OMS não considera mais a transexualidade como doença mental

Demorou muito tempo, já estava mais do que na hora, então vamos comemorar: a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a transexualidade da lista de doenças mentais da Organização das Nações Unidas (ONU).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A OMS publicou na segunda-feira (18) uma nova edição da Classificação Estatística de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID), segundo informações dos sites HUFFPOST Brasil e UNIVERSA.

Após 28 anos, a transexualidade, antes entendia como “transtorno de identidade de gênero”, deixa de ser uma “doença mental”, embora continue no catálogo como “incongruência de gênero”.

A transexualidade aparece em um novo capítulo, cujo título é “condições relacionadas à saúde sexual” – a atualização foi batizada de CID-11, substituindo a CID-10. Na edição anterior do catálogo, o termo aparecia no capítulo sobre “transtornos de personalidade e comportamento”, em um subcapítulo intitulado “transtornos de identidade de gênero”.

“O raciocínio é que as evidências agora são claras de que a incongruência de gênero não é um transtorno mental, e classificá-la desta maneira causa enorme estigma para as pessoas transgênero. Ainda há necessidades significativas de cuidados da saúde para que os transexuais sejam melhor atendidos se a condição for codificada sob o CID”, explicou Lale Say, coordenadora da Equipe de Adolescentes e Populações em Risco da OMS.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

oms retira transexualidade lista doenças mentais
Uma conquista de anos de luta do movimento trans

A mudança é resultado de 10 anos de estudos de especialistas ligados à OMS que analisaram informações científicas para criar um novo padrão que pudesse ser usado por profissionais da saúde de países do mundo inteiro – cada país precisa se adaptar à nova CID até 1º de janeiro de 2022.

A versão anterior do CID foi publicada em maio de 1990, ano em que o termo “homossexualismo” saiu da classificação e deixou de ser considerado uma doença. Isso aconteceu no dia 17 de maio, que depois se transformou no Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia.

Abaixo, confira um vídeo bem bacana do Canal das Bee sobre o tema “Transexualidade e Saúde”:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto © Mídia Ninja/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,265,903SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cientista autista emociona jurados do Shark Tank Brasil com história de superação

Michele desenvolveu um exoesqueleto para quem não pode andar e uma mão eletrônica para pessoas que perderam ou nasceram sem mãos.

Ação realizada na Argentina ajudou a divulgar crianças desaparecidas com QR codes

A Bandera Blanca Missing Children, organização responsável pela divulgação e busca de crianças desaparecidas na Argentina, lançou uma campanha bem interessante criada pela Almacén de Buenos Aires....

Startup ajuda a compensar impacto ambiental gratuitamente: zero carbono

A Zero Carbon zera o impacto ambiental das compras online e tudo de graça!

Não há nada mais fofo que esses 30 animais usando um ao outro como travesseiro

Aprender a amar e aceitar aqueles que nos rodeiam, às vezes é difícil para as pessoas. É por isso que podemos aprender uma coisa...

Instagram