Os 4 conselhos do homem que trabalha há 75 anos na mesma empresa

0
2258

Walter Orthmann tem 91 anos de idade, trabalha há 75 anos na mesma empresa (Renauxview) e está no Guinness Book por ser a pessoa com maior tempo de emprego em uma empresa no Brasil e de acordo com ele, estão verificando se o fato também é de ordem mundial. Ele já é aposentado, mas não quer saber de parar de trabalhar (você vai entender os motivos abaixo).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O fotógrafo Michel Téo Sin teve a oportunidade de conversar com ele e escreveu sobre isso em seu blog, confira:

Uma coisa que tento fazer quando faço um retrato é conversar um pouco com a pessoa antes das fotos para deixá-la mais confortável com a minha presença, criar uma confiança e conhecer assuntos que eu possa usar na hora da direção para conseguir expressões verdadeiras de acordo com o clima da foto.

Fiquei admirado com a saúde desse senhor de 91 anos com mais de 1,80m de altura que subia e descia escadas mais disposto que eu com meus 27 anos carregando meus equipamentos e perguntei se ele tinha algum problema de joelho ou coluna e a resposta foi: “Nunca tive esses problemas não. Eu jogava basquete e vôlei todo dia quando jovem”.

Ao perguntar o que ele faz para estar tão bem de saúde aos 91 anos ele me disse que o segredo dele é não fumar, se alimentar bem e não beber. Ele revela que no café da manhã ele come um mamão, uma laranja, iogurte natural com aveia ou lichia, uma fatia de pão integral com queijo branco e uma xícara de café com leite (wow) e evita comer carne vermelha, gorduras, alimentos com muito açúcar e sal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Sr. Walter Orthmann também me ensinou que assim como os músculos o cérebro também deve ser exercitado para ficar jovem. Ele faz todas as contas de cabeça e nunca erra, tenta memorizar números de telefone e compromissos mais próximos e não usa o computador, apesar de reconhecer que a humanidade evoluiu muito depois que o inventaram. O Sr. Walter, hoje, trabalha na área comercial da empresa viajando pelo Brasil inteiro com uma caneta, agenda e um celular bem simples. Se gaba em dizer que conhece os principais aeroportos do Brasil como a palma da mão dele. Ao perguntar se não é cansativo viajar tanto de avião ele disse que não, que é rapidinho e confortável, pois antes ele viajava de ônibus quando as estradas eram piores.

Era meio-dia quando terminamos as fotos e ele me convidou para almoçar com ele. Durante o almoço conversamos sobre várias coisas e perguntei se ele tivesse que dar um conselho para a vida qual seria e ele acabou me dando quatro:

1º: Tenha uma ocupação produtiva

De acordo com ele, todos os amigos dele envelheceram muito rápido depois de se aposentar e que isso é por causa que o “velho” não tem nada que fazer, dorme até tarde, tira um cochilo no final da tarde e fica sem sono e reclamando da vida de noite e incomodando os mais novos. Ele falou que mesmo aposentada a pessoa tem que se ocupar com coisas produtivas para exercitar o corpo, a mente e a alma. Por isso que ele não pensa em parar de trabalhar.

2º: Trabalhe no que você gosta

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando uma pessoa trabalha no que gosta, independente se é como gari ou diretor de empresa, a pessoa trabalha com prazer e isso acaba a destacando da massa. E por causa deste reconhecimento que o sucesso e as conquistas acabam acontecendo. Fiquei emocionado quando ele falou que percebe que eu trabalho no que gosto e assim vou para frente.

3º: Perdoe

Para o Sr. Walter, uma das coisas mais importante que existe na vida é o ato de perdoar. Perdoe e peça perdão, pois assim você transforma algo ruim em algo bom. Você não cria inimigos e na vida não há coisa pior que arrependimentos.

4ª: Trate todas as pessoas de forma igual

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Seja gentil com todas as pessoas e as trate de forma igual, seja homem, mulher, jovem, idoso, gari ou diretor de empresa pois precisamos da função de todas elas para vivermos. Ele disse que conseguiu conquistar tudo o que queria na vida graças a cada uma destas pessoas. Com orgulho me contou que pagou os estudos de todos os filhos, ajudou nos dos netos e bancou todas as festas de casamento dos filhos e netos (o filho mais velho tem 60 e poucos anos e o neto mais velho 40 e poucos).

E quando o relógio marcou 13:30 ele colocou as mãos na mesa e falou: “Tá na hora de voltar ao trabalho, vamos?”

01 02 03 04

Via Fotografe Uma Ideia

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.