O que mais a inovação pode fazer para melhorar a vida das crianças? Aparelhos auditivos movidos a energia solar

Medidas urgentes são necessárias para evitar que milhões de crianças sejam privadas dos benefícios gerados por inovações, afirma o UNICEF em relatório global lançado no 25o aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança. De acordo com a organização, conectividade e colaboração podem impulsionar novas redes globais, com o objetivo de alavancar inovações para alcançar todas as crianças.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O relatório Situação Mundial da Infância 2015 – Reimagine o futuro: Inovação para cada criança conclama governos, profissionais do desenvolvimento, empresas, ativistas e comunidades a trabalhar em conjunto para estimular novas ideias que possam solucionar alguns dos problemas mais prementes enfrentados pelas crianças – e encontrar novas formas de dimensionar as melhores inovações, e as mais promissoras em termos locais.

O relatório Situação Mundial da Infância 2015, totalmente digital, inclui conteúdo interativo multimídia que convida os leitores a compartilhar suas próprias ideias e inovações, e destaca inovações notáveis que já vêm melhorando a vida das pessoas em grande número de países.

“A desigualdade é tão antiga quanto a humanidade, mas a inovação também é – e é a inovação que vem sempre impulsionando os progressos da humanidade”, afirma Anthony Lake, diretor executivo do UNICEF. “Em nosso mundo cada vez mais conectado, soluções locais podem causar impacto global – beneficiando crianças em todos os países que ainda enfrentam diariamente desigualdade e injustiça.”

“Para que inovações beneficiem todas as crianças, precisamos ser mais inovadores – repensando como fomentar e estimular novas ideias para solucionar nossos problemas mais antigos”, diz Lake. “As melhores soluções para nossos desafios mais difíceis não virão exclusivamente de cima para baixo. Virão de novas redes de resolução de problemas e de comunidades de inovação, atravessando fronteiras e setores para chegar aos mais difíceis de alcançar – e virão de jovens, de adolescentes e das próprias crianças.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em 1989, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou a Convenção sobre os Direitos da Criança. Desde então, grandes progressos têm sido realizados na promoção dos direitos da criança – reduzindo drasticamente o número de crianças que morrem antes de completar 5 anos de idade e ampliando o acesso a educação e a água limpa.

Entretanto, os direitos de milhões de crianças são violados todos os dias:

  • As crianças pertencentes à parcela dos 20% mais pobres do mundo têm probabilidade duas vezes maior de morrer antes de seu quinto aniversário do que as crianças que fazem parte dos 20% mais ricos;
  • Nos países menos desenvolvidos, cerca de uma em cada quatro crianças está engajada em trabalho infantil;
  • Milhões de crianças sofrem regularmente discriminação, violência física e sexual, assim como abusos e negligência.

Esta edição do principal relatório do UNICEF argumenta que inovações – como sais de reidratação oral ou alimentos terapêuticos prontos para consumo – ajudaram a impulsionar mudanças radicais na vida de milhões de crianças ao longo dos últimos 25 anos, e que outros produtos, processos e parcerias inovadores são essenciais para a concretização dos direitos das crianças mais difíceis de alcançar.

10801840_811050445618090_3519231296768290606_n

Brasil
O UNICEF vem priorizando inovações por meio de sua rede composta por mais de 190 países, criando centros de interesse em todas as partes do mundo, incluindo Afeganistão, Chile, Kosovo, Uganda e Zâmbia, para fomentar novas formas de pensar, trabalhar e colaborar com parceiros e para estimulando talentos locais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em seu artigo no relatório Situação Mundial da Infância, a vice-diretora executiva do UNICEF Yoka Brandt cita o aplicativo para smartphones e tablets Proteja Brasil como um bom exemplo das inovações que vêm aumentando a conscientização da sociedade em relação ao enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes.

Outra inovação do Brasil apresentada no relatório do UNICEF é o trabalho com a plataforma Vojo, que vem beneficiando comunidades mais vulneráveis, como os quilombolas da Ilha da Maré, na Bahia. O cofundador do Instituto Mídia Étnica Paulo Rogério Nunes explica em seu artigo como essa plataforma de código aberto está ajudando muito adolescentes e jovens que não têm acesso a computadores, smartphones ou tablets a atuar como jornalistas cidadãos, aumentando sua visibilidade e ampliando sua voz.

Além do app Proteja Brasil e da plataforma Vojo – apresentados no relatório Situação Mundial da Infância 2015 –, outras iniciativas inovadoras vêm ajudando a transformar a vida de crianças e adolescentes no País. Desde 2011, o Mapeamento Digital de Riscos Socioambientais Liderado por Adolescentes e Jovens oferece uma oportunidade para que meninas e meninos conheçam melhor o ambiente em que vivem. A tecnologia, desenvolvida pelo PublicLab em parceria com o UNICEF, consiste em utilizar um aplicativo de celular que permite registrar fotos georreferenciadas. Para registrar fotos aéreas do bairro, os adolescentes e jovens usam câmeras fotográficas acopladas em uma pipa criada para essa finalidade.

Thainara Ribeiro, de 15 anos, participou da oficina do Mapeamento Digital em Manaus, em outubro deste ano, e se empolgou com a ideia de poder mudar muitas coisas em sua comunidade. “Aprendi que, sim, nós os adolescentes podemos ser a grande diferença na nossa sociedade com ideias inovadoras podemos construir um mundo melhor”, disse a jovem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O resumo executivo do relatório Situação Mundial da Infância 2015 está disponível em português na biblioteca virtual do UNICEF no Brasil.

Para acessar o relatório na íntegra (disponível em inglês): http://sowc2015.unicef.org

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,842,344SeguidoresSeguir
24,854SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Restaurante em Israel dá 50% de desconto para árabes e judeus que comerem na mesma mesa

O café Humus Bar oferece um desconto de 50% e outras vantagens para mesas compartilhadas por israelenses e árabes. “Conosco, não há árabes. Mas também...

Cadela pega ônibus todos os dias para ir ao parque com direito a passe próprio

Uma cachorrinha esperta chamou a atenção da mídia norte-americana nesta semana. Eclipse, que mora em Seattle (EUA) com seus tutores, tem o hábito de pegar...

Escritor e cientista brasileiro com paralisia cerebral publicou 74 livros

O escritor e cientista Emílio Figueira tem paralisia cerebral e já publicou mais de 70 livros.

Adolescente documenta sua batalha contra o câncer com coragem e senso de humor

A conta do Instagram de Michael Tatalovich é como de muitos dos outros adolescentes, ele posta selfies com amigos, comida, gatos e fotos de...

Pesquisadores brasileiros desenvolvem plástico orgânico comestível que se decompõe em 3 meses

A tecnologia está cada vez nos ajudando a resolver questões relacionadas ao meio ambiente. Depois de duas décadas de pesquisas, pesquisadores da Embrapa Instrumentação,...

Instagram

O que mais a inovação pode fazer para melhorar a vida das crianças? Aparelhos auditivos movidos a energia solar 3