O que é e quais os sintomas do TDAH? Veja 20 maneiras de ajudar quem tem o transtorno

Já ouviu falar em TDAH? De origem genética, o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade é uma disfunção do comportamento que aparece na infância e geralmente acompanha a pessoa durante toda a sua vida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Tem como características a desatenção, inquietude e impulsividade, que tornam o indivíduo com TDAH alvo de julgamentos nada legais, como preguiçoso, desatento e incompetente.

A seguir, reunimos 20 maneiras de lidar com alguém que tem o transtorno de maneira saudável.

#1 Chame o problema pelo nome

Sua vida ficará mais leve quando você identificá-lo, falar sobre ele e parar de fugir dele. Não há motivo para sentir vergonha. Muitas das maiores contribuições da história vieram de pessoas com TDAH. Cientistas, autores, músicos e empresários se tornaram bem-sucedidos, porque têm uma visão criativa que outras pessoas não possuem.

#2 Faça críticas construtivas

Entenda que a pessoa está se esforçando para dar o seu melhor, mesmo que não seja bom suficiente para seus padrões. Relaxe, vá com calma! Incentive com amor e não com julgamentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

#3 Incentive-a a atingir seus objetivos

O que é fácil para você pode ser difícil para quem tem TDAH. Tarefas simples, como jogar o lixo fora, é como se estivesse escalando o Monte Everest para uma pessoa com o transtorno. Procure encorajar e reconhecer quando a tarefa for executada.

#4 Aja como um torcedor

Os treinadores são durões. Seu trabalho é apontar o que a equipe está fazendo de errado. Já o torcedor torce pelo sucesso, acreditando que o time pode alcançar a vitória. Deixe a pessoa com TDAH saber que ‘você joga no mesmo time’!

#5 Aceite o possível

Aceite o fato de que a pessoa pode não ser capaz de fazer o que você quer, quando quer ou como você quer que ela faça. Se for algo importante, seja específico.

#6 Seja objetivo e gentil nas palavras

Se você tem algo a dizer, certifique-se de escolher as palavras certas no momento certo. Ensaie o que vai dizer para que saia como amor, não como controle.

#7 Tenha paciência

Alguém com TDAH é impulsivo. Duas pessoas impulsivas reagindo emocionalmente e falando sem parar uma para a outra não contribuem para um final feliz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

#8 Peça ajuda

Você não precisa gerenciar tudo sozinho. Peça ajuda a um terapeuta, um amigo ou a um parente. Encontre alguém que apenas ouça. Se você não quer conselhos, um ombro para desabafar pode fortalecê-lo e mudar sua perspectiva.

#9 Prepare-se para um resultado positivo

Pergunte a si mesmo: se eu disser isso, minha atitude levará a um resultado negativo ou positivo? Pense antes de falar, para ter um bom resultado.

#10 Entenda que você está fazendo o seu melhor

Você está em uma situação difícil e nem sempre tem certeza de qual é a melhor maneira de lidar com ela. Seja gentil consigo mesmo.

#11 Controle-se

Você não pode controlar outras pessoas; você só pode controlar suas palavras, reações  e seus pensamentos em relação a elas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

#12 Dê um passo para trás

Forçar uma pessoa a realizar algo não é a maneira mais eficaz de alcançar o resultado esperado. Se você estiver muito estressado e com vontade de gritar, dê um passo para trás. É o tempo de você respirar, relaxar e reorganizar seus pensamentos.

#13 Seja compassivo

Não trate a pessoa como “alguém que nunca terá sucesso”. As pessoas são como são, da maneira que você as enxerga.

#14 A única constante é a mudança

Quando as coisas parecem não dar certo, é difícil lembrar que não há mal que dure para sempre. As coisas vão melhorar. Acredite. Comece a dizer “ainda não”!

#15 Não diga “apenas faça”

Para alguém que não possui TDAH, é difícil entender como uma pessoa não consegue fazer tarefas simples. Podem parecer fáceis para você, mas lembre-se: a pessoa com TDAH também tem dificuldade em entender por que não consegue guardar suas próprias roupas.

#16 Ofereça ajuda

É importante ensiná-la a ser responsável ​​e independente. Mas lembre-se também de que há momentos em que não há problema em oferecer ajuda.

#17 Não crie expectativas irreais – foque nas qualidades

Assim como em qualquer outro relacionamento, você deve buscar as coisas boas. Se é o seu parceiro, lembre-se das qualidades pelas quais você se apaixonou por ele. Se for o seu filho, lembre-se da sensação de segurá-lo nos braços quando ele era um bebê.

#18 Passe um tempo com outras pessoas da família

Elas também precisam de você! Em tempos de pandemia fica mais difícil de se encontrar pessoalmente, mas, assim que possível, marque um encontro e demonstre que são igualmente importantes.

#19 Faça uma pausa

Se aborrecer é fácil, ficar em paz exige força. Você não precisa dizer tudo o que pensa. Priorize as relações aos seus sentimentos. Faça uma pausa até a raiva passar.

#20 Faça algo que te deixe feliz

Você percebe que não ri há um mês e que não consegue se lembrar da última vez que se divertiu. Reserve um tempo para você. Faça algo que te deixe feliz. Divirta-se novamente e repita!

Uma pequena história para te inspirar…!

Depois que seu filho de 7 anos recebeu o diagnóstico de TDAH, frustrada por não conseguir lidar com a criança, a mãe gritou para o psiquiatra: “O que mais eu posso fazer? Estou fazendo tudo o que posso. Eu não sei como lidar com meu próprio filho“. O psiquiatra olhou para a mãe e respondeu calmamente: “Ame-o mais.”

Essa não era a resposta que ela queria ouvir. Em meio às lágrimas, implorou por respostas: “Ame-o mais? Estou dando tudo o que eu tenho. Estou vazia por dentro. Eu não tenho mais nada. Como posso amá-lo mais?” “Tente mais. Vá mais fundo. Você consegue”, respondeu o psiquiatra.

Quando você ama alguém com TDAH, essa pessoa faz parte de você. Ela vive em sua cabeça e em seu coração. Você foi escolhido para esta tarefa. Ame-a mais!

Tradução livremente adaptada do texto original publicado em inglês.

Foto de capa: Christopher Ott/Unsplash


Vem se emocionar com a história da Arely! Mãe de um menino autista, de coração aberto, ela adotou mais duas crianças com necessidades especiais.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,413,626SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem com paralisia cerebral se forma em faculdade e lança livro: ‘Nada o limita’, diz mãe

Concluir uma faculdade é um grande desafio pra todos nós e para o Rafael Luiz Silva dos Santos, de 28 anos, foi mais que...

Ela tem um amigo que também é pai, irmão e amigo do seu filho

“Meu filho não tem um pai na certidão de nascimento, mas tem pai/irmão/amigo em uma pessoa só.”

Como o amor dele ajudou a esposa a superar câncer: “nunca me vi doente nos olhos dele”

Essa é uma das histórias mais diferentes que eu já contei no Razões e também uma das mais emocionantes. Diferente porque só um dos personagens...

Jovem faz vaquinha para pedreiros conseguirem ir ao show de Paul McCartney

Com uma boa ação, a jovem de Porto Alegre, Antonella Vanoni conseguiu realizar o sonho de 2 ajudantes de pedreiros que trabalham para a sua...

Policiais italianos renunciam vale-refeição e doam mais de R$ 160 mil para quem precisa

Policiais de Bari, na Itália, abriram mão do seu vale-refeição em favor daquelas pessoas que mais sofrem com os impactos da pandemia.  Eles juntaram todo...

Instagram