Os coleguinhas da escola chamaram ele de menininha porque gosta de pintar as unhas. Desde então seu pai agora faz o mesmo.

Somos apaixonados por pais que deixam seus filhos serem livres e de mente aberta para o mundo, por isso, saber de uma história como essa só nos faz ter mais razões para acreditar ainda!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ontem, Thiago Moreira, relatou uma história que aconteceu com ele a respeito do enteado Arthur, no qual ele chama e trata como filho, o menino acha demais pintar as unhas, e então ele mesmo também pintou as dele para apoiá-lo, pois o menino estava sendo alvo de brincadeiras maldosas na escola. Leiam o relato completo postado no Facebook dele:

“Uma breve história.

Sempre que a Laura pinta as unhas, o Arthur quer pintar também, porque afinal de contas, são cores, e ele quer tê-las em suas unhas também.

Pois bem, deixamos que ele pinte.

Certo dia ele chegou em casa, de cabeça baixa começou a tirar o esmalte de suas unhas e a Laura quis saber o por quê, ao que ele disse:

– Um menino mais velho disse que eu tava parecendo uma menininha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imediatamente peguei a bolsa de esmaltes da Laura e pedi para que ele escolhesse uma cor para pintar minhas unhas, e a cor escolhida foi essa da foto.

Desde então, vou levá-lo e buscá-lo na escola com as unhas pintadas por ele.

10422036_10203355927693762_3290878821644261275_n


Hoje no trabalho – pra quem não sabe, trabalho como recepcionista em uma pousada – um guia turístico veio buscar um de nossos hóspedes para um passeio e, assim que entrou na pousada, uma das primeiras coisas que ele notou foi:

– Você pinta a unha?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Contei pra ele a história e ele imediatamente fez questão de dar sua opinião a respeito:

– Mas você não acha que é prejudicial pro seu filho?

– Não, não acho. Por que seria? Ele é uma criança, ele não sabe preconceitos, não ensinamos isso em casa.

– Ah, mas pensa bem. Se você pinta a unha dele, VOCÊ tá contribuindo pra que ele seja alvo de bullying na escola… […] Quando tiver com ele em casa e ele quiser pintar a unha, pegue uma base, sei lá, e diga “olha, filho, esse aqui é o esmalte do papai, esse aqui você pode passar que ninguém na escolinha vai rir de você.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

– Hei, mas a graça pra ele está JUSTAMENTE nas cores, ele gosta das cores, nós não vemos problema nenhum com isso e eu não irei privá-lo das cores porque outros pais ensinam seus filhos a ter preconceitos.

Após perguntar minha idade ele emenda:

– Eu tenho uma filha de 20 anos, ela nunca namorou e ela gosta dessas coisas mais Heavy Metal, mas se eu vejo ela usando uma bota de HOMEM eu digo “Filha, não tá legal”… […] Veja só, vocês são novos, não sejam tão liberais, hoje você pinta a unha dele, amanhã ele pode querer usar uma calcinha e se um dia ele chega de mãos dadas com um “coleguinha” na sua casa?

– Meu! PELAMOR! Ele gostar agora de pintar as unhas não interfere na sua sexualidade!

– Você acha que não?

– ÓBVIO que não! Se no futuro ele SE DESCOBRIR gay, se no futuro ele chegar de mãos dadas com um “coleguinha”, se no futuro ele quiser / gostar de usar calcinha, ele saberá que poderá contar com todo nosso apoio, pois somos seus pais e isso jamais deixaremos de ser. No mais, ele no momento é só uma criança que não tem preconceitos e nem é criada com eles.

Aí o hóspede chegou e acabou a conversa.

Bom dia.

P.S: Vai ter unha das mãos pintadas pelo filho SIM e se reclamar pinto as dos pés também.”

(Foto: Reprodução Facebook)

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,835,148SeguidoresSeguir
24,755SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Organização cria série emocionante de fotos para incentivar adoção de crianças

Diariamente 1.200 crianças são deixadas para adoção nos Estados Unidos, segundo a Together We Rise, uma instituição que auxilia orfanatos e centros de adoções. Para diminuir este número...

Carpinteiro compra jiboia, livra animal de pauladas e o entrega à Patrulha Ambiental

Um carpinteiro pagou R$ 100 para dois homens pararem de dar pauladas em uma jiboia, no Rio de Janeiro. O rapaz, que preferiu não ter...

Detentas fazem perucas para crianças com câncer em Criciúma (SC)

Dezenas de detentas da Penitenciária Feminina de Criciúma, no sul catarinense, confeccionaram perucas de lãs inspiradas em personagens infantis populares para crianças e adolescentes que...

App ajuda pais deficientes auditivos a diferenciar choro de seus bebês

O Crybaby é capaz de interpretar as necessidades do bebê com uma precisão de até 90%.

Idosa agradece atendimento carinhoso de médica lhe presenteando com algo especial

A ginecologista e obstetra Bruna Roberta compartilhou recentemente um relato tocante que teve na clínica médica onde trabalha, dias antes de se mudar para...

Instagram

Os coleguinhas da escola chamaram ele de menininha porque gosta de pintar as unhas. Desde então seu pai agora faz o mesmo. 2