Mesmo em grupo de risco, padre leva comida a sem-teto durante pandemia de Covid-19 em SP

Clique e ouça:

O padre Júlio Lancellotti, 71 anos, há décadas é conhecido pelas ações com moradores em situação de rua de São Paulo. E não seria a pandemia de coronavírus que impediria a continuidade dessas ações, pelo contrário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo fazendo parte do grupo de risco da doença, o padre uniu voluntários para distribuir café da manhã, roupas e kits de higiene para moradores de rua do bairro da Mooca, na zona leste da capital paulista.

O padre Júlio também levou profissionais de saúde para orientar essa população sobre os perigos do coronavírus.  “Eles ensinam a lavagem correta das mãos, como proteger os outros ao tossir e a importância de evitar aglomerações”, explica.

padre júlio lancelotti cerca moradores de rua
Há mais de três décadas, o padre Júlio se dedica ao povo de rua. Foto: Reprodução.

Lancellotti repartiu álcool em gel entre os sem-teto e pediu para que trocassem abraços e apertos de mão por outro cumprimento: uma batida de cotovelos. “Precisamos ajudá-los a se prevenir como for possível.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa ação começou na última semana e deve continuar de domingo à sexta-feira, todas as manhãs, na Paróquia São Miguel Arcanjo. Um dos voluntários é a jornalista Teresa Cristina, que não é católica, mas admira o trabalho do padre Júlio e faz questão de participar.

“Aprendei desde criança que o pouco que a gente tem é uma fortuna para quem tem nada.”

Ela ajuda a separar as doações, prepara parte do café da manhã e entrega os itens.

Cobrança de ações das autoridades

Júlio Lancellotti se esforça constantemente para solicitar ao Poder Público ações que favoreçam a população de rua. Uma delas é um abaixo-assinado online para pressionar as autoridades para a abertura de abrigos.

padre júlio lancelotti distribuindo comida moradores de rua pandemia coronavírus são paulo
Padre distribuiu café da manhã, roupas e kits de higiene para moradores em situação de rua. Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A cidade de São Paulo tem, segundo último censo, mais de 24 mil pessoas morando nas ruas”, escreveu na petição. Então, ele pergunta: “o que será dessa população e de toda cidade durante a pandemia do coronavírus?”.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Até a manhã desta terça-feira (31), a petição contava com mais de 195 mil assinaturas.

Lancellotti também oferece o espaço da Casa de Oração do Povo de Rua para acolher moradores de rua com suspeita do coronavírus. O local pode receber até 50 pessoas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Mas precisamos que a Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Saúde, Assistência Social e de Direitos Humanos e Cidadania, forneça ao menos o básico para garantir alguma proteção a esse povo que, assim como qualquer outro cidadão, tem direitos!

Pias para moradores de rua

Após a petição, foram instaladas pias na região central da cidade para facilitar a higienização dos sem-teto.

Mas o padre Júlio reconhece que essa e outras ações que vêm sendo realizadas não são suficientes. Todo mundo precisa compreender sua responsabilidade diante da pandemia.

“Ao invés de enxotar um morador de rua e mandá-lo embora por causa do medo, vá com a sua máscara e luva, e seja solidário”, disse, sugerindo que os voluntários ajudem com um lanche, uma bebida e itens de higiene.

“Todo mundo pode fazer isso e, de um em um, vamos diminuir o número de pessoas que vêm nos procurar todas as manhãs, pois estarão alimentados e agradecidos.”

Como ajudar

As ações do padre Júlio com a população de rua na paróquia São Miguel Arcanjo e na Casa de Oração do Povo de Rua acontecem há anos. É possível colaborar durante o ano inteiro, com doações ou sendo voluntário. Entre em contato com padre pelo Facebook.

Leia mais boas notícias em meio ao coronavírus clicando aqui.

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

Fonte: Sempre Família

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,653FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,994SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Engenheiro cria próteses gratuitas para pessoas carentes em impressora 3D

Aos 24 anos, o engenheiro industrial Guillermo Martinez decidiu usar todo seu conhecimento e criatividade em prol das pessoas carentes. Depois de comprar uma...

Pela primeira vez o Solstício de verão de Stonehenge será transmitido online

Pela primeira vez na história poderemos acompanhar o solstício de verão de Stonehenge online, o evento marca o dia mais longo do ano e...

Instagram