Mesmo em grupo de risco, padre leva comida a sem-teto durante pandemia de Covid-19 em SP

O padre Júlio Lancellotti, 71 anos, há décadas é conhecido pelas ações com moradores em situação de rua de São Paulo. E não seria a pandemia de coronavírus que impediria a continuidade dessas ações, pelo contrário.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo fazendo parte do grupo de risco da doença, o padre uniu voluntários para distribuir café da manhã, roupas e kits de higiene para moradores de rua do bairro da Mooca, na zona leste da capital paulista.

O padre Júlio também levou profissionais de saúde para orientar essa população sobre os perigos do coronavírus.  “Eles ensinam a lavagem correta das mãos, como proteger os outros ao tossir e a importância de evitar aglomerações”, explica.

padre júlio lancelotti cerca moradores de rua
Há mais de três décadas, o padre Júlio se dedica ao povo de rua. Foto: Reprodução.

Lancellotti repartiu álcool em gel entre os sem-teto e pediu para que trocassem abraços e apertos de mão por outro cumprimento: uma batida de cotovelos. “Precisamos ajudá-los a se prevenir como for possível.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa ação começou na última semana e deve continuar de domingo à sexta-feira, todas as manhãs, na Paróquia São Miguel Arcanjo. Um dos voluntários é a jornalista Teresa Cristina, que não é católica, mas admira o trabalho do padre Júlio e faz questão de participar.

“Aprendei desde criança que o pouco que a gente tem é uma fortuna para quem tem nada.”

Ela ajuda a separar as doações, prepara parte do café da manhã e entrega os itens.

Cobrança de ações das autoridades

Júlio Lancellotti se esforça constantemente para solicitar ao Poder Público ações que favoreçam a população de rua. Uma delas é um abaixo-assinado online para pressionar as autoridades para a abertura de abrigos.

padre júlio lancelotti distribuindo comida moradores de rua pandemia coronavírus são paulo
Padre distribuiu café da manhã, roupas e kits de higiene para moradores em situação de rua. Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A cidade de São Paulo tem, segundo último censo, mais de 24 mil pessoas morando nas ruas”, escreveu na petição. Então, ele pergunta: “o que será dessa população e de toda cidade durante a pandemia do coronavírus?”.

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Até a manhã desta terça-feira (31), a petição contava com mais de 195 mil assinaturas.

Lancellotti também oferece o espaço da Casa de Oração do Povo de Rua para acolher moradores de rua com suspeita do coronavírus. O local pode receber até 50 pessoas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Mas precisamos que a Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Saúde, Assistência Social e de Direitos Humanos e Cidadania, forneça ao menos o básico para garantir alguma proteção a esse povo que, assim como qualquer outro cidadão, tem direitos!

Pias para moradores de rua

Após a petição, foram instaladas pias na região central da cidade para facilitar a higienização dos sem-teto.

Mas o padre Júlio reconhece que essa e outras ações que vêm sendo realizadas não são suficientes. Todo mundo precisa compreender sua responsabilidade diante da pandemia.

“Ao invés de enxotar um morador de rua e mandá-lo embora por causa do medo, vá com a sua máscara e luva, e seja solidário”, disse, sugerindo que os voluntários ajudem com um lanche, uma bebida e itens de higiene.

“Todo mundo pode fazer isso e, de um em um, vamos diminuir o número de pessoas que vêm nos procurar todas as manhãs, pois estarão alimentados e agradecidos.”

Como ajudar

As ações do padre Júlio com a população de rua na paróquia São Miguel Arcanjo e na Casa de Oração do Povo de Rua acontecem há anos. É possível colaborar durante o ano inteiro, com doações ou sendo voluntário. Entre em contato com padre pelo Facebook.

Leia mais boas notícias em meio ao coronavírus clicando aqui.

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

Fonte: Sempre Família

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,400,451SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Grafiteiros pintam comunidade inteira no México e violência na região diminui

A organização Germen Crew em parceria com o governo do Mexico, revitalizou a comunidade de Las Palmitas inteira apenas com o uso da arte do grafiti, na...

Vovó de 101 anos que virou influencer depois de entregar CV ganha ensaio, presentes e tratamento dentário

Depois de publicar seu currículo em um grupo de busca de emprego, Dona Maria Cardoso saiu do anonimato direto para a fama digital. Ao...

Conheça um carteiro que escreve cartas para idosos abandonados pelas famílias em asilos

Jorge é carteiro e escreve cartas para idosos de um asilo em Ituiutaba, MG, e é exemplo de vida e simpatia. Além de entregar as cartas,...

USP retira coágulo de artéria no cérebro e devolve movimentos a vítimas de AVC

Cientistas adjuntos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto desenvolveram uma técnica eficaz na redução de quase a totalidade...

Pizzaria surpreende e manda borda de pizza para menino autista que não come recheio

O pequeno João Guilherme, de 9 anos, é apaixonado por pizza! Só que ele só come as bordas, principalmente quando estão muito bem recheadas...

Instagram