Pai larga tudo para buscar tratamento para uma grave doença degenerativa do filho

0
2178

Uma questão perseguia os amigos Fernando Kuwahara e Rafael Micheletto, eles queriam trazer para a internet um despertar para questões sociais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Assim como muitas pessoas, eles sempre desejaram poder fazer mais pelo mundo, pelos necessitados, pelas pessoas desfavorecidas e esta foi a forma que encontramos para além de trazer o bem nas ações realizadas, estimular a participação, provocar discusões e poder demonstrar como pode ser simples e fácil ser solidário até nas pequenas ações, surgiu então o canal “Eu acredito”.

“Todos gostaríamos de conhecer mais, de nos envolver mais, de poder fazer mais pelo mundo e principalmente pelas pessoas, mas, infelizmente esta vontade acaba não sendo concretizada, pois o caminho para transformá-la em ação prática parece ser longo.

Eu acredito traz uma reflexão sobre os temas de forma emocionante, divertida, polêmica e até mesmo controversa para nos tirar da zona de conforto.”

O video mais recente traz a história emocionante de um pai que largou tudo para buscar o tratamento para uma grave doença degenerativa de seu filho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo sem nenhum conhecimento médico, Adolfo conseguiu criar através de pesquisas e muito esforço, um tratamento financiado por recursos próprios que garante a sobrevivência de Vitor por mais de 20 anos. Uma história emocionante e muito inspiradora.
[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=ECdg6xNC3A0″]
pai_heroi pai_heroi2 pai_heroi3 pai_heroi4 pai_heroi5

Em um outro vídeo, eles convidaram um sushi man a preparar comida japonesa e entregar a moradores de rua, veja:

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=mHGkM0Uxi5s”]

Para inscrever-se no canal deles clique aqui, o facebook deles é esse aqui  e o instagram aqui.

Para contato, parcerias, sugestões: [email protected] / 41 99534377 ou [email protected] / 41 99770252.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.