Pai cria app para ajudar filho autista e outras pessoas com autismo a se comunicarem

O Wagner Yamuto, 43 anos, é CEO do Matraquinha, aplicativo de comunicação alternativa para ajudar crianças e adolescentes com autismo. O projeto foi idealizado em família, junto com sua esposa, Grazyelle, seu irmão, Adriano, e inspirado pelo filho, Gabriel.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Wagner nasceu em São Paulo e conheceu a Grazy em uma sala de bate-papo na internet, em 1998. O casamento veio 4 anos depois, em 2002. O casal sempre sonhou em ter filhos e, para viver este sonho, eles adotaram o Gabriel, 12 anos, e a Thata, 3.

A adoção do Gabriel aconteceu em 2010 e a da Thata em 2018, época em que os dois tinham apenas 10 meses de vida. O desenvolvimento do Gabriel estava de acordo com o esperado para sua idade, exceto pelo fato do garotinho não falar nenhuma palavra.

Depois de meses de investigação, exames e consultas médicas, o diagnóstico chegou: autismo. As terapias com a Dr. Paloma Moreno, fonoaudióloga, começaram e ela apresentou ao Gabriel seu fichário de comunicação.

família Yamuto
Gabriel, Wagner, Thata e Grazy. Foto: arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas que é um fichário de comunicação?

“Esse fichário é um sistema de armazenamento de figuras para pessoas com autismo. Nele, existem ilustrações de objetos, alimentos e ações que deram a oportunidade do meu filho de se se comunicar com o mundo a sua volta“, explicou Wagner.

Por exemplo: se a família estiver em uma lanchonete e a figura do suco não estiver no fichário, o Gabriel não consegue dizer o que quer e fica extremamente frustrado, resultando em crises de choro, gritos e desorganização sensorial.

Porém, apesar de eficiente, o fichário começou a crescer e algumas figuras se perderam entre as páginas. Nesse momento, Wagner decidiu criar “alguma coisa” para ajudar o filho e outras pessoas com autismo a não se frustrarem com as dificuldades de comunicação.

Primeiro, ele tentou criar um site, mas a dependência do tablet ou celular estar conectado na internet inviabilizava qualquer chance de tirar o projeto do papel. E foi em uma conversa com seu irmão, Adriano, que a grande ideia começou a nascer.

O Adriano é analista de sistemas e, durante um almoço em família, comentou que estava realizando estudos para a criação de aplicativos. Imediatamente, Wagner percebeu que aquilo seria uma boa ideia para substituir o site que havia pensado da última vez.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Adeus, fichário querido! 👋

app ajuda pessoas com autismo a se comunicarem
Foto: arquivo pessoal

Olá, melhor app do mundo! 😍

app ajuda pessoasl com autismo a se comunicarem
Foto: arquivo pessoal

E foi assim que tudo começou! A Grazy, que é administradora e educadora parental, também aceitou o desafio logo de cara e começou os estudos de funcionalidades e usabilidade do aplicativo.

Ôoooooo, o Matraquinha chegou!

“Foi por causa de situações como esta que decidimos criar o app. O Matraquinha pode estar no bolso da família inteira e nenhuma figura será perdida. Assim, damos oportunidade destas crianças e adolescentes terem mais autonomia e independência”, conta Wagner.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Hoje, o aplicativo está disponível no Google Play e na Apple Store, e conta com a direção desses três incríveis empresários: Adriano Yamuto, COO, Grazyelle Yamuto, CFO, e o grande Wagner Yamuto, CEO.

Com ele, jovens com autismo conseguem transmitir seus desejos, emoções e necessidades através dos celulares. A comunicação é feita por meio de figuras que, ao serem tocadas, fazem com que uma voz reproduza o que a criança deseja falar.

O Gabriel já craque! Até batata frita ele pede com o app! 😋🍟

Um projeto criado por uma família e pensado em outras famílias. Quem convive com crianças ou adolescentes com autismo, terá uma nova oportunidade de vê-los superando suas dificuldades de comunicação.

Em conversa com Wagner, ele contou a história de uma garotinha com paralisia cerebral que, graças ao Matraquinha, pediu para fazer xixi pela 1ª vez. Antes, a mãe tinha que levá-la de 30 em 30 minutos ao banheiro, pois ela não conseguia se comunicar de outra forma.

Além disso, ele contou a história de outra garotinha que falou a frase “eu quero beber água” e também da mãe que se encantou quando descobriu que o filho ama pipoca, tudo graças ao incentivo do aplicativo.

app ajuda pessoas com autismo a se comunicarem
Wagner Yamuto, fundador e CEO do app Matraquinha – Foto: arquivo pessoal

“Usamos a tecnologia a favor da inclusão para que essas crianças possam dar todo seu potencial. É necessário dar suporte, seja com acessibilidade, adaptação de materiais e o principal: respeito para que eles possam viver com dignidade.”

Quer saber tudo sobre o Matraquinha? Clique aqui!

Pai cria app para ajudar filho autista e outras pessoas com autismo a se comunicarem 1


Quer conhecer mais pessoas que lutam por acessibilidade? Dá um play!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM








Pai cria app para ajudar filho autista e outras pessoas com autismo a se comunicarem 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
5,142,486SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Mães polonesas estão deixando carrinhos de bebês para mães ucranianas que cruzam a fronteira

Uma foto que mostra carrinhos vazios alinhados em uma estação de trem na Polônia viralizou nas redes sociais nesta semana, virando um poderoso símbolo...

‘Arte Cidadã’: O coral fundado no Mato Grosso capaz de salvar vidas

Não é só a dificuldade que é capaz de gerar gatilhos do bem nas pessoas. Nem sempre a empatia vem pela semelhança nas histórias...

Vaquinha para pintor de 70 anos arrecada R$ 40 mil para ele continuar pintando seus lindos quadros em SC

É impossível não ficar emocionado toda vez que batemos a meta de uma vaquinha. 😭 E, bem, conseguimos mais uma vez: o senhor Antônio agora...

Lucas, amigo de Eliana, largou tudo para cuidar dela: “Um dia ela me salvou. E eu prometi salvá-la todos os dias”

É impossível não se emocionar com essa história! 😭 Eliana Zagui foi a única sobrevivente do surto de poliomielite, em 1976. E morou na UTI...

Instagram

Pai cria app para ajudar filho autista e outras pessoas com autismo a se comunicarem 3