Pai e todos os filhos têm ou tiveram algum tipo de câncer, mas não perdem o otimismo

A foto que revela a tatuagem tem uma história que faz chorar, mas os donos desses braços têm sido inspiração para muita gente em Fortaleza, onde moram, e nas redes sociais. Regis e Pedro são, respectivamente, pai e irmão da Bia Mota, que tinha 10 anos e morreu de câncer em junho do ano passado. A tatuagem foi feita logo após a missa de sétimo dia da menina. Uma tia também tatuou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bia era uma menina alegre, que até no hospital fazia paródia e desenhos de tudo que vivia. Ela assinava os desenhos exatamente como na tatuagem, por isso pai e irmão escolheram essa homenagem. A garota morreu com uma Leucemia que não regrediu com nenhuma medicação, nem mesmo um transplante de medula óssea!

Mas, durante todo o tratamento ela surpreendeu a família e a equipe do hospital por ser alegre, cantava e desenhava o tempo todo. “Bia foi uma lição para todos nós”, conta Regis.

família inteira luta com otimismo contra câncer

A questão é que Bia aprendeu a viver assim com o pai e os dois irmãos. Todos têm ou tiveram câncer, por isso viraram um exemplo para Fortaleza, onde moram, e nos hospitais de São Paulo onde fazem tratamentos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Regis, o pai, tem uma síndrome rara (Li-Fraumeni) que faz com que a pessoa tenha predisposição a tumores ósseos, na mama, leucemias e outros. Herança genética que passa de pai para filho.

família inteira luta com otimismo contra câncer

família inteira luta com otimismo contra câncer

O primeiro câncer na família apareceu na filha mais velha de Regis, Ana Carolina, com 22 anos e aluna do oitavo período de medicina na UniNove. Ela teve Leucemia e após mais de dois anos de tratamento foi curada. O segundo caso foi o próprio Regis, que descobriu a Leucemia em 2016. No mesmo mês, a família soube que o filho Pedro tinha um tumor maligno na perna. Foi quando fizeram os testes e descobriram a síndrome do pai.

Leia também: Médico brasileiro renomado celebra cura de pacientes com palhaçadas

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na mesma época souberam que a Bia também tinha a alteração genética e, um ano depois, a Leucemia se manifestou na menina. Quando a Bia estava em tratamento, o irmão Pedro teve outro tumor no pulmão e foi operado. Agora ele trata o terceiro tumor, na coluna.

Se enfrentar uma doença tão grave é a parte triste da história, a forma como essa família faz isso enche os outras pessoas de esperança. “Aqui em Fortaleza, e também no Instagram, muitos dizem que sou inspiração, que quando pensam nos próprios problemas, procuram se espelhar em mim e encontram coragem para enfrentar!”, conta Regis.

família inteira luta com otimismo contra câncer

Eles e os filhos ficam juntos o máximo de tempo que podem, cantam, se divertem, passeiam, tudo postado com alegria nas redes sociais. Querem sempre passar mensagens de otimismo e de que a vida vale a pena ser vivida. Também não perdem a chance de se lembrarem da Bia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Tento passar não somente para meus filhos, mas para muitos amigos e familiares, que a vida tem que ser vivida intensamente, dia a dia, hora a hora, minuto a minuto, com alegria e sabedoria, pois não sabemos o dia de amanhã como será, o que pode acontecer, então vivamos o hoje”, conta Regis.

Ele admite ser impressionado com a resiliência e força emocional dos filhos, inclusive durante tratamentos tão difíceis. “A Ana Carolina tem uma luz… durante o tratamento dela me acalmava e dizia que não ia me largar tão cedo. O Pedro enfrenta o terceiro tumor com força sem igual e a Bia… a Bia vão tinha explicação para tanta alegria e coragem!”

Alegria e coragem visível nos vídeos, fotos e mensagens que os três sobreviventes postam em suas redes. Ao Navegar pelos perfis deles ninguém imagina o que vivem. Regis acredita, e ensinou os filhos a acreditarem, que a missão de cada um é semear alegria nesse mundo!

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

família inteira luta com otimismo contra câncer

Por Nalu Saad/crédito das fotos: Arquivo da família

 

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,839,477SeguidoresSeguir
24,799SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Fotógrafo faz ensaio com mães que amamentam os filhos após os 2 anos

Você já deve ter visto mães que amamentam seus filhos(as) depois de pequenos, o que você acha disso?

O Pão Que o Viado Amassou: curitibano cria padaria delivery e discute realidade LGBTQ+

Em pouco mais de um mês, o curitibano Gabriel Castro, 34 anos, bombou na internet vendendo o “pão que o viado amassou”. Foi assim que...

Pesquisadores descobrem que remédio para piolho pode matar coronavírus em 48 horas

Pesquisadores da Universidade de Monash, em Melbourne, na Austrália, descobriram um medicamento capaz de matar o coronavírus (Covid-19) em 48 horas. Os testes com o...

Após incêndio, mineiras recuperam seu food truck com sucesso de crowdfunding

As irmãs Mariana e Ana Luiza Faria, sofreram uma tragédia do acaso que interrompeu o andamento de seus planos. A kombi de comida na qual...

Ela quer alugar os quartos em sua casa, mas apenas para quem tem pit bulls

Kara Montalbano está à procura de alguns novos inquilinos para sua tranquila casa de três quartos em Providence, Rhode Island. Idealmente eles vão ser...

Instagram

Pai e todos os filhos têm ou tiveram algum tipo de câncer, mas não perdem o otimismo 2