Padre oferece espaço para abrigar moradores de rua com coronavírus em SP

Pessoas em situação de rua são mais suscetíveis ao contágio do novo coronavírus, pois elas não têm acesso a medidas básicas de proteção, como lavar as mãos e usar álcool gel. Se são mais suscetíveis, podem propagar a doença mais rápido, né?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sabendo disso, o Padre Júlio Lancellotti ofereceu um espaço para abrigar moradores de rua de São Paulo que estiverem infectados pela Covid-19. A Casa de Oração do Povo de Rua pode receber até 50 pessoas.

“Na rua não tem medidas de acesso de higiene como o básico: lavar as mãos, usar álcool gel, ter medidas de higiene como roupas limpas, locais limpos para dormir“, explica o pároco.

padre com moradores de rua
Padre Julio Lancellotti durante ação com moradores em situação de rua. Foto: Reprodução/Instagram @julio.lancelloti

“Duas pessoas da Secretaria da Saúde estiveram lá, viram o espaço, viram com alguma possibilidade de adequação e contam com essa possibilidade caso seja necessário.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

casa de oração do povo de rua
Local tem capacidade para abrigar até 50 pessoas. Foto: Patrícia Figueiredo/G1

A Casa de Oração foi construída com dinheiro de um prêmio que Dom Paulo Evaristo Arns recebeu do Japão, pela fundação Niwano, no valor de US$ 190 mil, em 1994.

[Apoie a campanha de um projeto que leva café da manhã para a população de rua de SP. Clique aqui e faça sua doação.]

É um reconhecimento “por sua colaboração inter-religiosa para promover o desenvolvimento, conservar o meio ambiente e criar um mundo de paz com a participação de cristãos, budistas, muçulmanos e judeus”.

casa de oração do povo de rua
A Casa de Oração do Povo de Rua. Foto: Patrícia Figueiredo/G1

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

casa de oração do povo de rua
Foto: Patrícia Figueiredo/G1

População de rua em SP

Dados da Secretaria Municipal de Assistência Social de 2019 mostram que São Paulo tem uma população de rua de pelo menos 24 mil pessoas: 2.211 são idosos com 60 anos ou mais (população mais vulnerável ao coronavírus); 81% desses idosos estão acolhidos em centros de atendimento municipais.

Problemas em albergues e falta de comida

Até mesmo os sem-teto que estão em albergues públicos enfrentam problemas de saúde e de falta de estrutura.

“Os que estão acolhidos, estão relatando questões muito fortes como a tosse, por exemplo. Dizem que falta ventilação nos lugares. Além disso, uma doença prevalente que pode ser agravante [nestes lugares] é a tuberculose. É comum, mesmo nos centros de acolhidas, tem muita tosse, que acaba passando de uns para os outros.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Além disso, essas pessoas relatam que a distribuição de sopas e lanches tem diminuído, já que os voluntários que realizam a entrega das refeições têm evitado circular nas ruas por conta do medo do coronavírus.

Leia mais notícias de combate ao coronavírus clicando aqui.

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

Fonte: G1

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,020,205FãsCurtir
2,150,148SeguidoresSeguir
11,472SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Guy Fieri arrecada US$ 22 milhões para funcionários de restaurantes desempregados

Guy Fieri é uma verdadeira celebridade nos Estados Unidos, onde além de ser empresário e dono de uma grande rede de restaurantes, também é...

Após alagamento, vaquinha arrecada R$117 mil e idosos ganharão um lar novo (BA)

Os velhinhos da Casa de Idosos Giuseppe Aras, em Itabela (BA), vão ganhar um lar novo! O asilo onde os 34 idosos moravam ficou alagado...

Pescadores salvam 5 tartarugas marinhas presas em rede de pesca

Na praia de Araranguá, em Santa Catarina, o que tinha tudo para ser apenas mais um dia normal para alguns pescadores, transformou-se em uma...

Cachorrinha é adotada por Corpo de Bombeiros após ser agredida e abandonada

A história da cachorrinha Ashley é a prova viva de que, ao mesmo tempo que existem pessoas ignorando os direitos dos animais, outras maravilhosas...

Instagram