Nova Zelândia dará licença paga a vítimas de violência doméstica

A violência doméstica produz transtornos psicológicos que prejudicam a produtividade das vítimas no local de trabalho, abrindo brecha para a demissão forçada e aumentando o ciclo da violência em casa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa é a conclusão do Parlamento da Nova Zelândia, que aprovou recentemente uma licença remunerada de 10 dias para vítimas de violência doméstica, como já acontece em caso de férias ou problemas de saúde. As informações são do ESTADÃO.

A licença remunerada dará as condições e o tempo que as vítimas precisam para deixar seus parceiros e encontrar novos lares para elas e seus filhos.

A Nova Zelândia é o segundo país do mundo a aprovar a medida – as Filipinas já tinham aprovado uma lei parecida. Ela foi sugerida pela deputada Jan Logie (Partido Verde) e apoiada pela coalizão governista do país, que inclui os partidos Trabalhista e Nova Zelândia Primeiro.

Aprovada por 63 votos a favor e 57 contra, a medida também evita a demissão ou degradação das condições de trabalho das vítimas. A nova legislação entra em vigor em abril do próximo ano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Muitas vezes, a vítima tem de deixar seu trabalho, o que a torna mais vulnerável a um parceiro agressivo e força o patrão a contratar e treinar novas pessoas. É um jogo em que todos perdem”, declarou Logie na sessão do Parlamento que tramitou a lei.

Já a comissária dos Direitos da Mulher do país, Jackie Blue, afirmou que é importante que o local de trabalho colabore com a vítima, pois é uma maneira de combater a violência doméstica. “Um funcionário com esse tipo de direito pode abrir caminho no combate à violência e na quebra de um ciclo vicioso”, destacou Blue.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A Nova Zelândia possui uma das taxas de violência doméstica mais altas do mundo, que chegam a 525 mil casos anuais – 80% deles não são comunicados –, segundo dados oficiais do país e do jornal New Zealand Herald. Número alto para uma população inferior a 5 milhões de pessoas, e que justifica a licença remunerada para as vítimas de violência doméstica.

crédito da foto: PEXELS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,847,081SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Campanha ajuda a melhorar condições de saneamento básico de crianças do semiárido brasileiro

Em Outubro de 2014, a campanha VIM para UNICEF fez seu primeiro aniversário. E viemos lembrar vocês de que nunca é tarde para ajudar essas...

Inspiração: Youtuber compra toda a mercadoria de ambulante de 93 anos que não tinha vendido nada

O mundo fica melhor quando ajudamos uns aos outros e esta afirmação faz ainda mais sentido em tempos de pandemia. Na cidade de Catacaos,...

Brasileiro de 6 anos impressiona com arte abstrata e doa valor de tela para hospital infantil

Muitas vezes, a pouca idade já revela talentos que podem render vocações futuras ou até mesmo boas ações. No caso do brasileiro Aaron Barrios,...

Escola para mulheres transgêneros na Indonésia quebra padrões religiosos

Conhecidas na Indonésia como waria (uma combinação das palavras “homem” e “mulher” no idioma local), as mulheres trans têm muitas dificuldades para praticar sua...

Brasileira faz tatuagens gratuitas para mulheres que sofreram violência doméstica

São muitos os motivos pelos quais nosso corpos ficam marcados. Podem ser lembranças divertidas da infância, como um tombo aprendendo a andar de bicicleta. Mas...

Instagram