Técnico ortopedista canta para distrair bebê enquanto engessa sua perna; veja vídeo

O técnico ortopedista Raphael Dhominyck, 32 anos, vai trabalhar todos os dias feliz da vida por amar a profissão que exerce. E esse amor está em tudo o que o profissional faz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Um bom exemplo disso é um vídeo viral em que ele canta e dança a música “Atrasadinha” para o distrair um bebê enquanto engessa suas perninhas, seguindo uma recomendação médica.

Pedro, que tem apenas 6 meses de vida, sente um pequeno desconforto ao longo do procedimento, mas fica tão entretido com a atuação de Raphael que nem liga.

As imagens foram gravadas pela mãe do bebê no dia 23 de outubro, em um hospital público do Maranhão.

Técnico ortopedista canta distrair bebê gesso perna

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Tenho 32 anos, e 13 anos dedicados à ortopedista, de coração. É bom demais fazer o que a gente sonha desde 5°série do ensino fundamental. O alto astral tem que ter, faça chuva ou sol. Eles merecem demais”, disse Raphael Dhominyck em entrevista ao Só Notícia Boa.

“Alí no vídeo já estava no retoques finais, distraindo ele enquanto o gesso terminava de secar. Ele já está bem”, comemorou.

Leia também: Avô dança com neto na véspera de cirurgia para distraí-lo e animá-lo

Raphael se formou no Rio de Janeiro há mais de dez anos e desde então trabalha como técnico em imobilização e instrumentador cirúrgico no Hospital Geral Municipal de Codó, um município do Maranhão com 120 mil habitantes.

Durante o atendimento, o técnico ortopedista afirma tratar as crianças como se fossem filhas dele. “Fui criado sem pai. Sei como é não ter atenção. Aí faço de tudo que um pai tinha que fazer”, revela Raphael, que é pai de duas crianças.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Técnico ortopedista canta distrair bebê gesso perna

Pés tortos congênitos

O profissional é o único especialista em ortopedia pediátrica da região, sendo assim o responsável por engessar os bebês com pé torto congênito.

“O Pedro, por exemplo, nasceu com deformidade congênita. Geralmente pela posição que fica na barriga, o pé cria uma deformidade, “fica torto”, daí é feito o tratamento com o gesso até chegar na posição anatômica, e depois disso, se faz uma pequena cirurgia no tendão de Aquiles, para soltar o movimento”, explicou.

Leia também: Médico cumpre promessa de dançar para garotinho doente em pleno hospital

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A anomalia é tratada com um método surgido na Europa. “Usamos o método Ponseti, uma técnica espanhola, a mesma usada nos hospitais de ponta em todo o país. E graças a Deus tem os melhores resultados”, afirma.

Veja o vídeo:

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.
  • Envie sua história aqui.

Fonte: SNB/Fotos: Reprodução/YouTube

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Fazendeiro e seu filho criam robôs gigantes a partir de sucata e ficam conhecidos no mundo

Um pai e seu filho começaram a criar enormes esculturas recicladas no sudeste da China. Com uso de peças de carros de ferros-velhos, eles criaram seus próprios Transformers que,...

Ensaio em terreiro de Umbanda com pais grávidos celebra o amor pelo bebê e pede respeito

Natasha e Gabriel são praticantes da Umbanda, religião que mistura crenças e rituais africanos, indígenas e europeus, e, por isso, decidiram registrar a comemoração...

Serei-se! Jovem mostra que sereia pode ser negra e até careca

Ellen Faria nunca se sentiu representada em filmes infantis quando criança. Ela está feliz porque a nova geração poderá assistir, em breve, a uma Ariel negra nos cinemas.

Prêmio Brasil Criativo reverte inscrições em doações para vaquinha de cooperativa de artesãs

A Central Veredas emprega artesãs do sertão mineiro, que há um ano estão sem trabalhar após um incêndio. A cada inscrição, 10 reais serão doados para a vaquinha na Voaa.

Garoto de 16 anos é adotado por sua professora e essa história é incrível

Você acredita em destino? Anthony, tem 16 anos e vive na cidade de Beaumont, no Texas, EUA. Desde seus 9 anos que ele vive em...

Instagram

Técnico ortopedista canta para distrair bebê enquanto engessa sua perna; veja vídeo 3