O que há por trás desta fantasia é muito mais que um corpo escultural

Normalmente, nas histórias em quadrinhos, o super-herói está fantasiado e esconde a sua “verdadeira” identidade, mas, no caso do Piracicabano Lázaro Miramontes, é o contrário. As fantasias, ainda que carnavalescas, e o porte de super-herói são as características visuais que predominaram boa parte da sua vida, não revelando, ou muito pouco, uma outra identidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lázaro, depois de um casamento de 8 anos em São Paulo, foi tentar a carreira de dentista no Rio de Janeiro. Montou um consultório, e vivia entre Ipanema, Copacabana e Leme. Praia, carnaval e malhação, lhe deram outras oportunidades. Surgia, às vezes, um trabalho como modelo, e os convites para ser destaque nos desfiles das Escolas de Samba, passaram a ser frequentes. A cada Carnaval eram de 4 a 6 escolas em que desfilava: Beija Flor, Salgueiro, Caprichosos de Pilares, Império da Tijuca, Grande Rio, Viradouro, Vila Isael, Estácio, União da Ilha, Acadêmicos de Santa Cruz entre outras.

Em pouco tempo, sua participação não se limitava apenas aos desfiles, começava a se interessar por criar fantasias. Daí, surgiu a oportunidade de criar para a escola Império da Tijuca, quando Miguel Falabella foi o carnavalesco.

Mas um dia, isso mudou. O consultório não ia bem e a saudade da família aumentava. O que permanecia era a vontade de manter um corpo sempre saudável e sua participação no Carnaval. Em 2003, volta para São Paulo, para Sorocaba, e o Carnaval passou a ser visto apenas das arquibancadas, quando ia para São Paulo ou Rio de Janeiro.

Em São Paulo, aprofundou o espiritismo, iniciado em 98 no Rio de Janeiro, passou a clinicar uma vez por semana e prestar trabalhos comunitários em coral, creche, instituições das mais diversas. Acabou fixando a vocação de prestar serviço comunitário na Creche Especial Maria Claro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na creche, atende, regularmente 5 crianças por dia, pela manhã, todas cadeirantes. A proposta é prevenir, e com isso o trabalho se estende para os pais, oferecendo-lhes palestras sobre higiene e saúde.

Hoje, a creche atende, gratuitamente, aproximadamente 130 crianças e adolescentes com deficiências múltiplas de famílias carentes. Elas chegam pela manhã e saem à tarde, se alimentam, fazem fisioterapia e são atendidas por médicos e dentistas.

Para Lázaro, tudo tem a sua hora, tudo tem o seu tempo e aprendizado. O trabalho na creche reflete os ensinamentos que foram adquiridos pelo espiritismo. Ajudar ao próximo é essencial para uma vida mais harmoniosa e tranquila com o universo e com ele mesmo. “Meu amor, hoje, é incondicional para com todos, dentro do possível. Não tenho intenção de ficar com alguém. ‘Tô de boa!’ “ – conclui.

Depois de um longo período ausente – sua última participação num desfile foi em 2003 – prepara-se para voltar para avenida vestindo as cores da Escola de Samba Unidos do Peruche. E não vai ficar só nisso, conciliando as suas duas vocações – carnaval e serviço comunitário – , no fim do ano, está preparando um evento na creche com o tema “carnaval, cultura e amor”.

No sábado, dia 6 de fevereiro, a alegria e cores da Peruche marcarão um novo caminhar desse nosso personagem que nos dá razões para acreditar…

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desfile pela Unidos de Santa Cruz.
Desfile pela Unidos de Santa Cruz.

Desfile pela Grande Rio.
Desfile pela Grande Rio.

Atendendo as crianças na Creche Especial Maria Claro.
Atendendo as crianças na Creche Especial Maria Claro.

Figurino “Anjo Barroco”.
Figurino “Anjo Barroco”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cacá Valente é designer, mestre em história da arte, produtor e gestor cultural.

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pernambucano de 17 anos desbanca milhares de candidatos e é aprovado em Harvard

João Victor Arruda é pernambucano e o único nordestino aprovado no ciclo de admissão mais concorrido em toda a história da Universidade de Harvard, nos...

Vizinho constrói abrigo para moradora de rua que vivia na sua rua

Nova York atingiu um número recorde de moradores de rua,  com cerca de 60.000 homens, mulheres e crianças vivendo dessa forma. Uma certa manhã, inspirado por...

Manobrista encontra carteira de idoso com R$ 1,5 mil e devolve o dinheiro

Há ainda muita gente para nos encher de orgulho neste mundo! Samuel de Souza Prata, 41 anos, é manobrista da empresa Cidade Real e ficou...

Encanadores árabes se recusam a cobrar idosa israelense sobrevivente do Holocausto

Ao descobrirem que Rosa era uma sobrevivente do Holocausto, eles insistiram em prestar seus serviços gratuitamente.

Indígenas produzem sandálias com látex da Amazônia e vendem pelo WhatsApp

Uma cooperativa informal de mulheres e homens indígenas encontrou uma maneira de aliar tecnologia e sustentabilidade para produzir sandálias orgânicas à base de látex...

Instagram