O jovem Yago deixou cair no chão todos os docinhos que saiu para vender. Frustrado, pensou que voltaria para casa de mãos vazias, literalmente.  Felizmente, lojistas...

Instagram