Através de ações de conscientização, ONG ajuda pessoas em situação de vulnerabilidade

Propagar o bem e transformar as pessoas de dentro para fora para que se tornem pessoas resilientes e conscientes de si mesmas, iniciando a sua revolução pessoal. É esse tipo de assistência que há mais de 30 anos a ONG Meu Sonho Não Tem Fim dá a pessoas em situação de vulnerabilidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Muitas pessoas ainda enxergam como vulnerabilidade social apenas àqueles que têm uma limitação financeira, ou seja, material, mas não podemos nos esquecer que a vulnerabilidade social também deve enquadrar àqueles que têm uma limitação moral, emocional ou mental”, afirmou o fundador e diretor da ONG, Alex Melo, 48 anos.

O trabalho é feito por meio de palestras, reflexões, livros, bate-papos, revistas, enfim, todo tipo de comunicação para levar a essas pessoas palavras de incentivo e conscientização gratuitamente. O carro chefe do projeto são as histórias de vinte e quatro “grandes sonhadores”, entre eles, Martin Luther King.

Leia também:  Instituição fabrica cadeira de rodas especial para crianças com doença rara poderem brincar!

empresário Alex Melo da ONG Meu sonho não tem fim no meio da movimentação da cidade de São Paulo
“Precisamos voltar a dar atenção ao mundo off-line e interagir para a construção de uma nova era, na qual exista a confiança de que a diferença entre o que fazemos e aquilo que somos capazes de fazer é o suficiente para solucionar a maioria dos problemas do mundo”. Foto: Zanone Fraissat / Folhapress

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Meu único propósito é fazer e divulgar o bem de uma forma inovadora, livre, independente e sem pedir nada em troca. Modéstia à parte, sei da qualidade de tudo aquilo que a organização cria e para a maioria das pessoas é inconcebível algo tão inovador e com tanta qualidade ser gratuito”, disse.

A força das pequenas gentilezas e boas ações

Foi aos 15 anos de idade que o empresário Alex teve a consciência da frase “gentileza gera gentileza”, do pregador urbano José Datrino, conhecido como o Profeta Gentileza, após se deparar com uma senhorinha em situação de rua pedindo esmola. A cena mexeu tanto com ele, que a partir daquele dia, decidiu começar a juntar dinheiro para a sua ONG.

Empresário Alex Melo segurando o logo da ONG Meu Sonho Não Tem Fim
Foto: Zanone Fraissat/Folhapress

“Decidi iniciar minha poupança, também me cobrei a fazer uma boa ação por dia, por menor que fosse: dizer um bom dia verdadeiro a alguém que não conhecia, realizar uma palestra ou exposição, entregar anonimamente os livros do projeto “Passageiros da esperança”, enfim, tentar tocar a vida de alguém através de minhas atitudes do dia a dia”, contou.

Hoje, a ONG se mantém sozinha graças a essa poupança! Inclusive, a empresa do Alex, Luminia, doa 50% de seus lucros à ONG.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

capas de livros da ONG Meu Sonho Não Tem Fim
O trabalho é feito por meio de muitas ferramentas como palestras, reflexões, livros, bate-papos, revistas, enfim, todo tipo de comunicação para levar a essas e pessoas palavras de incentivo e conscientização gratuitamente Foto: Divulgação/ONG Meu Sonho Não Tem Fim

“Atualmente, não ganho nem 1/3 daquilo que ganhava como executivo de banco, mas sou extremamente feliz com a missão que escolhi para chamar de minha. Eu nunca vou até as pessoas para pedir alguma coisa; ao contrário, levo algo”.

Que trabalho incrível! <3 Conheça mais  ONG Meu Sonho Não Tem Fim clicando aqui.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pai filha cantinho bambu prêmios programa tv

 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,811,797SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Menino peruano de 9 anos constrói detector de terremotos

Mateo Huaman, de apenas nove anos, conseguiu construir um detector de terremotos usando materiais simples, como cabos elétricos, luzes, LED, um tubo de aço,...

Políticos de Londres não têm direito a carro oficial e devem utilizar transporte público

Políticos de Londres, do prefeito aos vereadores, não têm direito à carro oficial ou motorista pagos com dinheiro público. Ao assumirem seus cargos, os políticos da capital...

Médica supera barreira linguística e salva mãe haitiana e bebê em parto de emergência (SP)

“Minha profissão me possibilita vivenciar diversas experiências que mudam trajetórias”, diz a médica ginecologista e obstetra, Mariana Prado, que, mesmo sem saber falar a...

Gêmeas separadas há dois anos se reencontram após serem adotadas por um casal na BA

Ana e Júlio são de Feira de Santana (BA), estão casados há 10 anos e a história da família deles dá um enredo de...

Mini-doc narra histórias de pessoas que trabalham fazendo o que mais amam

O mini-documentário “Feliz por Escolha” narra histórias de pessoas que trabalham fazendo o que mais amam e se sentem realizadas com o estilo de...

Instagram

Através de ações de conscientização, ONG ajuda pessoas em situação de vulnerabilidade 1