Parceiro no esporte e na vida, pai mostra que amor por filho é maior que suas limitações

As limitações motoras do Biel não são maiores do que o amor do seu pai, o engenheiro Rodrigo Silva Rocha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Esse amor de Rodrigo pelo filho está em cada detalhe do triciclo que adaptou para Biel, 18 anos, participar de provas de triatlo junto com ele.

Hoje, o maior sonho de Gabriel Couto Rocha, que tem paralisia cerebral, é cruzar a linha de chegada com suas próprias pernas e andando!

Criamos uma vaquinha na VOAA para comprar um andador especial que vai permitir a Biel fazer isso. Clique aqui e doe.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @corredorespecial_biel (@corredorespecial_biel) em

Controle motor e socialização

Rodrigo Silva Rocha viu no esporte uma oportunidade para o filho melhorar o seu controle motor e fazer novas amizades.

Pai e filho fizeram a primeira corrida deles juntos em 2013.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Depois, Rodrigo ensinou Biel a nadar e, de lá pra cá, os dois participam de competições de triatlo, que combina provas de natação, ciclismo e corrida.

Ajude a realizar o sonho do Biel. Clique aqui e doe.

pai carrega filho paralisia cerebral linha chegada corrida
Biel sonha cruzar a linha de chegada andando sozinho. Foto: Reprodução/Instagram @corredorespecial_biel

Gabriel é a minha inspiração! Ele me ensinou a viver melhor de diferentes maneiras! Sou mais calmo, não dou valor a coisas materiais como antigamente. Valorizo um sorriso, um abraço. Parece tudo normal, mas não é bem assim. Muito do que ele consegue fazer a gente considera uma vitória!”, comemora Rodrigo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pai improvisou andador

Rodrigo até tentou adaptar um andador que ele comprou há seis anos para o filho. Na época, não deu certo porque Biel não tinha uma estrutura motora boa.

Esse andador ficou grande demais para o filho que cresceu muito e está animado com a possibilidade de ficar em pé.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @corredorespecial_biel (@corredorespecial_biel) em

“Adaptei umas partes do aparelho, coloquei o Gabriel e ele ficou firme e adorou, mas está pequeno para ele”, disse o pai.

Ajude a realizar o sonho do Biel. Clique aqui e doe.

Andador Grillo

O andador que vai mudar a vida do Biel tem suportes de tronco e pélvico, apoio ergonômico e separador de passos com alças.

mulher usando andador
Foto: Divulgação

A história do Biel

A mãe do Biel, Sarah Rocha, teve o filho aos 19 anos. Até o 8º mês de gestação, a gravidez foi tranquila.

Porém, com a intercorrência da pressão alta somada à demora do atendimento médico, Biel nasceu com paralisia cerebral.

pai e filho paralisia cerebral sorrindo
Foto: Reprodução/Instagram @corredorespecial_biel

“Sabe, um amigo me falou uma verdade quando conversávamos e eu lhe questionava sobre o valor do andador. Ele disse que não estão me vendendo um equipamento, eles estão vendendo um sonho, meu filho de pé”, disse o pai emocionado.

Vamos ajudar o Biel a cruzar a linha de chegada com as próprias pernas?! Clique aqui e doe.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,835,148SeguidoresSeguir
24,725SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Aposentado envia bolo de aniversário a vizinhos que conheceu pela sacada e faz amizade com jovens, no RS

Apesar do isolamento social, eu tenho percebido que as pessoas estão muito mais próximas ultimamente. E isso tem resultado em histórias incríveis, como é...

Após vídeo com bebê viralizar, filho de bikeboy ganha festa surpresa de 1 ano

Publicamos há um pouco mais de um mês o vídeo do jovem pai Isaque Nascimento Silva, 20 anos, de Natal (RN), que com o...

Designer japonês cria fonte que une a escrita Braille com a tradicional

Existem algumas ideias e inovações que nos fazem perguntar: como, até hoje, ninguém tinha pensado nisso, não é mesmo? Como este alfabeto, que tem...

Brasileiro ajudou a retirar água da caverna onde estavam presos meninos na Tailândia

O brasileiro Gui Brotto participou do plano para diminuir a quantidade de água na caverna de Tham Luang.

Polícia do Paraná desmonta “rinha” de pitbull no interior de São Paulo

Os cães que sobreviveram receberão todo o atendimento médico necessário e, depois de castrados e adestrados, irão para a adoção.

Instagram

Parceiro no esporte e na vida, pai mostra que amor por filho é maior que suas limitações 2