Após 15 anos de procura, pai encontra filha perdida graças a anúncio de restaurante em SP

Nos últimos quinze anos, o editor gráfico Lucas de Moura Souza, 37, sonhava em conhecer sua filha mais velha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E foi graças a um anúncio de restaurante do bairro que ela mora que ele conseguiu encontrá-la, em Guarujá, no litoral paulista.

Graças ao post, Lucas teve a ideia de pedir para a dona do estabelecimento, que já era sua conhecida, tentar informações na região. A mulher publicou a história no grupo dos funcionários que o pai procurava por Luanna, e minutos depois do pedido, a confirmação veio: ela havia localizado a adolescente.

pai encontra filha perdida graças anúncio restaurante

Em entrevista ao G1, Lucas contou que, quando a mãe de Luanna Santos engravidou, ambos eram usuários de drogas, e moravam em Guarujá, no bairro Vila Júlia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pouco antes do parto, a família dele fez uma intervenção e o internou. Lucas avisou que a ex-namorada estava grávida, e segundo o editor gráfico, os familiares se propuseram a ajudá-la também.

“Ela acabou fugindo e sumiu, foi por isso que ainda não havia encontrado minha filha”, explicou. Ele acabou perdendo o contato com a família depois disso.

Luanna acabou sendo criada pela irmã e pela avó. Nos anos seguintes, seu pai tentou encontrá-la, inclusive pelas redes sociais, sem sucesso.

Certa vez, Lucas chegou a encontrar a mãe da filha, e pediu para que ela o levasse para conhecer a menina, no entanto, a mulher desapareceu novamente.

Recentemente, o editor gráfico casou outra vez, e a esposa passou a ajudá-lo na busca pela filha. “Quando ela ficou grávida, já conhecia essa história, e procurou muito pela menina, para que ela conhecesse o irmão também, mas não encontramos”, afirmou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

pai encontra filha perdida graças anúncio restaurante

Demorou 15 anos, mas a espera de Lucas por notícias da filha enfim chegou ao fim, quando ele pediu ajuda a uma amiga que tem um restaurante no bairro onde a filha foi criada.

“Eu trabalhei muitos anos no bairro onde minha filha morou a vida inteira, mas nunca a encontrei. Na semana passada, vi um anúncio de um restaurante que tem lá no Morrinhos 2, e na hora lembrei que era o mesmo bairro. Pedi para a dona, que é uma amiga minha de longa data, para ela especular pelo bairro se existia uma menina de 15 anos com o mesmo nome dela. Falei o nome da mãe também, e disse que ela não conhecia o pai”, explicou.

O pedido não continha muita esperança, pois Lucas procurava por Luanna há muitos anos. No entanto, dois minutos depois do pedido, a amiga retornou a mensagem, e disse que havia encontrado a jovem.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora – 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar agora, ganhe um brinde especial + frete grátisclique aqui.

“Ela mandou no grupo do restaurante a história, e o namorado da minha filha era funcionário dela. Ela me mandou mensagem e disse: ‘Lucas, achei a tua filha’. No mesmo momento, eu já entrei em contato com ela [a adolescente]”.

Segundo o editor, apesar da felicidade de ter enfim encontrado a menina, ele tinha muito medo da reação da filha, por pensar que ela pudesse carregar alguma mágoa.

Entretanto, para sua surpresa, a adolescente foi receptiva e concordou em conhecê-lo. “Por incrível que pareça, o sonho dela era o mesmo que o meu: me conhecer. Ela conhecia a minha história, e tinha até receio de que eu estivesse morto”, relatou.

Para Luanna, foi uma maravilhosa surpresa o pai a procurar. “Para mim, ele já tinha sumido no mundo. Eu não esperava depois de tanto tempo”, afirmou. Após a primeira conversa, eles marcaram de se encontrar. “Foi muito bom conhecer, saber quem me colocou no mundo”, disse a adolescente.

“Foi a maior alegria. Ela amou o irmãozinho. Soube que a família dela sempre procurou, também, mas com o sobrenome errado meu. A gente estava muito perto, mas muito longe. Foi incrível, estar com ela fez parecer que eu a conhecia a vida toda. É uma coisa inexplicável. Ela eu não pude ver nascer, mas o irmão eu vi. Quando a conheci, foi a mesma sensação”, afirmou o pai, emocionado.

Lucas ressalta que, apesar de não ter acompanhado o crescimento da filha, Luanna teve uma excelente criação. “Ela tem um pai e uma mãe de criação que a fizeram crescer com muita dignidade. Eu sou muito grato, são pessoas maravilhosas”, afirma. Para Lucas, ter encontrado a filha pela primeira vez foi um grande presente de Dia dos Pais. “Tudo no tempo de Deus”, finalizou.

Assista também:

Fonte: TN Online
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,780,571SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após verem cão ajudando irmã cega a atravessar a rua, suas vidas são transformadas

Um casal que trabalha em um abrigo animal no município de Navalcarnero, perto de Madrid, Espanha, recentemente deparou-se com uma visão emocionante: um galgo de...

Canadense de 15 anos cria ‘bengala inteligente’ para deficientes visuais

A ‘bengala inteligente’ tem GPS e sensor de proximidade para alertar o usuário sobre objetos perigosos.

Vigias da UFF sem salário há sete meses recebem cesta básica de alunos e professores

A equipe de vigias terceirizados que trabalham nos campi da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói (RJ), reclamam de atrasos nos salários. A empresa responsável...

Jovem consegue arrecadar 15 mil dólares para enviar sobrevivente do Holocausto para Israel

Um adolescente do sul da Califórnia arrecadou cerca de US $ 15.000 para enviar um sobrevivente do Holocausto de 89 anos para Israel, para...

Mexicana cria inovador plástico biodegradável feito suco de cacto

Uma abundante e importante espécie de planta do México, que serve como base para a refeição dos povos mexicanos e central-americanos há milhares de...

Instagram