Pai conserta buracos de ruas após filho morrer para evitar mais vítimas de acidente de trânsito

O filho do indiano Dadarao Bilhore morreu em um acidente de trânsito causado por um buraco em Maharashtra, Mumbai. Desde então, ele assumiu a tarefa de consertar buracos das ruas da cidade para evitar mais mortes como a do seu filho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dadarao Bilhore vende frutas e legumes e, nas suas horas vagas, pega uma pá, areia e cascalho e sai para preencher buracos, ganhando o apelido de ‘Pai dos Buracos’.

Ele diz que já consertou quase 600 buracos, mas ainda tem muito trabalho pela frente. Um morador de Mumbai conta que já registrou mais de 27 mil buracos em Maharashtra.

homem conserta buraco rua índia
Foto: Reprodução

Inclusive, existe uma campanha para incluir Mumbai no Livro dos Recordes como a capital mundial do buraco. Só em 2017, houve 3.597 mortes nas estradas em todo o país, uma média de dez mortes por dia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Vaquinha para Matheus, criança de 5 anos flagrada recolhendo livros do lixo. Faça sua doação!

Um dos que morreram foi Prakash Bilhore, em 2015, filho de Dadarao, que, no momento do acidente, estava viajando de motocicleta com seu primo sem capacete.

Prakash sofreu danos cerebrais gravíssimos e acabou falecendo. Já o primo usava capacete e teve apenas ferimentos leves.

homem conserta buraco rua índia
Foto: Reprodução

“A morte repentina de Prakash deixou um enorme vazio em nossas vidas”, lamenta Bilhore. “Eu […] não quero que mais ninguém perca um entre querido como nós. Portanto, enquanto eu for vivo e puder andar, me livrei de todos esses buracos”, afirma.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A boa notícia no meio disso tudo, além, é claro, do empenho louvável de Dadarao para evitar mais mortes como a do filho, é que a construção de novas estradas na Índia ganhou um impulso nos últimos anos.

Dados do Ministério das Estradas de abril mostram que nos últimos quatro anos os quilômetros rodados duplicaram, com uma média de 27 km de estradas construídas todos os dias, passando de 4.410 km em 2014-2015 para 9.800 km em 2017-2018.

Ainda na Índia, vale a pena conhecer a história de um morador de uma aldeia, muitas vezes, chamado de louco, que escavou um canal por quase 30 anos para levar água limpa ao seu povo.

VEJA TAMBÉM!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Asia News | Fotos: Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,755,527SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Idoso vende sacola de tangerinas a R$ 1 e converte venda em cestas básicas para população carente

Desde mais novo, o senhor João Benjamin, 76 anos, e sua esposa, a dona Ruth, moradores de Blumenau (SC), sempre amaram ajudar as pessoas. Por...

Estilista traz pessoas consideradas ‘fora dos padrões da moda’ para desfilar na passarela

Estou reproduzindo na íntegra um  texto da excelente Valéria Brandini, da qual tive aulas de Antropologia durante minha pós no IED há algum tempo...

Fotógrafa registra a intimidade de casais apaixonados de maneira sublime

Todos temos nossas idealizações sobre o amor, e geralmente as projeções que vemos são baseadas nos filmes, novelas, comerciais ou livros.  E, convenhamos, essas...

Instagram