O significado maior da aprovação de Maria Clara, travesti e negra, na Universidade Federal de Pernambuco

Recentemente, Maria Clara Araújo, 18 anos, publicou em sua conta no facebook um manifesto pela igualdade, contando um pouco de sua vida até chegar ao momento atual: foi uma das mais de 6 mil aprovadas na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para vagas na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mas não trata-se de qualquer vitória: ela pôde usar o seu nome social para participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Maria Clara é travesti e negra, e tem muito orgulho disso.

Isso é um grande passo para que mais e mais travestis e transexuais ganhem voz, seja ele em qual hábito for, leia na íntegra seu manifesto aqui:

Seu post rendeu muito mais do que comentários e likes, repercutiu nacionalmente, e Maria Clara tem mostrado maturidade e muita integridade ao tratar do assunto de travestis no âmbito educacional. O Canal das Bee, que já postamos algumas vezes aqui, fez um vídeo com ela conversando sobre tudo isso e ainda sobre a grande importância que sua mãe exerce em sua vida, com seu apoio incondicional, assistam e segurem a emoção:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lindo né? E em nossa busca pela internet, encontramos ainda uma reportagem do site Pernambuco.com falando sobre sua vitória no vestibular e o que isso impacta na sociedade, vale a pena o clique:

A tatuagem cravada para sempre no peito de Maria Clara Araújo manda a mensagem. “Não se nasce mulher, torna-se uma”.

11001903_837780199598115_3490390278246974913_n

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela espera ainda que sua história propicie uma mudança para mais do que necessária no cenário estudantil brasileiro. “Eu, travesti, não sou igual a você. Eu, travesti, além de ter batalhado por minha entrada, a partir de agora irei batalhar por minha permanência. Optei por Pedagogia com a esperança de poder ser um diferencial. De finalmente pautar a busca por uma educação que nos liberta e não mais nos acorrente. A escolha é apenas uma: lutar ou lutar. E eu, Maria Clara Araújo, escolhi ser um símbolo de força. A revolução será travesti!”.

Não temos dúvida Maria Clara! Continue assim! Linda, guerreira, muito sabida (já dizia minha mãe) e com esse sorriso que ilumina o mundo! <3

Foto: Reprodução Facebook / Com informações do Brasil Post e G1.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,799SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Série fotográfica com homens nus desafia padrões de gênero e estéticas corporais

Afinal, o que é sexy? O que é um belo corpo? O que seria pose de mulher para um ensaio sensual e o que...

Artista faz retrato com 2 milhões de pontos em nanquim para ajudar homem com amnésia

O retrato feito pelo artista é de um homem que, em 2004, foi encontrado num restaurante de Fast Food na Georgia. Ele não tinha...

Conversamos com o fotógrafo que fez relato emocionante sobre adoção tardia

"Queria conseguir mostrar a gratidão e alegria que estávamos passando e também incentivar outras pessoas a passarem pela mesma experiência."

Cão devolvido por ser surdo é adotado por estudante também surdo

Um cão de apenas 11 meses foi devolvido por uma família pouco após eles descobrirem que o animal era surdo. Felizmente, um estudante que...

Uma Barbie careca para meninas que estão fazendo quimioterapia

Foi o que desejou Melissa Bumstead, mãe de Grace, uma menina que enfrenta uma forma agressiva de leucemia. A ideia surgiu no início do tratamento, quando ela...

Instagram

O significado maior da aprovação de Maria Clara, travesti e negra, na Universidade Federal de Pernambuco 3