O pai que criou um aplicativo para se comunicar com a filha com paralisia cerebral

Há alguns anos, a realidade de Carlos Pereira era a seguinte: uma filha linda com paralisia cerebral por conta de um erro médico no parto; a impossibilidade de se comunicar com ela pois o único aplicativo desenvolvido para o caso só existia em inglês e os desenvolvedores não tinham interesse de entrar no mercado brasileiro; e pendurado na parede, o diploma dele de Analista de Sistemas. Diante das circunstâncias desfavoráveis, Carlos meteu a mão na massa de códigos e resolveu desenvolver por conta própria um novo aplicativo. Assim nasceu o Livox, hoje o mais competente e competitivo aplicativo do mercado mundial para possibilitar a comunicação de pessoas com doenças que interferem na fala.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

carlos-aline-e-clara-2-e1378223324940

Carlos começou sua aventura com a criação de um app bem simples, que instalou e testou em seu próprio celular, que ajudava a filha a responder apenas “Sim” e “Não” às suas perguntas. Aos pouquinhos, diante da melhoria na comunicação, a ferramenta foi aprimorada com a ajuda de fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e pedagogos. Hoje, o Livox é considerado o app de ponta na arte de conectar pessoas com dificuldade de fala e já está disponível em mais de 25 idiomas, além do português.

“Ainda lembro um dia que a Clara pediu para almoçar ‘Espaguete a Bolonhesa’”, lembra Carlos. “Você não acredita a cara de felicidade dela ao ver um prato de espaguete chegar para o almoço. Nunca vi a Clara comer tanto e com tanto gosto!”. O prazer de poder entender e servir o que a filha quer comer já é muito para Carlos e sua esposa Aline, mas imagine o impacto que o Livox pode ter quando chegar às 15 milhões de famílias brasileiras integradas por pessoas que não falam devido a problemas cognitivos ou motores. Tais dificuldades podem ser fruto de doenças como Autismo, Paralisia Cerebral e Esclerose Múltipla, e de  sequelas causadas por AVC e Traumatismo Crânio-Encefálico. Sim, o Livox pode e deve ir muito além.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A relativa repercussão no Brasil já rendeu o prêmio de melhor aplicativo de inclusão e empoderamento para pessoa com deficiência na etapa brasileira do WSA (World Summit Award), premiação apoiada pela ONU. No fim de outubro, acontece no Sri Lanka a premiação mundial do WSA, onde Carlos e equipe terão a chance de representar o país frente a 168 nações. Atualmente, ele está em busca de recursos não apenas para a viagem mas principalmente para que o governo brasileiro o ajude a levar o Livox até as famílias necessitadas. “Sem a participação do governo é impraticável conseguir levar a tecnologia a tantas pessoas, até devido às condições financeiras da maior parte da população”, enfatiza o criador do app. Nas mãos do Carlos, o pai da Clara, o mote punk do Do-It-Yourself ganhou sobrenome: Faça você mesmo e mude o mundo todo ao seu redor.

Dica da Edineide Oliveira | Fonte: Blog do Tás

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM







O pai que criou um aplicativo para se comunicar com a filha com paralisia cerebral 4

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,088,806SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem recompensa morador de rua que achou sua cachorra

Rick Darge ficou apavorado quando se deu conta que sua cachorra Maya havia desaparecido. Mas graças a um morador de rua que a devolveu...

Após ter sua história contada no SP Invisível, advogada reencontra seus familiares

O relato da advogada Rosana publicado na página do SP Invisível no Facebook gerou enorme comoção e mobilização nas redes sociais. O post alcançou...

Brasiliense que vive em Portugal ganha chá de bebê no Brasil

O melhor chá de bebê para uma mamãe que morre de saudades das amigas!

Jovem confecciona cartões de visita profissionais para vendedor de pastéis que entregou bilhetinho em sua casa

Quem quer ajudar, sempre encontra um jeito... Olha que iniciativa linda! "Terça-feira (2/fev) achei esse bilhetinho na minha caixa de correios", escreveu a empreendedora Ranny...

O homem que literalmente moveu uma montanha sozinho

Dashrath Manjhi vivia na pequena aldeia de Gahlour, em Bihar, na Índia, que tinha uma única estrada de 43 km a ligar ao hospital,...

Instagram

O pai que criou um aplicativo para se comunicar com a filha com paralisia cerebral 5