Esse pai teve a melhor atitude quando sua filha disse que carrinho é coisa de menino

Pode até parecer que não, mas quando somos crianças muitas coisas nos marcam para sempre. Não somente os acontecimentos, mas as coisas que ouvimos. Por isso deve-se ter um cuidado imenso com o que falamos e o que ensinamos para as crianças, pois sem saber podemos estar definindo e criando conceitos que não levam a lugar nenhum e podem estar carregados de preconceitos. Fábio Chap é pai de uma menina e conta que comprou um caderno para a sua filha, com a capa de carrinhos e que a primeira reação da garota foi dizer que não gostava, pois carrinho era coisa de menino. Foi então que ele teve a melhor reação de todas e fez a história mudar o rumo completamente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ele disse para a filha:

“- Filha, com o que eu te busco lá na casa da mamãe?
– Com o carro.
– Como eu te levo de volta pra lá?
– De carro
– De que você vai viajar quando vai pra praia?
– De carro
– Como você vai pra escola todo dia?
– De carro
– Tá vendo como você usa bastante o carro? Eu acho que você gosta, sim, de carro e de carrinho. Você só ainda não sabia.”

Leia também: “Sou feminista e comprei um fogãozinho para minha filha”

“Eis que ela deu um semi sorriso, abriu o caderno e começou a desenhar nele sem parar. Em 2 dias ela cometeu a façanha de desenhar em to-das as folhas. Fiquei feliz com a reação dela.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E porque eu acho que meu argumento deu certo:

Ao invés de citar conceitos que entram num ouvido de uma criança e saem no outro:

– Ah, todo brinquedo é de menino e de menina.
– Você pode gostar de carrinhos se quiser.

O que não seriam frases erradas, mas pouco compreendidas pelas crianças. É mais fácil – e assimilável – dar um sentido prático praquela dúvida dela.”

Afinal, não devemos recriar conceitos que nós acreditamos em nossos filhos, mas estarmos atentos para criarmos adultos que pensam por si só e criem seus próprios conceitos! Veja a postagem original de Fábio Chap abaixo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Às vezes, na ânsia de ensinarmos aos nossos filhos os nossos conceitos modernos de sociedade (seja quais forem eles), a gente cai em explicações – e frases feitas – que eles não entendem. Ou que fazem pouco sentido na cabeça deles.”

Foto: reprodução Facebook Fábio Chap

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

“Eu não sou prodígio, sou apenas esforçado”, diz jovem doutorando em Direito com paralisia cerebral

Aos 28 anos, o advogado Lucas Emanuel Ricci Dantas é um dos acadêmicos que integra o programa de pós-graduação em Ciência jurídica da Universidade Estadual...

Aplicativo redireciona sobras de comida (em perfeitas condições) para quem tem fome

“A fome não é uma questão de escassez. Há comida suficiente."

TV Cultura lançará série em libras no Dia Nacional do Surdo

A série "Crisálida" entra na grade da TV Cultura no dia 26 de setembro, Dia Nacional do Surdo. Veja o trailer!

Anos após médico dizer que ele não conseguiria ler nem escrever, jovem com déficit cognitivo conquista primeiro emprego

Na infância, Pedro Cruz sofreu isquemia cerebral e passou por várias convulsões. Após ouvir de um médico que não conseguiria ler nem escrever, Pedro conquistou seu primeiro emprego.

Perdeu o iPhone no aeroporto, alguém encontrou, e deixou nos achados e perdidos

Quando digo que não sou o único a acreditar em pessoas melhores, cada vez mais pessoas estão reafirmando tudo isso. Nesse sábado, estava eu na...

Instagram