OMS não considera mais a transexualidade como doença mental

Demorou muito tempo, já estava mais do que na hora, então vamos comemorar: a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a transexualidade da lista de doenças mentais da Organização das Nações Unidas (ONU).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A OMS publicou na segunda-feira (18) uma nova edição da Classificação Estatística de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID), segundo informações dos sites HUFFPOST Brasil e UNIVERSA.

Após 28 anos, a transexualidade, antes entendia como “transtorno de identidade de gênero”, deixa de ser uma “doença mental”, embora continue no catálogo como “incongruência de gênero”.

A transexualidade aparece em um novo capítulo, cujo título é “condições relacionadas à saúde sexual” – a atualização foi batizada de CID-11, substituindo a CID-10. Na edição anterior do catálogo, o termo aparecia no capítulo sobre “transtornos de personalidade e comportamento”, em um subcapítulo intitulado “transtornos de identidade de gênero”.

“O raciocínio é que as evidências agora são claras de que a incongruência de gênero não é um transtorno mental, e classificá-la desta maneira causa enorme estigma para as pessoas transgênero. Ainda há necessidades significativas de cuidados da saúde para que os transexuais sejam melhor atendidos se a condição for codificada sob o CID”, explicou Lale Say, coordenadora da Equipe de Adolescentes e Populações em Risco da OMS.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

oms retira transexualidade lista doenças mentais
Uma conquista de anos de luta do movimento trans

A mudança é resultado de 10 anos de estudos de especialistas ligados à OMS que analisaram informações científicas para criar um novo padrão que pudesse ser usado por profissionais da saúde de países do mundo inteiro – cada país precisa se adaptar à nova CID até 1º de janeiro de 2022.

A versão anterior do CID foi publicada em maio de 1990, ano em que o termo “homossexualismo” saiu da classificação e deixou de ser considerado uma doença. Isso aconteceu no dia 17 de maio, que depois se transformou no Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia.

Abaixo, confira um vídeo bem bacana do Canal das Bee sobre o tema “Transexualidade e Saúde”:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foto © Mídia Ninja/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,294,950SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bibliotecário lê livros por telefone a vovôs e vovós em casas de repouso na Espanha

Tem umas pessoas que a gente quer guardar em um potinho mesmo! O Juan Sobrino aqueceu meu coração hoje! Ele é bibliotecário em Soto del...

Ashton Kutcher lança petição reivindicando trocadores de fraldas em banheiros masculinos

O ator Ashton Kutcher tem se mostrado um pai exemplar e que realmente veste a camisa. Além de ser um pai extremamente presente para a filha Wyatt,...

Professor faz biblioteca colaborativa em parada de ônibus e incentiva a leitura no Amapá

Uma biblioteca em uma parada de ônibus, com o objetivo de promover o incentivo da leitura e distrair os passageiros enquanto esperam o ônibus....

Menino de 10 anos fala sobre ganância em seu primeiro vídeo no YouTube

O “Lobinho Encapuzado” fala sobre “ser mais” e “ter menos”.

Pipas ajudam no tratamento e redução de estresse de crianças internadas em hospital

Dezenas de crianças que são pacientes do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém (PA), tiveram um dia super...

Instagram

OMS não considera mais a transexualidade como doença mental 1